Braide resgata a história de 25 intelectuais maranhenses

Os 18 bustos de personalidades maranhenses que são referência cultural e urbanística da Praça do Pantheon, localizada no Complexo Deodoro, no Centro de São Luís, foram restaurados e entregues pela Prefeitura de São Luís, por meio do Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur) e Fundação Municipal do Patrimônio (Fumph), na última terça-feira (27).

Na ocasião, o prefeito Eduardo Braide também entregou mais sete bustos, sendo seis de novas personalidades e uma reposição de uma das estátuas que havia sido roubada em 2005. O espaço conta, agora, com 25 estátuas de nomes relevantes da intelectualidade do Estado e que dão aos moradores da cidade e visitantes, uma noção da riqueza cultural da capital maranhense que este mês celebra 410 anos de fundação.

“Mais um presente para nossa cidade neste mês de celebrações. Hoje entregamos os bustos que foram restaurados e os novos que já deveriam estar aqui por suas importâncias para nossa cultura. São nomes que marcam nossa história, não só de São Luís, mas do Maranhão e do Brasil. Com a recolocação, a população pode conhecer mais sobre cada um e ainda sobre o legado deixado por estes intelectuais. Por isto mesmo, pedimos à população que cuide deste patrimônio”, disse o prefeito Eduardo Braide, ressaltando que haverá um reforço de fiscalização da Guarda Municipal, bem como a participação da Polícia Militar para evitar atos de vandalismo das peças como ocorreu no passado.

Os 18 bustos foram retirados da Praça do Patheon pelo Instituo Municipal da Paisagem Urbana (Impur), no fim do ano passado, com a finalidade de passarem por obras de restauração e conservação. Os serviços realizados foram lavagem, desengorduramento e halogenização que consiste em banho metais que garante mais longevidade e resistência às peças, visto que estas ficam expostas às intempéries.

Passaram por estes procedimentos os bustos de Clodoaldo Cardoso, Gomes de Sousa, Henriques Leal, Arthur Azevedo, Urbano Santos, Dunshee de Abranches, Nascimento de Morais, Gomes de Castro, Bandeira Tribuzi, Maria Firmina, Arnaldo de Jesus Ferreira, Ribamar Bogéa, Coelho Neto, Raimundo Corrêa, Raimundo Teixeira, Raimundo Corrêa de Araújo, Silva Maia e Josué Montello.

Já as novas estátuas, confeccionadas pelo escultor maranhense Eduardo Sereno, são de Humberto de Campos, que foi reposto visto que o primeiro foi roubado em 2005, e ainda mais seis intelectuais: Nascimento de Morais Filho, Celso Magalhães, Jomar Moraes, Sousândrade, Aluísio Azevedo e Ferreira Gullar.

Fotos: Divulgação

2 comentários para "Braide resgata a história de 25 intelectuais maranhenses"

  • marcelo

    Parabéns muito bonito mas precisa colocar a guarda municipal 24 horas para proteger o nosso patrimônio.

  • Reynaldo Pinto Filho

    Parabéns a prefeitura por ter recolocado os bustos nos seus devidos lugares. Espero que haja mais policiamento na praça Deodoro e Panteon,praças centrais da cidade,tanto de dia como a noite,onde a vagabundagem impera durante o tempo inteiro e está ocorrendo a depredação desse lugar lindo,que virou ponto turístico.