Ivo Rezende explica suspensão dos dados do Censo 2022

Nesta terça-feira (24) o prefeito do município de São Mateus, e presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem), em entrevista ao programa Ponto Final, na Rádio Mirante AM, explicou o recente problema enfrentado por 66 municípios do Maranhão, que teriam uma diminuição no repasse de verbas diante dos dados divulgados pelo IBGE em relação ao Censo 2022. Ouça a entrevista na íntegra aqui.

Ivo Rezende esclareceu primeiro que os prazos para a entrega e publicação dos dados do Censo não foram respeitados e que o Censo Prévio estava sendo utilizado como definitivo, fato que prejudicou diversos municípios do Maranhão.

“O Censo 2022, deveria ter sido concluído até o dia 31 de agosto, só que não aconteceu. E o Tribunal de Contas da União até o dia 31 de outubro deveria fazer a publicação do resultado do Censo, o que também não aconteceu. O que aconteceu foi que o IBGE enviou os dados do Censo Prévio no dia 25 de dezembro e o TCU publicou dia 28, três dias depois, o resultado do IBGE, o Censo Prévio. E quando foi no dia primeiro de janeiro de 2023 já passou a ter vigência. Esse censo, um censo prévio, sendo utilizado como definitivo, foi algo que prejudicou, no Maranhão, 66 municípios”, explicou Ivo Rezende.

Diante desta situação, o Presidente da Famem, afirmou que através de ação judicial conseguiu a suspensão do levantamentos dos dados do Censo, para que o municípios possam resolver o problema.

“A Famem, que foi uma das primeiras federações do Brasil, fez uma gestão de forma judicial e conseguimos com isso entrar com mais de 58 municípios e o deferimento de 30 dessas decisões, de forma liminar. Com isso foi suspenso durante três meses (janeiro, fevereiro e março) esse levantamento do censo para poder ter esse tempo para a gente entender como a gente poderia ajudar os municípios para poder sair dessa situação”, disse o presidente da Famem.

Foto: Marcelo Rodrigues

Seja o primeiro à comentar em "Ivo Rezende explica suspensão dos dados do Censo 2022"