Eliziane Gama participa da COP-27 no Egito com o presidente Lula

A líder do Cidadania e da Bancada Feminina, senadora maranhense Eliziane Gama, participou nesta terça-feira, dia 15 de novembro de reunião, no Egito, com o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco e colegas senadores que participam da Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas.

“Encontro produtivo na COP-27  com o presidente Lula. Depois de anos de desmonte na governança ambiental, o Brasil voltará a ter uma posição de destaque na preservação do meio ambiente e no desenvolvimento sustentável. O mundo quer voltar a negociar c o Brasil”, destacou a senadora maranhense.

Em evento no Brazil Action Hub da Conferência do Clima (COP 27), nesta segunda-feira (14), Eliziane Gama destacou que o Brasil terá anos melhores e um governo mais preocupado com o meio ambiente.

Para a senadora, os últimos quatro anos foram “sombrios” e “tristes” no que diz respeito à proteção ambiental. “O governo trabalhou o tempo todo para destruir as políticas de proteção e fiscalização do setor”, disse.

Eliziane ressaltou que as ameaças desse governo ao meio ambiente podem não ter acabado. “Precisamos estar atentos para não deixar passar, nesses últimos 40 dias de governo Bolsonaro, decisões de última hora que agridam ainda mais o meio ambiente. Como projetos do pacote do veneno que representam mais retrocesso”, avaliou a parlamentar.

Eliziane afirmou que parlamentares do Congresso e membros da sociedade civil irão se reunir na próxima semana para discutir projetos nocivos ao meio ambiente.

Na avaliação da senadora, o Brasil vai retomar nos anos que virão o protagonismo histórico na proteção dos recursos naturais e das nossas riquezas. Para ela, a expectativa é muito grande de retomada do protagonismo brasileiro no setor e os dias de desmonte ficarão pra trás.

Foto: Divulgação

Uma resposta para "Eliziane Gama participa da COP-27 no Egito com o presidente Lula"

  • Jaci

    Essa cidadã é oportunista de carteirinha.
    Os maranhenses, em especial, os evangélicos, já se decepcionaram com ela. Só falta o restante do Brasil.
    Não tem credibilidade nenhuma!