Banco da Sedes distribuiu 500 toneladas de alimentos

Com ampla estrutura para coleta, armazenamento e distribuição dos produtos provenientes de doações realizadas por rede de supermercados e estabelecimentos parceiros, o Banco de Alimentos completa, nesta terça-feira (1º), 2 anos de funcionamento. Coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), através da Secretaria adjunta de Segurança Alimentar e Nutricional (Sasan), o Banco de Alimentos tem sido estratégico nas ações desenvolvidas pelo Governo do Maranhão, em meio à pandemia, no sentido de atender as pessoas em situação de vulnerabilidade social e combater o desperdício. 

Para o secretário da Sedes, Márcio Honaiser, este segundo ano de atividade do Banco de Alimentos, em meio a uma crise sanitária, tem sido um grande desafio.  “Nesses dois anos, o Banco de Alimentos fez a diferença na vida de milhares de pessoas, principalmente durante a pandemia. Alimentos que antes eram desperdiçados, agora alimentam homens, mulheres, idosos e crianças através das entidades beneficiadas. Agradecemos aos atacadistas, supermercados doadores, que são nossos parceiros nesse projeto cada vez mais essencial”, destaca o secretário Márcio Honaiser.

Desde a sua inauguração, o Banco de Alimentos já arrecadou mais de 500 toneladas de alimentos junto aos 74 parceiros do projeto. Cerca de 8.781 pessoas e 50 instituições foram beneficiadas com a distribuição dos mantimentos. Instalado no Centro de Distribuição de Hortifrutigranjeiros (Ceasa), em São Luís, o Banco possui equipe de nutricionistas, técnicos e demais profissionais que fazem a coleta, seleção, processamento e distribuição de alimentos que são captados junto à rede de doadores.

“Agradecemos a parceria dos doadores. Estes alimentos fazem a diferença nas instituições que os recebem. Temos uma equipe dedicada, que sabe a importância deste alimento no combate à fome”, disse a secretária adjunta da Sasan, Lourvidia Caldas.  

Mais doações – Com funcionamento de segunda a sexta, das 8h às 17h, o Banco distribui 26 cestas semanalmente, para 350 famílias participantes do projeto Cooperar da Ceasa, creches e outras instituições socioassistenciais cadastradas pela Sasan.  

Além de legumes, frutas e verduras, o Banco de Alimentos também seleciona e processa as doações de grãos e cereais, massas frescas, carnes, aves, peixes, leites e derivados, pães e bolos sem recheio e sem cobertura. Os alimentos doados são coletados em locais e dias indicados pelos doadores.

Ainda neste ano de 2021, algumas ações estão previstas para serem implementadas no Banco de Alimentos, entre elas, o projeto Perda Zero e Quintal Sustentável. Além de ações de sensibilização das empresas parceiras.

De acordo com Daniella Arraes, coordenadora do Banco de Alimentos, o objetivo deste ano é ampliar, tanto a rede de doadores, quando a de instituições beneficiadas. 

“Já distribuímos mais de 500 toneladas de alimentos. Mesmo com as dificuldades da pandemia, conseguimos retomar nossas atividades. Agradecemos aos nossos parceiros doadores deste importante trabalho que garante o direito das pessoas de ter uma boa alimentação. Vamos intensificar nossos trabalhamos para alcançamos novos doadores”, frisou Daniella Arraes.

Foto: Divulgação

Seja o primeiro à comentar em "Banco da Sedes distribuiu 500 toneladas de alimentos"