Flávio Dino diz que Bolsonaro será “demitido” em outubro

O ex-governador do Maranhão e pré-candidato ao Senado, Flávio Dino (PSB) voltou a responsabilzar o presidente da República, Jair Bolsonaro pelos sucessivos aumentos de combustíveis pela Petrobras.

Flávio Dino lembrou que Bolsonaro já trocou o presidente da Petrobras três vezes e o ministro de Minas e Energia e fez uma previsão curiosa de que Bolsonaro será “demitido” em outubro.

“Governo Federal já trocou o presidente da Petrobras 3 vezes. E trocou o ministro das Minas e Energia. Combustíveis continuam subindo muito acima da inflação. Conclusão lógica: problema está no chefe maior, não nos assessores. O chefe maior será “demitido” em outubro.”, disse Flávio Dino.

Foto: Divulgação

Uma resposta para "Flávio Dino diz que Bolsonaro será “demitido” em outubro"

  • JESUS

    O Flávio Dino anda esquecendo que ele próprio pode ser demitido aqui em São Luis,o maior colégio eleitoral do estado ,por ter massacrado muitos donos de carros ,quando prendeu e leiloou,confiscou o Fepa dos aposentados,esqueceu o servidor público,gastou o dinheiro público com respiradores fantasma,nunca chamou os policiais concursado,IDH muito baixo e atrapalhou o Brandão.