Porto do Itaqui avança na implantação do Plano de Descarbonização

O Porto do Itaqui deu um passo significativo em sua jornada de descarbonização. Nessa quinta-feira (23), a Valenciaport, parceira estratégica, concluiu com sucesso a fase de diagnóstico do plano abrangente de descarbonização que tornará o Itaqui o primeiro porto público do Brasil a ter um Plano de Descarbonização. Esta etapa envolveu o mapeamento das emissões de gases de efeito estufa (GEE) em todo o complexo portuário, abrangendo desde as operações portuárias até os diversos atores da comunidade do porto.

Os resultados do diagnóstico e as estratégias propostas para a segunda fase do plano foram apresentados à diretoria da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), que administra o Porto do Itaqui. Em seguida, os representantes da Valenciaport estiveram com os operadores portuários e demais membros da comunidade portuária para compartilhar os resultados do diagnóstico e discutir as ações conjuntas para a aplicação da estratégia.

A conclusão da fase de diagnóstico representa um marco importante para o Porto do Itaqui, que será o primeiro porto público brasileiro a implantar um plano de descarbonização. Com base em dados precisos e abrangentes, será possível traçar um caminho estratégico para reduzir significativamente as emissões de GEE, construindo um futuro portuário mais verde e sustentável para as próximas gerações.

O presidente do Porto do Itaqui, Gilberto Lins, destacou a importância do projeto: “Com esse plano, o Porto do Itaqui incentivará outros portos e empresas a promoverem a defesa do planeta e práticas ESG. Além disso, um porto comprometido com a redução de emissões torna suas cargas mais competitivas. Seguimos a orientação do governador Carlos Brandão em busca de desenvolvimento sustentável”, frisou.

Bruno Mota, diretor de planejamento e desenvolvimento do Porto do Itaqui, reforçou a importância de considerar todos os dados coletados: “Diversas áreas realizaram levantamentos, e o setor portuário não apenas planejou o aumento do potencial de movimentação, mas o fez com um foco no desenvolvimento sustentável de toda a região”, destacou.

Colaboração Internacional

A Fundação Valenciaport – um instituto de pesquisa e inovação vinculado ao maior porto da Espanha, o Porto de Valência -, tem sido um parceiro estratégico. “Nos próximos meses, estaremos diretamente envolvidos na elaboração do plano, que inclui um conjunto de ações e investimentos”, ressaltou Jonas Mendes Constante, diretor do projeto da Fundação Valência Port.

Com a conclusão da fase de diagnóstico, o Porto do Itaqui estará, em breve, preparado para avançar na implementação do Plano de Descarbonização, alinhando-se aos objetivos globais de redução de emissões de GEE e desenvolvimento sustentável.

O esforço pioneiro do Porto do Maranhão o posiciona como um líder na promoção de práticas ambientais responsáveis no setor portuário, o que deve inspirar outros portos e empresas do setor a seguirem o mesmo caminho.

Foto: Divulgação

Seja o primeiro à comentar em "Porto do Itaqui avança na implantação do Plano de Descarbonização"