Bira do Pindaré pede atenção da Embratur aos Lençóis Maranhenses


O deputado federal Bira do Pindaré (PSB/MA), líder do PSB na Câmara, reuniu, nesta terça-feira (24), com o presidente da Embratur, Marcelo Freixo. Durante o encontro, o maranhense solicitou atenção especial da Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo para o Parque Nacional dos Lençóis.

“Conversamos sobre os novos desafios desta missão que ele assumiu com o turismo brasileiro, e tratamos sobre o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, que concorre ao título de Patrimônio Natural da Humanidade e foi escolhido pelo The New York Times como um dos 52 destinos, no mundo, para conhecer em 2023”, disse.

Para ele, dois reconhecimentos importantes, que contribuem para maior preservação ambiental da região, para o fortalecimento do turismo; e que movimentam outras áreas importantes como cultura, gastronomia, economia, e, por meio delas, promove a geração de emprego e renda.

“De modo que solicitei atenção especial para a melhoria da infraestrutura na região, para a oferta de voos com destino ao aeroporto de Barreirinhas, com conexões nos grandes centros, como Rio, São Paulo, Brasília, Recife e Belo Horizonte, por exemplo”, acrescentou.

Freixo acolheu com atenção as reivindicações do deputado Bira. O presidente adiantou que tem uma conversa agendada com o governador do Maranhão, Carlos Brandão, para tratar sobre temas como este, e frisou que a valorização dos Lençóis Maranhenses é uma das prioridades da gestão dele na Embratur.

Foto: Divulgação

4 comentários para "Bira do Pindaré pede atenção da Embratur aos Lençóis Maranhenses"

  • Jerfeson Klynger

    Esse sim é um Deputado federal de compromisso 👏👏👏👏

    • Edilson Brito

      Bira do Pindaré, tem respeito e me representa. Um abraço.

  • João serrão

    Parabéns deputado pela iniciativa muito importante pra nosso estado do Maranhão. Q Deus continue abençoando e iluminando suas ações como representante do povo maranhense.

  • Henock Santos

    Nossos Lençóis maranhense, é ótimo, mas sempre carecendo de um incremento institucional e empresarial…