Sampaio deixa escapar vitória no finalzinho

Após de ter vencido o superclássico contra o Moto por 1 x 0, domingo passado e ter retornado à zona de classificação para a semifinal do returno do Estadual, o Sampaio apenas empatou na tarde desta quinta-feira com o Nacional que ainda luta para fugir do rebaixamento.

Os gols da partida disputada no Estádio Binezão, foram marcados no segundo tempo. Cláudio André fez 1 a 0 para o Sampaio, aos 24 minutos do 2º e Andrezinho cobrando pênalti empatou aos 40 minutos.

O Sampaio subiu para nove pontos e ocupa a 5ª colocação. O Nacional tem cinco pontos e segue na 9ª colocação.

O Tricolor volta a jogar pelo maranhense no domingo (25) contra o Comerciário, às 17h, no Nhozinho Santos. O próximo adversário do Nacional será o Imperatriz, domingo, às 9h30, no Estádio Binezão.

Publicidade

Americano reage e já está no G4

O Americano venceu o Comerciário por 2 a 0, na partida preliminar no Estádio Nhozinho Santos. O jogo é válido pela 6ª rodada do Campeonato Maranhense. O Comerciário continua na lanterna da competição com apenas 2 pontos ganhos e já está rebaixado para a segunda divisão. Já o Americano conseguiu sua segunda vitória consecutiva e segue na luta para fugir do rebaixamento.

Com o resultado, o Americano ocupa agora a 4ª colocação com 9 pontos ganhos e enfrenta o Maranhão na próxima segunda-feira, às 18h,30, no Estádio Nhozinho Santos. O Comerciário volta a campo no domingo (25) para enfrentar o Sampaio.

Publicidade

Campeonato Maranhense

Santa Quitéria e Imperatriz empataram de 0 a 0 esta tarde, no Estádio Rodrigão, em Santa Quitéria. Com o resultado, o Imperatriz chegou a 10 pontos e ocupa a 2º colocação. O Santa Quitéria permanece na 7ª colocação com 6 pontos ganhos. O próximo jogo do Imperatriz será no domingo, às 9h30, contra o Nacional, no Estádio Binezão. O Santa Quitéria só volta a jogar no dia contra o Bacabal, no Rodrigão.

Publicidade

Uma manhã de vitórias em João Pessoa

Na manhã desta quarta-feira (14) quatro equipes estrearam na disputa das Olimpíadas Escolares em João Pessoa, na Paraíba. Para a alegria da delegação maranhense as quatro equipes – basquete masculino e feminino, vôlei e handebol feminino – conseguiram vencer seus adversários.

No basquetebol foram duas vitórias fáceis nas estréias das equipes maranhenses. No feminino, o Dom Bosco, que disputa a divisão especial, atropelou o Colégio Alternativo do Mato Grosso e venceu por 88 a 32, só a ala Júlia Miranda (cestinha da partida com 34 pontos) pontuou mais que toda a equipe mato-grossense. No masculino o Reino Infantil, que está na primeira divisão, não teve dificuldade para bater o Albert Einstein de Alagoas por 83 a 62. O Dom Bosco joga às 9 horas, nesta quinta-feira, contra o Ari de Sá do Ceará, já o Reino Infantil folga na rodada e volta a jogar na sexta-feira, às 9 horas, diante do Colégio Hipocrates.

No vôlei feminino o Dom Bosco venceu sem dificuldades por 2 sets a 0, parciais de 25/17 e 25/12, o Colégio Hélio Campos de Roraima. As meninas que estão na primeira divisão voltam a quadra somente na sexta-feira contra o Djalma Batista, às 9 horas.

O último grande feito da manhã perfeita para a delegação maranhense veio no handebol feminino com o Colégio Dom Bosco. As maranhenses fizeram um grande duelo contra o Anglo de Pernambuco, e só conseguiram sacramentar a vitória no último minuto de partida. O Dom Bosco, que está na divisão especial, derrotou o time pernambucano por 26 a 24 e volta a jogar nesta quinta-feira, às 9 horas diante do Paulo Gissoni do Rio de Janeiro.

Além das modalidades coletivas a manhã foi marcada também pela estréia dos alunos do Batista que representam o Maranhão no xadrez, única modalidade individual ainda em disputa nas Olimpíadas Escolares, categoria infanto – 15 a 17 anos.

Mais estréias – Na parte da tarde desta quarta-feira duas outras equipes maranhenses – vôlei e handebol masculino – estréiam no torneio.

No vôlei masculino o Maranhão será representado pelo Rui Barbosa de Imperatriz. A equipe maranhense que está na divisão especial, estréia às 16 horas contra o Ideal do Pará.

A outra estréia será do handebol masculino representado pelo Dom Bosco. Os garotos que estão na divisão especial jogam às 14 horas diante do Santa Amélia de Alagoas.

As Olimpíadas Escolares prosseguem em João Pessoa até o próximo domingo, dia 18 de novembro.

Fonte: Jorge Aragão, para o Imirante

Publicidade

Campeonato Maranhense


Imperatriz joga de olho na liderança

O Imperatriz enfrenta o Santa Quitéria de olho na liderança do 2º turno do . O Cavalo de Aço ocupa a 3º colocação com 8 pontos ganhos e vem de um empate contra o Chapadinha, também no Rodrigão, em Santa Quitéria. Campeão do 1º turno, se vencer também o 2º, o Imperatriz será o campeão maranhense em 2008. A partida entre Imperatriz e Santa Quitéria começa às 16h.

Publicidade

Luis Fabiano se destaca no treino da Seleção Brasileira

Atacante faz dois gols e chama a atenção na primeira movimentação com bola

Luis Fabiano e Lúcio no treino da seleção: atacante foi o destaque na movimentaçãoLuis Fabiano chegou e já mostrou ao técnico Dunga a boa fase em que vive. O atacante, artilheiro do Campeonato Espanhol com oito gols pelo Sevilla, participou bem do treino tático e fez dois gols.

O treino na manhã desta quarta-feira durou cerca de duas horas. Luis Fabiano, que foi chamado para o lugar de Afonso, cortado por causa de uma lesão, se apresentou na madrugada e não demonstrava estar cansado durante a movimentação.

Os jogadores foram divididos aleatoriamente para participar da atividade, que acabou servindo para descontrair o grupo. Kaká e Diego também se destacaram no treino. Foi o primeiro treino com bola da seleção nesta semana

Fonte: Adilson Barros e Thiago Lavinas – Globoesporte.com

Publicidade

Robinho terá placa no Maracanã

Robinho vai ganhar uma placa no Maracanã pelo drible “vai pra lá que eu vou pra cᔠem cima do lateral-direito De la Cruz na vitória de 5 a 0 sobre o Equador, na segunda rodada pelas eliminatórias (confira no vídeo ao lado). O anuncio foi feito pelo secretário estadual de Esportes, Eduardo Paes.

Os jogadores da seleção brasileira consideram justa a homenagem, que curiosamente não será para o autor do gol, Elano, e sim para quem fez a jogada, Robinho.

– Todo mundo em campo se surpreendeu com a velocidade do drible. Ele tinha um pequeno espaço. Se a homenagem acontecer, será válida – disse Kaká.

– Foi um drible marcante. Estou feliz por ele – disse Júlio César.

O técnico Dunga destacou a capacidade de Robinho fazer o torcedor brasileiro reviver os momentos de ouro do futebol.

– Falamos tanto em futebol-arte que vale homenagear jogadas que ficam na nossa memória. É justo esse tipo de reconhecimento.

Fonte: Globoesporte.com

Publicidade

Brasil joga mal e cai diante da Itália

Com uma atuação decepcionante, a seleção brasileira foi dominada pelas italianas e acabou derrotada pela segunda fez nesta Copa do Mundo. Impecáveis em todos os fundamentos, as adversárias venceram por 3 a 0, parciais de 25/20, 25/23 e 25/19. A cubana naturalizada Aguero, responsável pelos saques e ataques mais potentes do time, foi eleita a melhor jogadora da partida.

O resultado fez o Brasil praticamente dar adeus às chances de conquistar pela primeira vez o título da competição, já que, a dois jogos do fim da Copa, a Itália se mantém invicta. A equipe de Zé Roberto precisaria vencer seus confrontos e torcer por um tropeço das italianas.

Apesar da surpreendente vitória da Sérvia sobre o time dos EUA, a seleção brasileira se mantém no terceiro lugar da tabela, seguida de perto pela rival, que tem o mesmo número de vitórias (7) e de derrotas (2). Para terminar entre as três primeiras colocadas e se classificar para as Olimpíadas de Pequim, a equipe precisa derrotar as sérvias, adversárias desta quinta-feira, e as japonesas. O duelo contra as européias acontecerá nesta quinta-feira, à 1h35 (de Brasília), e terá transmissão da TV Globo e do canal Sportv. No mesmo dia, a Itália enfrenta a equipe cubana.

Com Jaqueline em quadra após três jogos de ausência, o Brasil entrou no jogo em clima de decisão, já que uma vitória manteria as chances do título e aproximaria a equipe de uma vaga em Pequim. No entanto, mesmo sem a levantadora e capitã Lo Bianco, que se machucou e foi substuída por Ferretti, a seleção italiana começou melhor, beneficiada pelos saques da cubana naturalizada Aguero e por dois erros da defesa verde e amarela. Em desvantagem, o técnico Zé Roberto deu uma bronca nas meninas durante o primeiro intervalo técnico. A iniciativa deu certo, e as brasileiras encostaram no placar.

Porém, apesar do esforço de Sheilla, que virava todas as bolas, a forte defesa fez a diferença a favor das das adversárias. Sem ritmo, Jaqueline foi substituída por Sassá, mas a entrada da ponteira não foi o suficiente para evitar a derrota. Agüero foi novamente para o saque e a Itália abriu cinco pontos, fechando por 25 a 20.

A seleção não se deixou abater e voltou melhor no set seguinte. Explorando bem os espaços deixados pelas rivais, a equipe fez 10 a 7. Mas do outro lado da quadra, estava Aguero, que conduziu sua equipe à reação. Após um longo rali, a cubana soltou o braço pela diagonal e empatou o confronto.

Mais uma vez, as brasileiras voltaram a se impor e abriram quatro pontos de vantagem, em 19 a 15. A vitória parecia certa até que a Itália se acertou em quadra e, com uma forte marcação em cima das ponteiras brasileiras e ataques em cima do bloqueio adversário, passou à frente. Nervoso, Zé Roberto substituiu Sassá, Walewska e Fabiana por Jaqueline, Carol Gattaz e Fabíola, mas o esforço foi em vão. Assim como na parcial anterior, as italianas cresceram no fim e rapidamente chegaram ao placar de 25 a 23.

A obrigação de vencer no terceiro set deveria motivar, mas desanimou a seleção. Apáticas, as jogadoras não conseguiam superar a defesa e o bloqueio adversários. Aplicada, a equipe italiana mostrou o seu melhor e, com tranqüilidade, abriu 5 a 1. Para piorar a situação o time de Zé Roberto, as rivais começaram a variar as jogadas de ataque, deixando o Brasil perdido em quadra.

As italianas chegaram a fazer 10 a 4, mas, aos poucos, as meninas superaran o “apagão” e voltaram a vibrar em quadra. Paula Pequeno e Jaqueline ajudaram a equipe a diminuir a diferença para dois pontos, em 13 a 15. Inabaláveis, as italianas continuaram a impor seu forte ritmo de jogo e seguraram o time verde e amarelo. A tristeza abateu novamente as brasileiras, que acabaram derrotadas por 25 a 19. Como consolo, o fato de que, há muito tempo, as tradicionais rivais não jogavam tão bem. Embalada pela grande fase de Aguero, a Itália segue firme em busca do ouro da Copa. Já o Brasil tenta aprender a lição para melhorar nas duas partidas que restam e não deixar escapar a classificação para as Olimpíadas.

Fonte: Globoesporte.com
Foto: FiVB

Publicidade

Terceirona, aí vai o leão!

Queda anunciada: O projeto “Remo de Primeira” foi pro buraco e agora a realidade é outra: clube volta ao inferno da Série C, com um horizonte sombrio e mergulhado em sua pior crise financeira

Acabou-se o que era doce. O Remo resistiu o que pôde na Série B, mas o rebaixamento, enfim, está consumado. A derrota de ontem para o lanterna Ituano, pela 36a rodada do Campeonato Brasileiro, foi apenas o tiro de misericórdia no Leão, que iria cair de qualquer maneira para a Terceirona com a vitória de Paulista e Santo André na mesma jornada. No próximo sábado, o time, com quatro desfalques certos – Altair, Fábio Oliveira e Jóbson receberam o terceiro cartão amarelo e Velber foi expulso -, enfrenta o Vitória no Barradão. No mesmo dia, o Ituano joga outra vez em seus domínios contra o CRB.

A equipe de Bagé teve tudo para sair com três pontos no Estádio Novelli Júnior: atuou com garra, principalmente na segunda etapa, mas vacilou e somou a 21a derrota na competição. O Remo começou muito bem, criando boas jogadas, principalmente com Wellington Saci pelo lado esquerdo. Logo aos 25 segundos de bola rolando, ele assustou o goleiro Márcio Kessler com um tiro cruzado. O atacante Fábio Oliveira perdeu chances incríveis de cabeça aos 9 e 17 minutos. O árbitro carioca Pablo dos Santos Alves complicou ao marcar um pênalti inexistente aos 11 minutos de Altair. Menos mal que Alex Maranhão bateu aos 13 e errou.

O Leão animou-se e Wellington Saci apareceu novamente aos 19 minutos, depois de limpar o lance e errar na conclusão. O Galo rubro-negro respondeu abrindo o placar no minuto seguinte numa falha de marcação do zagueiro Gil, que não impediu o cruzamento da direita por Júlio César e Paty, absolutamente livre, cabeceou para a rede. A equipe paulista chegou ao segundo gol aos 2 a 0 com Guigov, aos 27 minutos. O lateral fez fila na defesa azulina antes de finalizar com precisão.

No segundo tempo, com as mudanças processadas pelo técnico Bagé, o representante paraense criou uma série de oportunidades reais de gol que não se concretizou porque o goleiro adversário fez grandes defesas. Diego Barros, Wellington Saci, Adriano Miranda e Fábio Oliveira, por exemplo, poderiam ter deixado a sua marca há mais tempo, mas esbarraram no paredão. O gol de honra saiu somente aos 43 minutos, depois que Márcio deu rebote na cabeça de Adriano Miranda, que o encobriu com estilo.

Foco em 2008

Bagé cobra grupo forte

O técnico Bagé disse nos vestiários que o Remo teve 15 minutos do primeiro tempo de amplo domínio, mas depois acabou cedendo espaços para o Ituano. Ele considerou que o time melhorou na etapa final com as alterações e não merecia perder. Criticando o juiz, lamentando o descenso, com problemas para escalar o Leão no sábado diante do Vitória, o comandante já está mirando o futuro no Baenão.

À Rádio Clube, disse que não quer repetir a história de Giba, que não teve a estrutura que pretendia e acabou demitido no início da temporada após livrar o clube do rebaixamento no ano passado. Bagé declarou que conta com a reposição de peças de qualidade na reformulação do elenco na temporada 2008.

Para a partida com o Vitória, Bagé pediu mais jogadores, já que a delegação seguirá direto para Salvador. De acordo com ele, a meta no Barradão é evitar uma goleada, o que na sua opinião seria uma “tragédia” . O zagueiro Altair, suspenso, e o meia Velber, que foi expulso, ficarão em São Paulo.

O atacante Fábio Oliveira, que afinal admitiu ter iniciado negociação com o Sertãozinho (SP), seguiu para o Rio de Janeiro, já que também foi punido com o terceiro cartão amarelo. Outro que recebeu o terceiro amarelo foi Jóbson, que voltou para Belém e abre a possibilidade de renovar com o clube.

Por uma despedida digna

Se serve de algum consolo à torcida, o Remo caiu de pé para a Série C. Lutou, buscou o empate, a derrota foi injusta. Foi esse o pensamento e sentimento geral que predominaram após o apito final no quase vazio estádio em Itu. O atacante Fábio Oliveira, que teve muitas chances de aumentar a sua média no Brasileiro, mostrou-se resignado. “A gente teve muita vontade, mas o importante é fazer bem os dois jogos.”

O meia/volante Jóbson lembrou que “o Remo brigou e buscou pelo menos o empate, mas não deu”. O jogador lamentou a série de entraves que prejudicou a campanha da equipe, como as diversas trocas de treinadores e uma quantidade alta de jogadores contratados na temporada. O jovem atacante Adriano Miranda, que voltou a atuar bem, disse que o time deve “manter a cabeça alta”.

O goleiro Danrlei considerou que o risco de queda não passava despercebido no grupo há várias rodadas. “A gente sabia que a situação era complicadíssima.” O gaúcho, que deverá se despedir do Leão após o encerramento da Série C, promete profissionalismo de todo o elenco. “A gente está lutando e vamos lutar até o final.”

Fonte: Diário do Pará

Publicidade

Rodada decide as vagas para a Série A

Se na Série A a luta contra o rebaixamento continua firme – apenas o descenso do América está sacramentado -, na Série B os quatro classificados para a elite já estão definidos. Depois de o líder Coritiba garantir a presença na Primeirona, nesta terça mais três equipes puderam comemorar o acesso: Ipatinga, Portuguesa e Vitória.

Na parte de baixo da tabela, duas vagas para a Série C também estão decididas. Ituano e Remo já estão rebaixados. O equilíbrio é tão grande que até o sétimo colocado, o Marília, ainda tem chances de cair. São 12 equipes querendo fugir das duas vagas restantes.

<a href=”http://globoesporte.globo.com/ESP/Home/0,,4620,00.html” target=”BLANK”>Leia mais no Globoesporte.com