Octávio Soeiro pede cessão de casarão para projeto social

O vereador Octávio Soeiro (Podemos) protocolou pedido solicitando a cessão de um casarão no centro histórico de São Luís, a fim de que no mesmo possa ser implantada uma sede do Centro de Valorização da Vida (CVV), projeto social que realiza um trabalho voluntário, de longo alcance e de extrema importância no apoio emocional, saúde mental e prevenção de suicídio na capital maranhense.

No requerimento nº 1816/21, encaminhado à Prefeitura de São Luís, o parlamentar detalha que sua sugestão disponibilizará um espaço para uma entidade que presta serviço gratuito, de apoio emocional e prevenção ao suicídio, para pessoas que querem e precisam conversar.

“O CVV é um canal que presta apoio emocional e atua na prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente através do número 188. Por ano, o projeto realiza mais de um milhão de atendimentos voluntários, disponíveis 24 horas por dia, feitos através de ligações telefônicas, conversas online e por videoconferência. Em São Luís, há três anos, o projeto ajuda pessoas que estão passando por transtornos mentais, psíquicas, cognitivas, ansiedade ou depressão”, declarou o parlamentar.

O pedido de providências foi direcionado ao prefeito Eduardo Braide (Podemos), com cópia à presidente da Fundação Municipal de Patrimônio Histórico (FUMPH), Kátia Bogéa, para analisar a possibilidade da transmissão do bem. Com a leitura da matéria em plenário, a Mesa Diretora da Casa enviou ofícios ao órgão responsável visando atender o pedido do parlamentar junto à organização social.

Projeto premiado – Em 2016, o Centro de Valorização da Vida (CVV) foi um dos vencedores do Desafio de Impacto Social do Brasil, promovido pelo Google. O concurso teve como objetivo empoderar as Organizações Não Governamentais (ONG) brasileiras e fomentar o uso criativo da tecnologia para melhorar a qualidade de vida das pessoas e provocar impacto social.

Com o prêmio, a ONG desenvolveu o aplicativo “CVV como vai você”, para facilitar a conexão de pessoas que precisam de ajuda com os voluntários do projeto. O concurso contou com mais de mil inscritos por todo o Brasil, que concorreram em quatro categorias: impacto na comunidade; tecnologia; viabilidade; e escalabilidade. Ao final, todos os finalistas receberam premiações para tornar seus projetos, uma realidade.

O que é CVV?- O CVV — Centro de Valorização da Vida, fundado em São Paulo, em 1962, é uma associação civil sem fins lucrativos, filantrópica, reconhecida como de Utilidade Pública Federal, desde 1973. Presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional e prevenção do suicídio para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo e anonimato.

A instituição é associada ao Befrienders Worldwide, que congrega entidades congêneres de todo o mundo, e participou da força tarefa que elaborou a Política Nacional de Prevenção do Suicídio, do Ministério da Saúde, com quem mantém, desde 2015, um termo de cooperação para a implantação de uma linha gratuita nacional de prevenção do suicídio.

A linha 188 começou a funcionar no Rio Grande do Sul e, em setembro de 2017, iniciou sua expansão para todo o Brasil, que foi concluída em 30/06/2018, com a integração de todos os estados.

Os contatos com o CVV são feitos pelos telefones 188 (24 horas e sem custo de ligação), pessoalmente (nos mais de 120 postos de atendimento) ou pelo site www.cvv.org.br, por chat e e-mail. Nestes canais, são realizados mais de 3 milhões de atendimentos anuais, por aproximadamente 4000 voluntários, localizados em 24 estados mais o Distrito Federal.

Além dos atendimentos, o CVV desenvolve, em todo o país, outras atividades relacionadas a apoio emocional, com ações abertas à comunidade que estimulam o autoconhecimento e melhor convivência em grupo e consigo mesmo. A instituição também mantém o Hospital Francisca Júlia que atende pessoas com transtornos mentais e dependência química em São José dos Campos-SP.

Foto: Divulgação

Seja o primeiro à comentar em "Octávio Soeiro pede cessão de casarão para projeto social"