Umbelino Junior reforça apoio ao esporte para idosos

O vereador Umbelino Junior (PRTB), visitou na tarde desta sexta-feira (30), os integrantes do Programa de Assistência ao Idoso (PAI) no bairro Cohab. O grupo é composto por homens acima de 50 anos e tem como objetivo incentivar práticas esportivas para o público da terceira idade.

Durante o encontro, Umbelino reforçou que irá continuar apoiando o programa para que as atividades continuem sendo realizadas.

“Tenho prazer em apoiar o esporte nas comunidades de São Luís. Quando descobri o programa voltado para idosos fiquei muito feliz com a iniciativa, já que o esporte ajuda na saúde e tira os idosos da ociosidade”, avaliou Umbelino.

Para José Mendes, diretor do Programa de Assistência ao Idoso (PAI), o apoio do parlamentar é importante para incentivar a continuidade do projeto.

“Nosso programa desenvolve atividades como futebol, natação, pintura, terapia ocupacional, dança, hidroginástica e várias modalidades de esporte. Ter o apoio do vereador nos motiva a continuar nos exercitando e seguindo em frente. Só temos a agradecer a presença ativa do vereador Umbelino Junior”, agradeceu José Mendes.

Foto: Divulgação

Publicidade

Edilázio lança desafio ao governador Flávio Dino

O deputado federal Edilázio Júnior (PSD) tomou por base uma série de polêmicas criadas pelo Governo do Maranhão em relação a visita do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), no Maranhão, para lançar um desafio ao governador Flávio Dino (PCdoB).

O parlamentar desafiou o comunista a vistoriar algumas das principais rodovias estaduais do Maranhão, que apresentam graves problemas de infraestrutura – o que dificulta o tráfego de veículos e o escoamento de grãos -, e assim, testar a sua popularidade. Veja o vídeo.

Ele enfatizou que Bolsonaro recebeu uma recepção histórica do povo maranhense e anunciou um conjunto de investimentos no estado. 

“Agora eu faço um desafio ao senhor governador Flávio Dino, vistorie as nossas MAs, teste a sua popularidade. Vá lá no Araçagi e escute aqueles comerciantes que têm aquela obra interminável em suas portas; vá na MA-006, de Balsas a Alto Parnaíba e converse com os produtores de grãos, converse com os caminhoneiros, testes a sua popularidade. Não vou nem tratar da MA-014 e da MA-026 que estão em estado de calamidade. Teste a sua popularidade e leve o seu Guaraná Jesus”, enfatizou.

Edilázio integrou a comitiva do presidente Jair Bolsonaro no Maranhão e participou de toda a agenda presidencial em São Luís e em Imperatriz.

Foto: Reprodução 

Publicidade

Bolsonaro e ministro elogiam atuação da bancada do MA

“Nenhuma bancada federal do Brasil ajudou tanto o Ministério da Infraestrutura como a do Maranhão. Foi a bancada que mais aportou recursos no ano passado. E são essas emendas que estão permitindo que a gente recupere a malha rodoviária do Maranhão, abandonada anos e anos”. Foi com essas palavras que o ministro Tarcísio Gomes de Freitas destacou, nesta quinta-feira (29), a atuação dos deputados federais e senadores do estado.

O elogio foi feito durante a visita do presidente Jair Bolsonaro ao Maranhão, na solenidade em que foi liberado um trecho da duplicação da BR-135. “Como disse o Tarcísio, a bancada do Maranhão é aquela que, proporcionalmente, mais tem dispensado recursos de suas emendas, quer seja de bancada, quer seja individual, para o bem do estado”, disse Bolsonaro. As obras na rodovia, que estão em execução pelo Exército, também foram vistoriadas.

O deputado federal Juscelino Filho (DEM-MA), que participou das agendas do presidente no estado, lembrou que a situação destacada por Bolsonaro e Tarcísio foi construída com muito empenho. “Isso ocorreu em 2019, ano em que coordenei nossa bancada pela segunda vez. E fico muito feliz em ter contribuído com esses e outros avanços em prol dos maranhenses, e mais especificamente para a necessária melhoria da nossa infraestrutura”, afirmou.

Os trabalhos de recuperação e duplicação da BR-135 integram um plano de ação, apresentado em março deste ano, pelo ministro Tarcísio de Freitas. Ele contempla obras em outras estradas importantes como as BRs 010, 222, 226 e 316. Em fevereiro, um mês antes da apresentação do plano e ainda sob a coordenação de Juscelino Filho, a bancada divulgou uma nota de repúdio contra o descaso com as estradas federais maranhenses.

Panelódromo – Após a vistoria às obras da BR-135 e a entrega do segmento já duplicado, a comitiva presidencial e os parlamentares se dirigiram a Imperatriz, onde visitaram o Panelódromo. O local, entregue recentemente pelo prefeito Assis Ramos, foi construído por meio de parceria entre Prefeitura, Ministério do Desenvolvimento Regional e Codevasf. “A cidade tem recebido recursos para melhorias em várias áreas, graças a emendas nossas. Vamos seguir trabalhando para transformar a vida das pessoas de Imperatriz”, garantiu Juscelino Filho.

Foto: Divulgação

Publicidade

Flávio Dino diz que é cedo para falar em nova onda da Covid-19

O governador Flávio Dino (PCdoB), revelou em entrevista coletiva virtual, nesta sexta-feira (30) que o Maranhão apresenta queda no número de internados pelo novo coronavírus, no mês de outubro, saindo de 266 para 196 pessoas; e se mantém entre os 10 do país em estabilidade, no que refere a óbitos por conta da doença.

O governador ressaltou o reflexo do panorama internacional para o Brasil e Maranhão. Segundo os dados, a doença se apresenta crescente em países da Europa, que enfrentam a chamada ‘segunda onda’ do coronavírus. Por consequência, retorno de medidas como o lockdown – quando todo o movimento de comércio e serviços são suspensos por tempo determinado. No Brasil, o mapa de letalidade apresentou evolução da doença, crescendo o número de Estados com situação de alerta. Na contramão deste cenário, o Maranhão passou de 126 dias para 133 dias com taxa de contágio abaixo de 1% e na situação de estabilidade.

“São grandes nações do planeta e com as quais o Brasil mantém intensa relação comercial e com grande fluxo de pessoas. Devemos tratar a situação com compromisso e ter a postura que um governante sério precisa assumir. É cedo para afirmar que seja uma nova onda, mas temos que analisar a situação. Na semana passada, tínhamos, no Brasil, um quadro mais favorável de retração do vírus. Essa semana, temos elemento de preocupação e um sinal de que, aquilo que está acontecendo na Europa, venha a ocorrer no Brasil”, afirmou.

Vacina – Quanto à vacina, Flávio Dino informou que o Governo do Estado vai adquirir, assim que for anunciada. “Estamos acompanhando o debate sobre a vacina e o esforço do Butantã na produção. Já formalizei ao governo de São Paulo o nosso interesse em adquirir, quando estiver validada. Esta ou outra vacina, de onde vier”, finalizou Flávio Dino.

Foto: Divulgação

Publicidade

Yglésio Moises reafirma tese de consórcio nas eleições em SL

O candidato do Pros a Prefeitura de São Luís, Yglesio Moyses, nas redes sociais, acabou reafirmando a estratégia de um consórcio de candidaturas para a disputa do pleito na capital, com o intuito de evitar a vitória, em 1º Turno, do candidato Eduardo Braide (Podemos).

Ao se manifestar sobre um video do candidato Duarte Júnior (Republicanos) que atingiu o candidato Rubens Júnior (PCdoB) e o seu pai, Rubens Pereira (reveja), Yglesio, além de atacar Duarte Júnior, de quem é antigo desafeto, aproveitou para falar sobre a estratégia do consórcio de candidaturas.

“Eu acho é pouco para quem fez esforço pro Collor de Melo 2.0 (se referindo a Duarte) sair candidato pra impedir uma vitória do Eduardo Braide no primeiro turno”, escreveu Yglesio, tendo feito questão ainda de marcar o próprio Braide na postagem.

Resta saber se a tal estratégia de consórcio dará certo, afinal Eduardo Braide, mesmo com todos os ataques da maioria dos candidatos, principalmente do consórcio comunista, segue com chances reais de vencer o pleito no 1º Turno, até mesmo porque o eleitor parece não muito disposto a ir para as urnas duas vezes, durante uma pandemia mundial e pode querer encerrar a eleição em São Luís no dia 15 de novembro.

Blog do Jorge Aragão

Publicidade

Prefeito Edivaldo rebate críticas com trabalho por São Luís

Enquanto tem candidatos à Prefeitura de São Luís mais preocupado em fazer críticas na propaganda eleitoral que apresentar suas propostas para a população, o prefeito Edivaldo Holanda Junior segue trabalhando pela cidade.

Em meio a tudo isso, hoje, Edivaldo entregou mais dois importantes equipamentos para a limpeza urbana e sustentabilidade, áreas em que São Luís se tornou referência nacional em sua gestão.

Edivaldo inaugurou o Ecoponto Centro, 19º entregue em São Luís. Vale destacar que os ecopontos foram a primeira política de coleta seletiva implantada na cidade e são uma iniciativa da sua gestão.

Ele também entregou um galpão de triagem de materiais recicláveis à Ascamar, uma cooperativa de catadores. Pela primeira vez na história da cidade uma gestão municipal se preocupou em equipar e prestar assistência para estes profissionais. E tem mais dois galpões para serem entregues.

Enquanto tem quem prefira criticar, Edivaldo segue com obras e inaugurações por toda a cidade.

Foto: Divulgação

Publicidade

Pedro Lucas propõe nova modalidade de saque do FGTS

O Projeto de Lei 3718/20 cria o saque por interesse, uma nova sistemática de movimentação da conta do trabalhador no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Pela proposta, que tramita na Câmara dos Deputados, o titular poderá sacar a qualquer momento até um salário mínimo da sua conta (R$1.045 em 2020).

A proposta altera a lei do FTGS e foi apresentada pelo líder do PTB na Câmara dos Deputados, Pedro Lucas Fernandes (MA) e os outros oito deputados da bancada do PTB. Os parlamentares explicam que o objetivo é oferecer mais liberdade ao trabalhador para movimentar o próprio dinheiro na conta do FGTS, sem comprometer a sobrevivência do fundo.

O texto também altera o saque-aniversário, permitindo que o trabalhador retire até 90% do saldo na conta do FGTS no mês do seu aniversário. Hoje, o percentual de retirada varia entre 5% e 50%.

O projeto determina ainda que as regras atuais de saque do FGTS vão vigorar até 2022. A partir do ano seguinte o trabalhador terá total liberdade para movimentar a conta, conforme regras que serão definidas pela Caixa Econômica Federal.

Para os deputados, as regras representam uma intervenção estatal indevida no dinheiro do trabalhador. “Fere a cidadania do indivíduo e sua liberdade de escolha, como que esse fosse incapaz de gerir seu próprio dinheiro”, afirmam.

Foto: Agência Câmara

Publicidade

PF e CGU realizam operação em São Luís e Paço do Lumiar

A Polícia Federal, com o apoio da Controladoria Geral da União (CGU), deflagrou na manhã desta sexta-feira (30),, nas cidades de São Luís e Paço do Lumiar, a partir de elementos de informação colhidos na primeira fase da Operação Cobiça Fatal, deflagrada em 09/06/2020, duas Operações simultâneas com a finalidade de desarticular associações criminosas voltadas a fraudar processos de aquisição de máscaras cirúrgicas descartáveis objetivando desviar recursos públicos federais que seriam usados no enfrentamento do novo coronavírus (Covid-19) em São Luís.

A partir da oitiva de investigados e relatórios policiais que analisaram o afastamento do sigilo telemático, confirmou-se a participação de diversos servidores da Secretaria Municipal de Saúde de São Luís/MA na falsificação de documentos públicos no bojo de processo realizado para a compra de 320.000 (trezentas e vinte mil) máscaras, causando um prejuízo efetivo de R$ 1.811.600,00 (um milhão, oitocentos e onze mil e seiscentos reais) ao erário municipal.

Foram identificadas propostas enviadas, numa mesma data, pela empresa contratada para o e-mail particular de servidores públicos, sem qualquer assinatura, e ofertando máscaras triplas ao preço unitário de R$ 3,50, diferindo da proposta vencedora encontrada no processo apreendido, na qual a SEMUS comprou esse insumo médico ao preço unitário de R$ 9,90, e dessa mesma empresa.

Considerando elementos de informação indicando a repetição do modus operandi criminoso de superfaturamento na aquisição de máscaras triplas em outro processo de compra da SEMUS, e a partir do compartilhamento de provas obtidas na operação Cobiça Fatal, instaurou-se uma nova investigação.

Durante a investigação, foram verificados pela CGU indícios de superfaturamento na compra de mais 240.000 (duzentas e quarenta mil) máscaras pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus) de São Luís no valor unitário de R$ 7,50. Considerando os preços médios praticados no mercado nacional em período de pandemia, tem-se um superfaturamento de mais de 100 %, podendo chegar, no caso concreto, a um prejuízo de mais de um milhão de reais. Identificou-se ainda que as empresas vencedoras e que concorreram entre si pertencem ao mesmo grupo familiar.

Cerca de 50 policiais federais cumprem dois mandados de prisão temporária, dezessete mandados de busca e apreensão, além de sete medidas cautelares diversas da prisão, como afastamento de função pública, e proibição de acesso a Semus.

Além disso, foi determinado o sequestro de bens dos principais investigados no valor total de até R$ 1.050.000,00 (um milhão e cinquenta mil reais). As ordens judiciais foram determinadas pela 1ª Vara Federal de São Luís, a partir de representação apresentada pela da Polícia Federal.

Se confirmadas as suspeitas, os investigados responderão pelos crimes de corrupção ativa (Art. 333, caput, do CPB), corrupção passiva (Art. 317, caput, do CPB), lavagem de dinheiro (Art. 1º, caput, da Lei nº 9.613/98), fraude em processo licitatório (Art. 90 da Lei nº 8.666/93), superfaturamento na venda de bens (Art. 96, I da Lei nº 8.666/93) e associação criminosa (Art. 288 do CPB).

A nova operação foi denominada Oficina Desmascarada em referência a constatação de que uma das empresas vencedoras do processo de contratação investigado ter o alvará de funcionamento de oficina mecânica e nunca ter fornecido máscaras, nem qualquer insumo médico, até o contrato investigado.

Fotos: Divulgação/PF

Publicidade

Duarte e Rubens esquentam o clima na campanha em SL

O clima entre os candidatos Duarte Júnior (Republicanos) e Rubens Júnior (PCdoB) que já não era bom desde que este foi escolhido como candidato do partido do governador Flávio Dino esquentou de vez ontem. Hoje, mais cedo já havia abordado esse assunto, mas vamos a outros detalhes.

Tudo começou quando Rubens Júnior gravou um vídeo afirmando que o presidente do partido (Juscelino Filho) do candidato de Duarte Júnior esteve ao lado do presidente de Jair Bolsonaro. Mas antes, Rubens já tinha ido à Justiça para proibir que Duarte usasse o nome do Procon.

Só que Duarte resolveu reagir e não poupou nem o pai de Rubens Júnior que se recupera da Covid-19. Veja o vídeo.

“Eu sou amigo de fulano, eu sou amigo de cicrano. Ele está desesperado, ele já está ficando doido porque não consegue sair de 1% e agora tuitou que eu estou com Bolsonaro… Bolsonaro está aqui gente? Não… Contra a mentira, contra a fake news. Se o cidadão é bandido para mentir, para iludir para as pessoas, um bandido desse, filho de um ficha suja, de um condenado, pode ter certeza que não vai chegar na Prefeitura, meu irmão, porque eu não vou deixar. E olha só, aqui a minha militância não é partidária, aqui é trabalho, aqui é 10, aqui é vonmtade, aqui é trabalho. Vai perder porque mente, mente e a verdade está aqui”, afirmou Duarte.

Rubens Júnior classificou a atitude de Duarte como baixaria e condenou o que chamou agressão familiar. Veja o vídeo.

“Hoje eu fiz uma crítica política ao candidato Duarte. Eu falei que o presidente do partido dele foi lá receber o Bolsonaro no aeroporto, mostrando apenas a vinculação política. Na resposta, ele resolveu agredir a mim, ao meu partido e o mais grave ao meu pai que está na UTI lutando pela vida e nem pode se defender. Isso é covarde. É inaceitável a baixaria de agredir familiares. Ainda mais numa situação como se encontra a minha família. Para ser prefeito, é preciso ter maturidade, responsabilidade e respeito. Mesmo com o ritmo intenso da campanha, várias vezes eu durmo com o meu pai no hospital até porque disputa política não é tudo. Há muitas coisas mais importantes e com certeza a família é uma dessas. Eu não acredito e nem pratico o vale tudo na política. Crítica política é normal. Ataque à família é inaceitável, é indigno. eu quero debater a cidade, debater propostas, mas não baixarias ainda mais contra a minha família”, rebateu Rubens Júnior.

Rubens Jùnior só não explicou a presença do presidente do PP, deputado André Fufuca ao lado de Jair Bolsonaro, pelo contrário segue afirmando que ninguém que está com ele está com Bolsonaro, o que não é a verdade. Isso Rubens Júnior precisa explicar também, afinal ele sempre diz que não esconde aliado.

Fotos: Reprodução

Publicidade

O debate sobre apoio ao governo de Jair Bolsonaro

A visita do presidente Jair Bolsonaro ao Maranhão trouxe à tona um discurso que a população parece não dar tanto importância assim, apenas os políticos se valem desta ou daquela situação para se vender melhor, principalmente em tempo de campanha política.

Bolsonaro ou Lula? Bolsonaro ou Flávio Dino? Isso pouco parece importar para muitos, pois hoje, aos lado do presidente da República estiveram nada mais nada menos que 8 deputados e 1 senador maranhense.

Coincidência ou não, esses nove políticos maranhenses apoiam os quatro principais candidatos à prefeitura de São Luís, pelo menos de acordo com as pesquisas. Falo de Eduardo Braide, Duarte Júnior, Neto Evangelista e Rubens Júnior.

Na campanha, o caso que mais chama atenção é Rubens Júnior que mais vende a ideia contra Bolsonaro e seus apoiadores, mas ele falta com a verdade ao não citar o apoio do PP, de André Fufuca à sua candidatura. O próprio André Fufuca que demonstra não ter nada a esconder fez questão de postar uma foto ao lado do presidente em seu Instagram. Mas e dai?

Fora Rubens que “omite o PP”, os demais parecem não se importar tanto assim com essa questão.

Por mais incrível que possa parecer, muitos deles apoiam também o governador Flávio Dino estão ao lado de Bolsonaro em Brasília, mas e daí? Eles não estão trabalhando para buscar recursos e melhorias para o Maranhão? Não é esse o papel dos parlamentares em Brasília? Não foi para isso que eles foram eleitos?

Parece “patrulhamento” e conversa de campanha apenas para confundir o eleitora, afinal ninguém pode falar de ninguém e se isso é um erro, todos estão errados.

Foto: Divulgação