Tese do MDB também pode alterar a eleição para deputado estadual no MA

Blog do Jorge Aragão

O MDB protocolou uma ação pedindo que a Justiça Eleitoral do Maranhão faça um novo cálculo sobre a distribuição de vagas no pleito para a Câmara Federal, já que o partido entende que houve um erro na “na distribuição das vagas destinadas para as sobras”.

O partido entende que as legendas que não conseguiram alcançar o quociente para eleger um deputado federal, algo em torno de 250 mil votos, não poderiam entrar na disputa para pleitear a eleição de um candidato pela sobra.

Caso a tese do MDB seja acatada, teríamos duas mudanças entre os eleitos para a Câmara dos Deputados (reveja).

No entanto, se esse entendimento prevalecer, também teríamos mudanças entre os eleitos para a Assembleia Legislativa.

Dois deputados estaduais eleitos, Neto Evangelista (União) e Juscelino Marreca (Patriota), pertencem a partidos que não alcançaram o quociente, logo, pelo entendimento defendido pelo MDB, não poderiam ter direito “a sobra”.

Nesse caso, os beneficiados seriam os deputados estaduais que ficaram na suplência, Pará Figueiredo (PL) e César Pires (PSD).

É aguardar e conferir, já que caso esse entendimento seja levado em consideração, deveremos ter mudanças nas eleições em praticamente todo o Brasil.

Foto: Divulgação

Seja o primeiro à comentar em "Tese do MDB também pode alterar a eleição para deputado estadual no MA"