Aluisio Mendes assume liderança do PSC na Câmara

O deputado federal Aluisio Mendes assumiu a liderança do PSC na Câmara dos Deputados. A indicação acontece em meio às eleições para a presidência da Casa. O parlamentar agora fica responsável pela coordenação das ações da bancada Social Cristã e como um dos articuladores da campanha de Arthur Lira (PP), deve ter participação direta nas decisões políticas da Câmara Federal nos próximos meses. 

“Assumo com muita responsabilidade este novo desafio. Como líder do PSC na Câmara dos Deputados, nossa prioridade é garantir articulação positiva junto aos membros do nosso partido e aos demais blocos partidários além de defender e priorizar os projetos de interesse da população brasileira”, disse.

Em seu segundo mandato, Aluisio Mendes segue mostrando força política e, além do cargo de vice-líder do governo federal que assumiu em julho de 2020, agora o parlamentar também encabeça a liderança do PSC, cargo para o qual foi escolhido por unanimidade da bancada. 

Aluisio Mendes agora terá assento de destaque no colégio de líderes que, entre outras atribuições, define a pauta dos projetos que vão ao plenário. Também poderá indicar os integrantes do partido nas comissões, bem como terá direito de usar a palavra no plenário da Câmara Federal dispondo de maior tempo para pronunciamentos de líder.

Foto: Divulgação

Publicidade

César Pires revela preocupação com vacinação da Covid no MA

Nesta quinta-feira (14), o deputado estadual César Pires (PV) foi o entrevistado no programa Ponto Final, na Rádio Mirante AM. O parlamentar, que havia cobrado publicamente o Plano de Vacinação para o Maranhão do Governo Flávio Dino, voltou a demonstrar preocupação com a imunização dos maranhenses contra a Covid-19. Ouça a entrevista aqui. 

“O que acontece é que o governo alardeou em determinado momento, tanto é que ajuizou uma ação e o Supremo Tribunal Federal autorizou a compra da vacina e o governo também alardeou que teria 50 milhões em caixa para comprar essa vacina. Mas o governo não veio explicar ao público qual era o plano de vacinação. E quando eu vi o plano sendo exposto pelo Governo de São Paulo, inclusive com teleconferência, com todos os secretários municipais de saúde, com todos os prefeitos municipais colando à disposição a logística do estado de São Paulo para atender aqueles municípios e consequentemente seus munícipes eu fiz uma cobrança de igual modo ao Governo do Maranhão que até então ficava em uma querela com o governo estadual, governo federal e ajuizamentos, mas não dava uma resposta concreta para nós”, disse César Pires.

O deputado afirma que o governo do estado acenou para a vacina da americana Pfizer, mas que até o momento não há nenhuma movimentação para adquirir o imunizante, nem logística montada para o transporte das doses.

“Eles falaram da Pfizer. Pelo que eu li em sites bons, teria que ter um acondicionamento de pelo menos -70ºC. A preocupação é qual a logística que o governo tem de acondicionamento para poder levar esse material. Esse é um questionamento. Não vi comprar, não vi no portal da transparência processo licitatório disso, por isso a cobrança”, argumentou o deputado.

César Pires disse que seguirá fazendo cobranças e aguarda um posicionamento do governo do estado que por sua vez, afirmou esperar até sexta-feira (15) a chegada do imunizante adquirido pelo governo federal, do contrário, iniciaria o plano de vacinação com a vacina comprada pelo Governo do Maranhão “O governo (do Maranhão) na segunda-feira, agora, começou a apresentar esse plano de vacinação que no meu entendimento ainda não é satisfatório. O governo alegou também que se governo (federal) não fizesse até dia 15 (sexta-feira), não chegasse vacina, ele faria seu próprio plano de vacinação com a vacina comprada, portanto tem mais um dia para o governo estadual se manifestar”, afirmou César Pires.

O parlamentar ainda abordou o cenário político maranhense, afirmando que aposta num racha no grupo do governador Flávio Dino (PCdoB), na reestruturação da Oposição na Assembleia Legislativa e comentou sobre a eleição da Famem.

Foto: Marcelo Rodrigues

Publicidade

Léo Condé revela interesse em permanecer no Sampaio

O técnico Léo Condé e o presidente do Sampaio, Sérgio Frota vão conversar na próxima semana sobre a renovação do contrato para esta temporada.

Léo Condé tem contrato com o Sampaio até o fim do Campeonato Brasileiro Série B, mas tem a intenção de continuar o trabalho no clube.

Contratado no início da pandemia, Léo Condé comandou a reformulaão no clube e conquistou o Campeonato Maranhense e manteve a equipe na Série B, chegando inclusive a alimentar o sonho de acesso à Série A.

“Vou começar a conversar com o Sérgio Frota na próxima semana. Eu gosto muito de trabalhar no Sampaio e gosto muito de São Luís. Temos essa questão da pandemia e tive que ficar muito distante da família e pude vê-los por apenas duas vezes, mas a minha vontade é de permanecer e dar sequência ao trabalho”, adiantou Léo Condé ao Blog de Zeca Soares.

O presidente Sérgio Frota confirmou que conversará com Léo Condé nos próximos dias para discutir o assunto e definir o planejamento para a sequência da temporada.

Faltando ainda quatro rodadas para o térnino do Campeonato Brasileiro Série B, o Sampaio tem 45 pontos e ocupa a 12ª posição e ainda tem chances matemáticas de acesso à Série A. Nesta sexta-feira (15), enfrenta o Paraná, às 19h15, no estádio Castelão, em São Luís.

Foto: Lucas Almeida/L17 Comunicação

Publicidade

Prefeitos do Maranhão elegem o novo presidente da Famem

Os 217 prefeitos e prefeitas do Maranhão vão escolher nesta quinta-feira (14), o novo presidente da Federação do Municípios do Maranhão (Famem), na mais acirrada disputa dos últimos anos e que, segundo analistas pode ser decidida por diferença pequena de votos.

Disputam o pleito dois candidatos. O prefeito de Igarapé Grande e atual presidente da Famem, Erlânio Xavier encabeçando a chapa “Sálvio Dino: Municipalismo na Prática” e que tem como vice o prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio e o prefeito de Caxias, Fábio Gentil que tem como vice o prefeito de Barra do Corda, Rigo Teles e que formam a chapa “Zé Gentil: Municipalização Para Todos”.

A votação será direta e secreta em cédula única e vai ser realizada das 8h às 18h na sede da Famem, na Avenida dos Holandeses. A apuração começa logo após o encerramento do pleito.

Foto: Divulgação

Publicidade

Timon é punido pelo TJD-MA e o Bacabal disputa a 1ª divisão

A Federação Maranhense de Futebol (FMF), homologou, nesta quarta-feira (14), o Iape e o Bacabal, respectivamente, campeão e vice da 2ª divisão do Campeonato Maranhense.

O Tribunal de Justiça Desportica (TDJ-MA) julgou e puniu o Timon, campeão da 2ª divisão, com a perda de 16 pontos por lançar de forma irregular o zagueiro Silas.

Com a decisão do TJD, o Timon além do título da 2ª divisão perdeu a vaga na 1ª divisão que será ocupada pelo Bacabal que havia sido o 3º colocado na competição.

Essa será a segunda vez que o Timon garante acesso, mas não disputará a 1ª divisão. Antes, a equipe havia desistido de participar da primeirona, agora é punida por conta da irregularidade que cometeu.

Com a mudança, a primeira rodada do Campeonato Maranhense da 1ª divisão marcada para o dia 12 de fereveriro terá os seguintes jogos:

Bacabal x Sampaio
Juventude x Iape
PInheiro x São José
Moto x Imperatriz

Foto: Ronald Felipe

Publicidade

Braide anuncia secretário da Pessoa com Deficiência

O prefeito Eduardo Braide anunciou, nesta quarta-feira (13), o coordenador do Fórum Maranhense de Entidades de Pessoas com Deficiência e Patologia, Carlivan Braga, como o titular da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência.

“Estamos fortalecendo a nossa gestão com a Secretaria da Pessoa com Deficiência. Mais que a concretização do que está em nosso programa de governo, essa secretaria representa o nosso compromisso em fazer de São Luís uma cidade verdadeiramente inclusiva”, reforçou o prefeito.

Perfil – Carlivan Braga tem 31 anos. Pessoa com deficiência, é hoje o coordenador do Fórum Maranhense de Entidades de Pessoas com Deficiência e Patologia; e conselheiro estadual dos Direitos das Pessoas com Deficiência. Foi membro do Conselho Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência; coordenou o Fórum Metropolitano das Entidades de Pessoas com Deficiência e Patologia; além de ter sido conselheiro do Conselho Municipal de Saúde de São Luís.

Foto: Divulgação

Publicidade

Gastão critica desinformação sobre vacina contra a Covid-19

Diante da pandemia do novo coronavírus, a vacina contra a covid-19 continua sendo o foco de toda a população brasileira. Enquanto uns aguardam ansiosamente pela vacinação outros questionam o uso de vacinas como imunizantes. Ouça a entrevista aqui.

Nesta quarta-feira (13), o deputado federal Gastão Vieira (Pros-MA), em entrevista no programa Ponto Final, da Rádio Mirante AM, defendeu a proibição da veiculação de discursos que apontam as vacinas como algo prejudicial.

“Eu acho que tá na hora da gente fazer o que fizeram nos Estados Unidos com o Trump. Quando a pessoa começar com essa conversa, tira do ar. Porque presta um desserviço. Eu sou uma pessoa esclarecida. E quem não é? E quem acredita nessas conversas sem nenhuma comprovação? Ninguém vai fazer uma vacina que prejudique, para matar”, disse.

Gastão demonstrou preocupação com a vacinação no Brasil, uma vez que o Ministro da Saúde afirmou que o governo só irá aplicar uma dose da vacina contra a covid-19 na população brasileira.

“Me assusta porque nós temos muitos desafios. O Ministro da Saúde (Eduardo Pazuello) anunciou que como eles tem pouca vacina, e não vamos discutir aqui o motivo para não politizar mais, ele vai dar uma dose para cada cidadão. A segunda dose, quem garante? A segunda dose tem de ser igual a da primeira dose. Você não pode me dar uma vacina chinesa na primeira dose e me dar uma vacina russa na segunda dose e você tem de garantir a segunda dose senão o efeito da primeira desaparece depois de um determinado tempo e só se consolida o efeito quando você tomar a segunda dose”, argumentou Gastão Vieira, que reassumiu o mandato na Câmara Federal.

Foto: Marcelo Rodrigues

Publicidade

Yglésio assegura pavimentação em São João dos Patos

A verba parlamentar, no valor de R$ 500 mil, foi indicada pelo deputado estadual Yglésio Moyses (PROS) à Secretaria de Estado das Cidades e a concretização da obra tem parceria com a Secretaria de Estado da Administração Penitenciária, por meio do secretário Murilo Andrade de Oliveira e do subsecretário Rafael Velasco Brandani, que já desenvolvem atividades profissionais com os internos dentro do Complexo Penitenciário São Luís, a exemplo da produção de bloquetes.

Para a pavimentação das ruas no município, serão utilizados exatamente esses bloquetes, pois diferente do asfalto, esse material tem maior custo-benefício, já que será produzido pelo próprio Estado e sairá da fábrica a preço de custo, sem qualquer margem de lucro. Além disso, possuem maior durabilidade e resistência do que o asfalto.

Outra vantagem desse material, como explica o subsecretário Rafael Velasco Brandani, é que, no caso de manutenção nas ruas, como no caso de substituição de tubos d’água, o município não terá custos para repor, pois é possível remover e instalar novamente o mesmo material.

“Com a manutenção na rede de esgoto, por exemplo, a empresa corta o asfalto inteiro e a gente fica muitos dias aguardando pra que seja feita a composição. Então, é uma vantagem a longo prazo, você não precisa ficar refazendo rua o tempo inteiro”, disse. “Ela é instalada, tem uma durabilidade maior do que a do asfalto e a manutenção é facílima de ser realizada”, concluiu o subsecretário.

A ideia de levar esse tipo de pavimentação ao município de São João dos Patos, segundo Yglésio, é uma forma de “unir o útil ao agradável”.

“Levando esse tipo de pavimentação, o município terá melhorias significantes na estrutura de algumas de suas vias e os internos, além de contribuir para a construção do Estado, poderão exercer atividades profissionais, receber por isso e ainda terem redução de um dia de suas penas a cada três dias trabalhados, como diz a lei”, informou o deputado.

No município de São João dos Patos, em relação à instalação do material, que ainda não tem data definida, será realizada uma parceria com a Prefeitura do município para que possa contribuir com o projeto, levando qualidade de vida a tantas pessoas.

Foto: Divulgação

Publicidade

Cidadania quer debater estado de calamidade e auxílio

A líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama (MA), autora de um projeto que amplia por mais três meses o pagamento do auxílio emergencial (PL 2825/2020), manifestou apoio por meio das redes sociais ao requerimento apresentado pelo Senador Alessandro Vieira pedindo interrupção do recesso parlamentar.

“Apoio total ao requerimento apresentado pelo meu colega Senador Alessandro Vieira para que o Congresso Nacional interrompa o recesso para discutir pautas urgentes e necessárias para o país. O ano de 2021 começou com os mesmos problemas de 2020 e precisamos continuar os esforços no combate à pandemia”, afirmou a senadora.

O pedido apresentado pelo vice-líder do Cidadania no Senado, Alessandro Vieira (SE), de convocação de sessão legislativa extraordinária do Congresso Nacional este mês está ganhando apoio e adesão dos parlamentares, e conta com o apoio integral da bancada do partido na Casa. A intenção é debater a prorrogação do estado de calamidade pública e do auxílio emergencial e o processo de vacinação no País. O senador está colhendo assinaturas para que o requerimento possa ser protocolado junto à Mesa.

Para Alessandro Vieira, o Congresso precisa se posicionar para garantir condições de enfrentamento à crise e proteção social mínima à parcela da população que se encontra mais vulnerável. Ele lembra que a crise decorrente da Covid-19 não parece estar próxima do fim.

“Não podemos aceitar o fim formal do estado de calamidade se a calamidade continua. Não podemos nos abster sobre um tema fundamental como a imunização da população”, afirma o senador no requerimento.
Cerca de 65 milhões de brasileiros deixam de receber o auxílio emergencial. Deste total, 14 milhões são brasileiros sem nenhuma outra fonte de renda e que estarão abandonados à própria sorte com o fim do benefício.

O estado de calamidade pública, decretado em março, terminou em 31 de dezembro e o fim da vigência dificulta a destinação de recursos para políticas de assistência social e ações emergenciais na saúde e no setor produtivo. O recesso parlamentar do fim do ano vai de 23 de dezembro a 1° de fevereiro, mas a Constituição traz a possibilidade de convocação extraordinária, pela maioria dos membros das duas Casas legislativas em caso de urgência ou interesse público relevante.

Foto: Divulgação

Publicidade

Calvet Filho começa a cumprir promessas em Rosário

Após anos de dificuldades logísticas e de mobilidade, o povoado Itaipu, zona rural de Rosário vai estar interligado ao município de Santa Rita com a construção de rampas no eixo do Rio Itapecuru. O anúncio foi feito pelo prefeito Calvet Filho (PSC), nessa terça-feira (12), ao lado de assessores e da comunidade.

As rampas era um compromisso do prefeito Calvet assumido com essas famílias. O município deve construir visando capacidade, espaço e segurança para as pessoas que utilizam a travessia para chegar a Santa Rita, no povoado Caruaru.

“Fiz um compromisso com essas comunidades em buscar melhorias. Em breve iniciaremos a obra de construção, da tão sonhada rampa, que dá acesso a Santa Rita, no povoado Caruaru. Esta é uma obra que vai diminuir a distância, isso mostra, o quanto Santa Rita e Rosário serão mais parceiros”, pontuou o prefeito Calvet Filho.

Calvet também agradeceu o empenho e parceria do prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo pela parceria intermunicipal neste projeto, doando as Balsas para a travessia do rio, uma vez, que o povoado Itaipu sempre foi assistido pela gestão de Santa Rita nas gestões passadas de Rosário.

Além disso, o prefeito afirmou que esta é somente a primeira, de tantas outras obras entre as prefeituras, visando resolver os problemas em comunidades entre as cidades de Santa Rita e Rosário.

Foto: Divulgação