Advogado Gabriel Costa fala sobre o Quinto Constitucional

Nesta sexta-feira (27), o pré-candidato ao quinto constitucional do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA) e advogado Gabriel Costa concedeu entrevista ao programa Abrindo o Verbo da Rádio Mirante AM abordando sobre o processo de disputa para a vaga.

O quinto constitucional da advocacia estabelece a destinação de 20% das vagas existentes em tribunais a advogados e membros do Ministério Público. A escolha de candidatos oriundos da advocacia para vagas nos tribunais estaduais é feita pelas seccionais da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

“Quando resolvi caminhar ao longo desse processo, idealizei de que forma esse processo poderia alcançar a advocacia como um todo. Porque é um processo complexo, de várias fases, do pleito junto à classe e ao judiciário e também temos o pleito de escolha política. Não deixa de ser um ato complexo formado de várias etapas. De que forma eu poderia melhorar e levar novas ideias se vier a ocupar essa cadeira? Trabalhei ao longo dessa minha caminhada com várias ideias. Eu idealizo um gabinete que tenha transparência”, afirmou o candidato, reforçando que busca colocar em prática, por exemplo um gabinete com transparência para beneficiar toda a esfera jurídica.

As seccionais abrem inscrições e elaboram, durante sessão pública, uma lista sêxtupla de candidatos. A lista é encaminhada ao tribunal, que a transforma em uma lista tríplice. A última lista é remetida ao governador do estado, que escolhe quem assumirá a vaga.

Clique aqui para ouvir a entrevista na íntegra

Foto: Ismael Araújo

Seja o primeiro à comentar em "Advogado Gabriel Costa fala sobre o Quinto Constitucional"