Feira da Agricultura Familiar terá foco na valorização do produtor rural

O Governo do Maranhão, por meio do Sistema da Agricultura Familiar, vai promover a 1ª Feira Maranhense da Agricultura Familiar (Femaf), que ocorrerá nos dias 7, 8 e 9 de dezembro, na Lagoa da Jansen, em São Luís.

O evento pioneiro tem como objetivo central o fortalecimento da agricultura familiar, destacando inovações tecnológicas e iniciativas dos produtores rurais, além de evidenciar as riquezas e potencialidades territoriais que impulsionam a melhoria socioeconômica dos agricultores familiares e a sustentabilidade da produção no Maranhão.

A abertura oficial da Femaf está marcada para a próxima quinta-feira (7), às 17h, e contará com a presença do governador Carlos Brandão, da diretora técnica e do diretor executivo da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), respectivamente, Loroana Santana e Camilo Capiberibe; do secretário de Estado do Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf/RN), e o coordenador da Câmara Temática da Agricultura Familiar do Consórcio Nordeste, Alexandre Oliveira Lima.

Além do secretário de Estado da Agricultura Familiar, Bira do Pindaré, dos presidentes da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp), Sandro Montenegro, e do Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma), Anderson Ferreira, entre outras autoridades.

A solenidade de abertura será o palco para diversos anúncios, incluindo o lançamento do programa Sertão Vivo, que no Nordeste recebe o nome ‘Manoel da Conceição: Sertão Vivo, Terra Nossa’, com investimento de R$ 150 milhões beneficiando 38 mil famílias de agricultores familiares de 46 municípios maranhenses.

Também contará com a destinação de R$ 2 milhões para a execução do programa de Aquisição de Alimentos (PAA) Indígena; PAA Quilombola com investimento de R$ 3 milhões e a apresentação e lançamento da adesão ao Sistema de Informação Regional da Agricultura Familiar (Siraf), entre outros anúncios que irão impulsionar ainda mais a agricultura familiar no Maranhão.

A programação oficial completa da 1ª Femaf foi divulgada nesta quinta-feira (30), e pode ser acessada no link: [url=https://femaf.org/programacao/]https://femaf.org/programacao/[/url]. A diversificada agenda inclui seminários, minicursos, palestras, oficinas, e apresentações culturais

Além disso, as inscrições para participar das atividades que serão disponibilizadas no Espaço do Conhecimento e no Espaço Gastronômico já estão abertas. Os interessados podem se inscrever através do link: [url=https://femaf.org/pagina-de-inscricao/]https://femaf.org/pagina-de-inscricao/[/url].


Com uma expectativa de público de 6 mil pessoas por dia, a Femaf será um espaço multifacetado, onde diversos aspectos da agricultura familiar serão destacados. Estandes estão sendo montados para a comercialização de uma ampla variedade de produtos provenientes de diferentes regiões do estado. Os participantes poderão explorar espaços dedicados ao conhecimento, tecnologia, cidadania, artesanato, vitrine viva e gastronomia.

A programação cultural será realizada nos três dias de evento. O Espaço do Conhecimento, por exemplo, é composto por quatro salas que recebem os nomes de lideranças culturais e movimentos sociais do Maranhão, como as Salas ‘Dijé’, ‘Magno Cruz’, ‘Dada’ e ‘Professor Luizão’, além de um auditório em homenagem a Manuel da Conceição, grande liderança do campo.

As atividades no espaço ocorrerão das 8h às 19h e incluirão palestras, oficinas, painéis e minicursos. O palco institucional receberá eventos como lançamento de livros, apresentação teatral e o 1º Concurso da Melhor Farinha D’água do Maranhão, que premiará os participantes no último dia da Femaf.

O Espaço Tecnológico funcionará das 8h às 18h para exposição de máquinas e equipamentos agrícolas e outros projetos desenvolvidos por instituições de pesquisa e extensão rural. Já o Espaço do Cidadão, das 8h às 18h, oferecerá ações relacionadas à cidadania, com acesso a vários serviços por meio do Hemomar, da unidade móvel do Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor do Maranhão (Procon/MA) para emissão de documentos, testes rápidos de saúde e outros.

O Espaço Institucional estará aberto das 8h às 19h, enquanto o Espaço da Comercialização destinado à exposição e comercialização de produtos da agricultura familiar, funcionará das 15h às 22h, juntamente com o Espaço do Artesanato, onde haverá exposição e comercialização de produtos, tais como fibra de buriti, rendas de bilros, oriundos da economia solidária.

Já no Espaço Gastronômico oferecerá oficinas de culinária com produtos da agricultura familiar, conduzidas por representantes de comunidades quilombolas e movimentos sociais, bem como outras esferas, das 9h às 18h30.

A gastronomia maranhense será o ponto alto da Femaf. A diversidade e sabores do Maranhão serão transformados em pratos para degustação e preparos com derivados de buriti, babaçu e outros produtos da agricultura familiar. Restaurantes com pratos típicos maranhenses estarão abertos, a partir das 12h, com a comercialização de cervejas e cachaças artesanais a partir das 18h.

O Espaço Cultural terá uma vasta programação nos três dias, a partir das 18h. Destaques incluem apresentações do Tambor de Crioula do Pequi da Rampa, Tripa de Bode, Grupo Feijoada Completa com participação especial da cantora Bia Mar e do renomado artista Chico César. A comédia ‘Pão com Ovo’ também integra a programação. O acesso aos shows culturais será mediante a doação de 1kg de alimento não perecível, destinado à campanha ‘Natal Sem Fome’.

A realização da 1ª Femaf é uma iniciativa do Governo do Maranhão, através da Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF), em colaboração com a Agência Estadual de Pesquisa, Agropecuária e Extensão Rural (Agerp), Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma), Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico do Maranhão (Fapema), Suzano, Instituto Insumo, Banco do Nordeste, Agência GIZ Brasil e Instituto Sociedade, População e Natureza (ISPN).

Foto: Divulgação

Seja o primeiro à comentar em "Feira da Agricultura Familiar terá foco na valorização do produtor rural"