Banner

Bragantino retoma liderança da Série C

O Bragantino assumiu a liderança do octogonal decisivo da Série C após a 7ª rodada. O time paulista goleou a Atlético-GO por 3 a 0. Confira os resultados.

Barras-PI 2 x 2 ABC-RN
CRAC-GO 1 x 2 Vila Nova-GO
Bragantino-SP 3 x 0 Atlético-GO
Nacional-PB 1 x 1 Bahia-BA

Classificação

1 Bragantino-SP – 15 pontos
2 CRAC-GO – 12 pontos
3 Bahia-BA – 12 pontos
4 ABC-RN – 11 pontos
5 Atlético-GO – 10 pontos
6 Vila Nova-GO – 10 pontos
7 Barras-PI – 4 pontos
8 Nacional-PB – 2 pontos

Próximos jogos

8ª rodada

07/11 – Quarta-feira

20h30 – Vila Nova-GO x CRAC-GO
21h30 – ABC-RN x Barras-PI
21h30 – Bahia-BA x Nacional-PB

08/11 – Quinta-feira

20h30 – Atlético-GO x Bragantino-SP

9ª rodada

10/11 – Sábado

18h – Vila Nova-GO x ABC-RN

11/11 – Domingo

17h – CRAC-GO x Barras-PI
17h – Bahia-BA x Atlético-GO
18h – Nacional-PB x Bragantino-SP

Publicidade

Meinha quer acertar pontaria nos próximos jogos

O técnico Meinha que acertar a pontaria dos atacantes e a marcação do meio-campo e defesa bos próximos jogos pelo 2º turno do Campeonato Maranhense. Segundo Meinha, o time perdeu muitos gols e cedeu espaço no meio-campo ao Moto, por isso a derrota no clássico de domingo por 2 a 0.

A reportagem é de Noel Soares da Rádio Mirante AM.

Publicidade

Crac-GO é o novo líder do octogonal da Série C

O Crac de Goiás é o novo líder do octogonal decisivo da Série C. O time goiano goleou o ABC-RN por 4 a 0 e assumiu a liderança ao lado do Bragantino-SP que empatou com o Bahia de 2 a 2. Crac e Bragantino estão empatados com 12 pontos, mas os goianos levam a melhor no saldo de gols. Confira os resultados:

CRAC-GO 4 x 0 ABC-RN
Bahia-BA 2 x 2 Bragantino-SP
Nacional-PB 0 x 1 Atlético-GO

Classificação

1 CRAC-GO – 12 pontos
2 Bragantino-SP – 12 pontos
3 Bahia-BA – 11 pontos
4 Atlético-GO – 10 pontos
5 ABC-RN – 10 pontos
6 Vila Nova-GO – 4 pontos
7 Barras-PI – 3 pontos
8 Nacional-PB – 1 ponto

Próximos jogos

6ª Rodada

1º/11 – Quinta-feira

20h30 Vila Nova-GO x Barras-PI

7ª Rodada

04/11 – Domingo

17h – CRAC-GO x Vila Nova-GO
17h – Bragantino-SP x Atlético-GO
18h – Barras-PI x ABC-RN
18h – Nacional-PB x Bahia-BA

Publicidade

São Paulo é campeão do Brasileiro

O São Paulo é bicampeão brasileiro sob o comando do técnico Muricy Ramalho e levantou o principal título do futebol nacional pela quinta vez (1977, 86, 91, 2006 e 07). O pentacampeão dominou o América-RN do início ao fim do jogo. Criou inúmeras chances de gols, mandou bola no travessão, exigiu boas defesas de Sérvulo e perdeu muitos gols. Mesmo assim, o Tricolor fez o suficiente para vencer por 3 a 0, nesta quarta-feira, no Morumbi, gols marcados por Hernanes, Miranda e Dagoberto.

Animada, a torcida fez a maior festa no Morumbi, gritou olé, o nome do treinador e de todos os jogadores, em especial o do ídolo Rogério Ceni. Até a derrota do rival Corinthians para o Flamengo foi muito festejada pelos são-paulinos.
Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o São Paulo volta a campo somente no dia 7 de novembro, às 21h45m, em Caxias do Sul, no Estádio Alfredo Jáconi, para enfrentar o Juventude. Já o América-RN encara o Botafogo, domingo, às 18h10m, no Machadão, em Natal

Torcida lembra de Telê

Momentos antes de iniciar a partida, a torcida homenageou Telê Santana, que iniciou a trajetória internacional do clube, com as conquistas do bicampeonato da Libertadores e do Mundial de Clubes em 92 e 93, além de outros inúmeros títulos. Olê, olê, olê…Telê, Telê. O Velho Mestre, no céu, deve ter aberto um sorriso de satisfação.

Em campo, o São Paulo acuou o América na defesa e foi perdendo um gol atrás do outro. Logo no início, Breno, Dagoberto e Jorge Wagner desperdiçaram boas chances para abrir o placar. Aos 12, após falha do Sérvulo, Breno cabeceou para fora. Em seguida, após brilhante jogada de Aloísio, Jorge Wagner falhou na finalização. O mesmo aconteceu com Dagoberto, que invadiu a área e tocou em cima do goleiro.

A pressão tricolor era tamanha que em determinado momento do jogo apenas Rogério Ceni ficou na defesa. Os demais 21 jogadores estavam entre no lado do campo onde o América defendia. Aos 28 minutos, após cobrança de escanteio de Jorge Wagner, Richarlyson cabeceou e Ney Santos salvou em cima da linha.

Sem conseguir furar a retranca do rival na troca de passes, o São Paulo resolveu arriscar chutes de fora da área. E foi assim que Hernanes, aos 38, em belo arremate de longa distância, abriu o placar. Aos 43, em cobrança de falta, Rogério Ceni carimbou o travessão do goleiro Sérvulo.

Na etapa final, logo no primeiro minuto, Jorge Wagner foi lançado por Aloísio, invadiu a área e perdeu gol incrível. Mas o meia se redimiu em seguida, após cobrar escanteio preciso, que Miranda, de cabeça, ampliou o placar. Depois, o jogo virou uma festa.

Com o jogo decidido, o São Paulo passou a tocar a bola para a torcida gritar olé, o nome dos jogadore, de Muricy Ramalho, e novamente de Telê. Os jogadores deixaram de lado a objetividade e partiram para as jogadas de efeito.

A torcida do São Paulo voltou a fazer a maior festa no Morumbi quando foi anunciado o segundo gol do Flamengo, que virou o placar com o ex-corintiano Roger. Depois, aos 28, Rogério Ceni, cobrando falta, exigiu boa defesa de Sérvulo. E, aos 31, Souza, que havia acabado de entrar, cruzou para Dagoberto, de cabeça, marcar o terceiro gol.

Fonte: Globoesporte.com

Publicidade

Flamengo fica perto da Libertadores

O Flamengo vai dormir na zona de classificação da Libertadores e precisa secar Cruzeiro e Palmeiras, que jogam nesta quinta-feira contra o Botafogo e Juventude respectivamente, para ficar bem na fita. A vitória dramática por 2 a 1 sobre o Corinthians, na noite desta quarta-feira, no Maracanã, colocou a equipe rubro-negra entre as quatro melhores do Campeonato Brasileiro. Além disso, os cariocas conquistaram o quinto triunfo consecutivo, fato que não acontecia desde 1982. Por outro lado, os paulistas seguem na penúria e bem perto da Série B.

Com o resultado, o Flamengo chegou aos 55 pontos e ocupa a terceira colocação na competição. O Corinthians segue com 41 e permanece na zona de rebaixamento, beneficiado pela derrota do Goiás. Na próxima rodada, o Rubro-Negro vai enfrentar o Cruzeiro, no Mineirão. O Timão pega o Atlético-PR, no Pacaembu. As duas partidas serão no domingo.

Timão sai na frente. Fla empata aos 45

Na primeira etapa, o Flamengo não conseguia se encontrar, errando muitos passes, e, em certos momentos, mostrando uma certa displicência. Por outro lado, o Corinthians atacava no desespero. Os erros do Rubro-Negro irritaram os torcedores, que vaiaram o argentino Maxi, muito mal na partida.

Roger entrou bem e fez um lindo golE foi em um erro de passes que o Corinthians abriu o marcador. Lulinha fez uma bela jogada e cruzou na área. Finazzi aproveitou a bobeada dos zagueiros e abriu o marcador, aos 26. Com o gol, a torcida do Flamengo se impacientou de vez e os paulistas começaram a abusar dos contra-ataques. Aos 37, Bruno Bonfim aproveitou lançamento, driblou Toró e chutou para fora, de frente para o goleiro Bruno.

O Flamengo aproveitou as falhas do Corinthians e “achou” o gol aos 45 minutos. Maxi brigou com a bola e com a zaga do Corinthians e acabou dando um passe para Souza. O atacante deixou de calcanhar para Ibson, que chutou à direita do goleiro Felipe. Na comemoração, o camisa 7 homenageou o filho Ibson Júnior, que nasceu na última terça-feira.

Roger desencanta com a camisa do Fla

O time carioca voltou para o segundo tempo com duas mudanças. Joel sacou Souza, que está suspenso do próximo jogo por ter recebido o terceirão cartão amarelo, e Maxi e apostou nas entradas de Obina e Roger. Os paulistas seguiram apenas com a alteração do primeiro tempo, quando Bruno Octávio entrou na vaga de Carlos Alberto. E logo a um minuto, Juan, de frente para Felipe, perdeu a chance do jogo.

O Corinthians esqueceu de atacar e passou a espera o Flamengo. O time paulista abusava das faltas e deixava a equipe carioca crescer no jogo. Aos 28, Leo Moura acertou uma bomba de fora da área e obrigou Felipe a fazer uma bela defesa. Dois minutos depois, Roger fez uma grande jogada e desencantou com a camisa do Fla: 2 a 1 e festa na arquibancada do Maracanã.

Fonte: Globoesporte.com

Publicidade

Copa do Brasil Feminina

Internacional bate o Gurupi na estréia

O futebol feminino do Maranhão estreou com pé direito na 1ª edição da Copa do Brasil. O Internacional da Cidade Operária bateu o Gurupi-TO por 2 a 0 e agora poderá ate perder a partida de volta por um gol de diferença que mesmo assim estará garantido na próxima fase.

A partida de volta entre Internacional e Gurupi acontece na próxima sexta-feira (2), às 16h, no Estádio Nhozinho Santos com transmissão ao vivo da Rádio Mirante AM.

Vale incentivar e apostar nas nossas meninas.

Publicidade

TJD garante acesso do torcedor para Imperartriz e Moto

O Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Maranhense de Futebol concedeu liminar ao Imperatriz que garante a abertura ao público dos portões para a partida contra o Moto, neste sábado, às 19h, no Estádio Frei Epifânio D’Abadia.

O Cavalo de Aço havia sido punido pela Comissão Disciplinar na semana passada com a perda do mando de campo em dois jogos.

Com a liminar, os ingressos para o clássico com o Moto serão cobrados normalmente.

O TJD também concedeu a liminar em favor do atleta Cristiano que havia sido suspenso em três jogos e também pdoerá enfrentar o líder do 2º turno no próximo sábado.

Publicidade

Imperatriz dispensa Marcelo Troise

A diretoria do Imperatriz decidiu dispensar o atacante Marcelo Troise por indisciplina. O jogador havia sido afastado na semana passada pelo técnico Fito Neves e desde então não apareceu mais para os treinamentos.

Ontem, após constatar mais uma vez que o atleta não havia comparecido ao treinamento, os dirigentes do Cavalo de Aço decidiram dispensar o jogador.

No início da semana, o meia Rossini já havia diso dispensado.

Publicidade

Remo perde e fica mais perto da Série C

O Remo perdeu em casa para o São Caetano e está cada vez mais perto da Série C. Quem também se complicou foi o Santa Cruz que foi goleado pelo Ceará, em Fortaleza. Confira os resultados da rodada da Série B.

Avaí-SC 1 x 1 Portuguesa-SP
Gama-DF 1 x 0 Marília-SP
Vitória-BA 1 x 0 Brasiliense-DF
Ponte Preta-SP 1 x 1 Coritiba-PR
Barueri-SP 4 x 2 Ipatinga-MG
Santo André-SP 1 x 1 Fortaleza-CE
Ituano-SP 1 x 1 Criciúma-SC
CRB-AL 1 x 1 Paulista-SP
Ceará-CE 3 x 0 Santa Cruz-PE
Remo-PA 0 x 1 São Caetano-SP

Classificação

1 Coritiba-PR 62 pontos
2 Vitória-BA 54 pontos
3 Portuguesa-SP 53 pontos
4 Ipatinga-MG 52 pontos
5 Criciúma-SC 50 pontos
6 Ceará-CE 48 pontos
7 Barueri-SP 48 pontos
8 Fortaleza-CE 47 pontos
9 Ponte Preta-SP 46 pontos
10 Gama-DF 45 pontos
11 Marília-SP 44 pontos
12 CRB-AL 44 pontos
13 Brasiliense-DF 43 pontos
14 Avaí-SC 43 pontos
15 São Caetano-SP 43 pontos
16 Santa Cruz-PE 40 pontos
17 Santo André-SP 39 pontos
18 Paulista-SP 38 pontos
19 Remo-PA 32 pontos
20 Ituano-SP 29 pontos

Publicidade

Oficial! A Copa do Mundo é nossa

Comitê Executivo da Fifa anuncia o Brasil como sede do Mundial de 2014

A Copa do Mundo é nossa! Depois de mais de cinco décadas de espera, o Comitê Executivo da Fifa confirmou nesta terça-feira, na sede da organização, em Zurique, na Suíça, o Brasil como sede da Copa do Mundo de 2014.

Após confirmar a Alemanha como sede do Mundial Feminino de 2011, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, fez o tão aguardado anúncio abrindo o envelope com o resultado da votação por volta de 12h36m (de Brasília). Todos os 20 membros do Comitê Executivo da Fifa votaram a favor da candidatura do Brasil.

– O país que produziu os melhores jogadores do planeta, que tem cinco títulos mundiais, terá o direito, mas também a responsabilidade, de sediar a Copa em 2014 – disse Joseph Blatter, que salientou em seu discurso que o fato de a Colômbia ter desistido da candidatura à Copa de 2014 não facilitou a escolha do Brasil como sede da competição.

O dirigente suíço também fez questão de elogiar a irreverente apresentação da comitiva brasileira, que aconteceu cerca de três horas antes do anúncio oficial. A delegação brasileira foi composta, entre outras personalidades, pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, o craque Romário e até o escritor Paulo Coelho, que arrancou risos do Comitê Executivo da Fifa ao fazer uma comparação aa paixão do brasileiro pelo futebol com o sexo.

Blatter também salientou em seu discurso que o fato de a Colômbia ter desistido da candidatura à Copa de 2014 não facilitou a escolha do Brasil como sede da competição.

Após receber a taça da Copa do Mundo das mãos de Blatter, Lula assegurou ao presidente da FIFA que o Brasil estará, de hoje até 2014, se preparando para realizar uma das maiores Copas do Mundo da história.

– O mundo terá a oportunidade de ver o que o povo brasileiro é capaz de fazer. O futebol para nós, brasileiros, não é apenas um esporte, mas uma verdadeira paixão.

Com a confirmação da Fifa, o país do futebol voltará a receber um Mundial, fato que não acontecia desde 1950. Agora, o Brasil tem até o dia 31 de outubro de 2008 para anunciar quais são as cidades que receberão os jogos.

Ao todo, são 18 capitais de todo o país concorrendo para receber os jogos. A Fifa recomenda ao Brasil que escolha apenas dez sedes. No entanto, devem ser indicadas 12 localidades, como nas Copas de 2006, na Alemanha, e de 2002, no Japão e na Coréia do Sul.

Os concorrentes são: Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), Maceió (AL), Manaus (AM), Natal (RN), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio Branco (AC), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e São Paulo (SP).

Nestas cidades, 14 estádios serão reformados para receber o Mundial. Em outras quatro, as arenas ainda serão construídas, todas no Nordeste. Em Maceió, será a Arena Zagallo. Em Natal, o Estádio Estrela dos Reis Magos. E mais a Arena Recife-Olinda, em Pernambuco, e a Arena Bahia, em Salvador.

Anúncio não garante Copa no Brasil

Apesar de toda a festa pelo anúncio do Brasil como sede da Copa de 2014, vale ressaltar que o evento não está completamente garantido. Não existe um decreto ou lei que obrigue a Fifa a garantir a realização do torneio no país. A organização pode nomear outro país como sede se o Brasil não cumprir várias obrigações que estão no caderno de encargos.

Caso isso aconteça, pode acontecer com o Brasil o mesmo que aconteceu com a Colômbia. Em 1986, o país perdeu a candidatura para o México justificando que não tinha dinheiro para terminar as obras necessárias à criação da infra-estrutura exigida pela Fifa.

Fonte: Globoesporte.com