BATE BOLA

Campeão

O título de campeão do 1º turno da Taça Cidade de São Luís é do Imperatriz. O Cavalo de Aço bateu o Moto duas vezes na decisão e ontem, no Estádio Nhozinho Santos deu uma verdadeira lição tática. O time foi aplicado, marcou muito bem e soube ser eficiente no ataque. O Imperatriz garantiu também a vaga no Campeonato Brasileiro Série C e já está na final da Taça Cidade.

Destaque

O meia China foi o principal destaque do Imperatriz na decisão contra o Moto. Como todo canhoto, China escondeu a bola, mas não escondeu o jogo. Armou todas as jogadas e ainda chegou para finalizar duas bolas que bateram no trave. China chegou a ser incluído naquela vassourada no Cavalo quando nove jogadores foram dispensados.

Arbitragem

Quando o árbitro não aparece durante a partida é porque ele apitou muito bem. Marcelo Filho foi outro destaque da decisão entre Moto e Imperatriz. Marcou acertadamente dois pênaltis (um para cada lado), deu os cartões para os jogadores que cometeram faltas mais fortes, enfim, deu uma aula de arbitragem.

Falha

O Imperatriz foi melhor durante todo o 1º tempo do jogo, mas só conseguiu abrir o placar após uma jogada incrível de Elinton. O zagueiro Jean Marcelo atrasou a bola para o goleiro do Moto que tentou sair jogando. Elinton entregou a bola nos pés de Jacaré que só teve o trabalho de chutar para dentro do gol. A torcida do Moto foi ao desespero, xingou o “goleirão” e pediu a sua saída ao final do jogo.

Demissão

E os estragos no time do Moto com a derrota para o Imperatriz não param por aí. Após a partida, ainda no vestiário, o técnico Arlindo Azevedo disse que não aguentava mais as críticas dos torcedores e por isso estava entregando o cargo. Do lado de fora, um grupo de torcedores pedia a cabeça do técnico.

Técnico

E sabe quem está de volta ao Moto? Ninguém mais, ninguém menos que Raimundinho Lopes. Ele aceitou o convite da diretoria rubro-negra e vai substituir a Arlindo Azevedo. O técnico Raimundinho Lopes trabalhou no Moto em 2005. Deixou o clube durante uma viagem para a Tunísia onde foi negociar o passe do atacante do Moto Fábio Ricardo. Lopes dirigirá a equipe neste domingo na partida contra o Chapadinha.

Dispensas

Pelo menos três jogadores deverão ser dispensados do time do Moto como consequência da derrota para o Imperatriz. A direitoria ainda não se pronuciou sobre o assunto, mas na lista estariam os nomes de Elinton (goleiro), Édson Mendes (lateral-direito) e Jean Marcelo (zagueiro). é só esperar para conferir.

Retorno

O bom goleiro Flaubert está de volta ao Moto. Após três meses de experiência mal sucedida no Santo André, o jogador assinou contrato com o Moto e vai reforçar o time no 2º turno da Taça Cidade de São Luís. ironia do destino, Flaubert acertou com o Moto após a derrota para o Imperatriz, no vestiário do Estádio Nhozinho Santos.

Publicidade

TV MIRANTE 20 ANOS

Alegria, emoção, tristeza, conquistas, superação…

A história do esporte no Maranhão se confunde com a própria história da TV Mirante. No dia 15 de março de 1987, nascia a TV Mirante, como afiliada do Sistema Brasileiro de Televisão (SBT). Entrava no ar um veículo disposto a quebrar todos os recordes no esporte maranhense.

De saída, o primeiro programa esportivo da emissora foi o Camisa 10, exibido em 1988. E como dizemos na linguagem do futebol, a bola começou a rolar em 1988 e de lá para cá não parou mais.

A partir de 1991, a TV Mirante passa a ser uma emissora da Rede Globo de Televisão. Em fevereiro do mesmo ano estréia a edição local do Globo Esporte e que permanece no ar até hoje. Em abril de 2000, estréia o programa que mudaria as manhãs de sábado – Esporte 10.

Em 2005, o Sistema Mirante cria o Troféu Mirante Esporte. Logo no ano seguinte, a consolidação da maior premiação do esporte maranhense.

Assim, a TV Mirante se faz sempre presente nos grandes momentos do esporte. E na data em que completa 20 anos, a emissora ganha força e se renova para mais uma longa jornada nos caminhos do esporte.

Parabéns a todos que fazem e fizeram ao longo desses 20 anos da TV Mirante – A televisão do Maranhão.

Publicidade

TAPETÃO

Sampaio recorre outra vez

Após tentar sem sucesso uma liminar para mudar o placar da primeira partida pela semifinal do 1º turno da Taça Cidade de São Luís contra o Moto, a diretoria do Sampaio quer agora anular o segundo confronto.

Tudo porque as normas da Fifa e da CBF não permitem que um árbitro como mais de 45 anos apitem jogos de futebol. Mas por força de um pedido assinado por cinco clubes, entre eles o Sampaio, a Federação Maranhense de Futebol escalou o árbitro Marcelo Filho para apitar o jogo decisivo entre Moto e Sampaio.

Os rubro-negros até chegaram a reclamar do árbitro, mas são os tricolores, ou melhor os dirigentes tricolores que tentam agora no TJD anular o resultado de campo.

Na semana passada, o presidente do TDJ, José de Ribamar Marques, negou uma liminar ao Sampaio pedindo que o ‘gol da bola furada’ fosse validado. è que o árbitro Silvio Eduardo Silva e Silva anulou o que seria o 2º gol Tricolor naquela partida.

Nem mesmo os torcedores do Sampaio gostaram da decisão da diretoria em tentar anular o resultado de campo. Eles participaram do programa Abrindo o Verbo, apresentado pelo radialista e torcedor declarado do Sampaio e em sua grande maioria disseram que querem ver o time vencendo é dentro de campo.

Publicidade

DECISÃO

Imperatriz vence em casa

O Cavalo de Aço venceu o Moto por 1 a 0 e inverteu a vantagem na decisão do 1º turno da Taça Cidade de São Luís. Um simples empate na próxima quinta-feira na Capital garantirá o Imperatriz no Brasileirão Série C. O Moto terá que vencer se quiser conquistar o título.

Torcedores e imprensa de Imperatriz acham que o placar foi pequeno. Entendo que em decisão o importante é vencer. E o Imperatriz fez a lição de casa a exemplo da semifinal contra o Chapadinha. agora, o Cavalo vem a São Luís para administrar a vantagem.

O problema é a defesa

Mais uma vez a defesa do Moto mostrou que é o setor mais vulnerável do time rubro-negro. Desta vez, o goleiro Elinton salvou o Moto em várias oportunidades, mas o único gol do jogo foi marcado pelo zagueiro Jean Marcelo ao tentar tirar um cruzamento do atacante Lindoval. Depois disso, o Imperatriz perdeu uma série de oportunidades.

Na partida anterior contra o Sampaio, o atacante Cortez foi mais esperto e aproveitou de um momento de indecisão entre Luís Fernando e Elinton. Na saída do estádio, o torcedor rubro-negro demonstrava muita preocupação.

Para a partida de quinta-feira, o técnico Arlindo Azevedo terá que acertar a defesa. Para conquistar a vaga, o Moto não poderá levar gols e depois terá que ser mais eficiente no ataque.

Publicidade

COISAS DO NOSSO FUTEBOL

Segundo turno vai começar antes da final do primeiro

A Federação Maranhense de Futebol está anunciando o início do 2º turno antes do término do primeiro. Pode acreditar. Do jeito que o futebol maranhense está a FMF ainda sai com essa. O início do returno está previsto para 14 de março (quarta-feira) e a segunda partida da decisão do 1º turno entre Moto e Imperatriz para 15 de março (quinta-feira).

Estive olhando a tabela divulgada pelo departamento de futebol e verifiquei que a penúltima rodada está marcada para o dia 1º de abril e a última da 1ª fase para 8 de abril. As datas de 4 e 5 de abril estão livres.
Bastaria o departamento de futebol colocar o início do 2º turno para o domingo (18 de março). E as rodadas seguiriam as datas já definidas até 8 de abril, mas pelo que parece não observaram as datas.

O que não dá é para explicar para o torcedor que o segundo turno vai começar antes da final do 1º turno. Coisas do futebol maranhense. Vou aguardar para ver. Prefiro acreditar que os homens que comandam o nosso futebol venham a modificar isso ainda hoje.

Publicidade

FATOR CAMPO

Cavalo de Aço aposta na força da torcida

Mais do que nunca, o torcedor do Imperatriz será o 12º jogador na primeira partida decisiva do 1º turno da Taça Cidade de São Luís. O Cavalo de Aço tentará tirar proveito do fator campo e logo neste domingo reverter a vantagem do Moto que joga por dois resultados iguais.

Será um jogo bem diferente daquele da 1ª fase da competição quando o time rubro-negro venceu o Imperatriz de 2 a 1, em pleno Frei Epifânio e comemorou como se tivesse conquistado um título. E não era para menos. De 2005 para cá, as duas equipes se enfrentaram sete vezes no Frei Epifânio com 6 vitórias do Imperatriz e apenas uma do Moto.

Digo que será uma partida diferente porque o Imperatriz tentará a vitória dentro de casa e se possível com um bom saldo de gols. E depois tentará administrar a vantagem como fez contra o Chapadinha na semifinal.

O Moto entra em campo com a vantagem e joga por dois resultados iguais, mas isso não é motivo de tranquilidade para o técnico Arlindo Azevedo. Ele garante que o time rubro-negro vai a Imperatriz jogar futebol e não apenas para administrar a vantagem.

Por tudo isso acredito em um grande jogo neste início de decisão do 1º turno da Taça Cidade de São Luís.

Publicidade

VALE O RESULTADO

Presidente nega liminar

O presidente do Tribunal de Justiça Desportiva, José Ribamar Marques decidiu negar a liminar solicitada pelo Sampaio pedindo a suspensão da primeira partida decisiva entre Imperatriz e Moto pelo 1º turno da Taça Cidade de São Luís.

Marques entendeu que faltou consistência jurídica no pedido Tricolor. Segundo Marques o que aconteceu foi um erro de fato e não erro de direito.

O Sampaio queria que o gol anulado pelo árbitro Sílvio Eduardo Silva e Silva na primeira partida da semifinal contra o Moto fosse validado. Silvio anulou o gol alegando que a bola chutada pelo atacante Juninho Laguna havia furado antes de ser chutada para o gol.

Com a decisão, a partida entre Imperatriz e Moto marcada para este domingo, às 18h, no Estádio Frei Epifânio D’Abadia está confirmada.

Publicidade

BATE BOLA

Moto empata e está na decisão

O empate de 1 a 1 contra o Sampaio nesta quinta-feira à noite, no Estádio Nhozinho Santos garantiu o Moto na final do 1º turno da Taça Cidade de São Luís contra o Imperatriz. A partida teve dois tempos distintos. No primeiro, o time rubro-negro dominou o mal escalado Sampaio. No segundo, Agnaldo Liz trocou Leonardo e Laguna por Dilton e Cortez e o jogo foi outro.

O Tricolor conseguiu chegar ao empate aos 42 minutos após falha do goleiro Elinton e do zagueiro Luís Fernando. Aos 45 minutos, André Alves quase marcou o gol que classificaria o Sampaio para a final.

Ari e Serginho na reserva?

Não entendo porque o Ari e o Serginho não são titulares no time do Sampaio. O torcedor Tricolor mais uma vez não gostou nada do atacante Juninho Laguna que fez dois jogos e só deu mesmo o chute da “bola furada”.

Ari ainda entrou no 2º tempo da partida com o Moto e mostrou que tem vaga nesse time. Serginho permaneceu desolado no banco de reservas e não era para menos. O time que precisava vencer começou o jogo apenas com o Juninho Laguna, o pior em campo.

Despedida ou desabafo?

A entrevista concedida pelo técnico Agnaldo Liz ao repórter Emanoel Ribeiro – O Ligeirinho, na Rádio Mirante AM foi uma espécie de balanço e despedida. O treinador não gostou do tom de cobrança dos dirigentes quanto à escalação da equipe e deixou bem claro que dessa forma não continua no Mais Querido.

Desde que chegou ao Sampaio, Agnaldo Liz não sabe o que é vencer. Primeiro foi um empate que ele acompanhou das arquibancadas de 1 a 1 com o Bacabal. Em seguida veio a derrota de 3 a 1 para o Fortaleza na Copa do Brasil. Nova derrota, agora para o Moto de 2 a 0. E por fim dois empates de 1 a 1 com o mesmo Moto.

Goleiro falha de novo

Dois gols e duas falhas nos últimos jogos do Moto. O goleiro Elinton mais uma vez deixou a torcida rubro-negra insegura e com muito medo. Depois de falhar no gol de Sarará na partida anterior, o ex-goleiro do Vasco voltou a falhar no clássico de ontem.

A falha que começou com uma bola perdida por Gabriel no ataque acabou com uma indecisão entre Elinton e Luís Fernando. Quem aproveitou foi o atacante Cortez que aproveitou para marcar o seu primeiro gol com a camisa Tricolor. E depois tome sufoco!!!

Ingressos falsos

Tomara que a polícia consiga fazer o cambista Nilson Vieira dizer o nome do responsável pelos ingressos falsos que ele vendia antes da partida entre Moto e Sampaio. Com ele a polícia encontrou 8 ingressos falsos e a importância de R$ 2 mil. Outros 108 ingressos falsos foram entregues por torcedores que passaram pelas catracas.

Publicidade

MOTO X SAMPAIO

Que vença o melhor

Hoje é dia de decisão. Moto e Sampaio entram em campo para definir quem será o segundo finalista do 1º turno da Taça Cidade de São Luís. A partida acontece às 20h30, no Estádio Nhozinho Santos.

No primeiro jogo houve empate de 1 a 1 e muita chiadeira. Os tricolores ainda hoje reclamam a anulação do que seria o 2º gol. A bola do jogo furou em um lance aos 40 minutos da etapa final e o árbitro Silvio Eduardo Silva e Silva anulou o gol, alegando irregularidade antes da finalização de Juninho Laguna.

Para piorar a situação, aos 45 minutos, o ábitro marcou um pênalti em Gabriel e que provocou outra grande confusão. Na cobrança, Paulo César fez o gol de empate rubro-negro.

O Moto entra em campo com a vantagem e joga por um simples empate. O Sampaio terá que vencer se quiser chegar à decisão. Os técnicos mantém o mistério e só deverão revelar a escalação oficial minutos antes da partida.

Para hoje, o árbitro será o experiente Marcelo Filho que estava afastado dos gramados. Marcelo todo mundo conhece. É um árbitro rigoroso, preciso e que não tolera papo furado de jogador, então é melhor que os artistas procurem jogar bola.

Estes são os ingredientes do maior clássico do futebol maranhense. Por tudo isso não dá para arriscar um palpite. Acredito em um bom jogo a exemplo dos últimos cinco confrontos que tenho visto. Teremos mais uma vez um grande espetáculo e que vença o melhor.

Publicidade

RAIO X

Dirigentes continuam errando nas contratações

Os dirigentes dos nossos clubes continuam errando muito na hora das contratações. O Cavalo de Aço que em 2005 conquistou o título inédito de campeão maranhense com um time formado com a prata da casa é disparado em 2007 o campeão em importação de jogadores. O time já foi montado e desmontado pelo menos duas vezes nesta temporada. Da última vez foram oito dispensas e de imediato oito contratações. Ouço agora, a comissão técnica do Imperatriz anunciar que está contratando mais um goleiro e outros dois ou três reforços. Lembro que lá já estão Rodrigo Ramos e Júnior, dois dos melhores na posição no futebol maranhense nas últimas temporadas. Aí alguém vai me dizer: mas um time precisa ter três goleiros.

No Moto, por exemplo, o time contratou o experiente lateral-direito Édson Mendes, mesmo tendo no elenco Adriano que fez apenas três jogos e o reserva Careca. Lembro que antes, o Moto havia liberado o Valdo para o Taubaté-SP e depois acabou trazendo dois jogadores para a posição. O time trouxe o volante Fred quando estava precisando de um meia para atuar junto com Paulo César. Alguém vai dizer que precisa de vários jogadores para o meio-campo.

No Sampaio, a lista de atacantes só vem aumentando. Dilton, Serginho, Cortez, Ari, Vanvan e o novato Juninho Laguna. Desses, Vanvan que andou até pelo Ceará já foi dispensado. Serginho que andou pela Paraíba é pouco aproveitado. A torcida não suporta mais ver em campo a dupla Dilton e Cortez. E não é que deu para sentir falta de Cortez na última segunda-feira mesmo com a estréia de Juninho Laguna. Alguém vai dizer que quanto mais atacante no time melhor.

Sei que os dirigentes estão tentando acertar, mas como insistentemente reclamam da falta de patrocínio acho que deveriam pensar melhor na hora da montagem do time. Dinheiro não está fácil, mas pelo que tenho acompanhado estão jogando muito dinheiro fora.