Caso Mariana: manobra adia julgamento de Lucas Porto

O julgamento do empresário Lucas Porto, que confessou ter assassinado a publicitária Mariana Costa, foi remarcado pela terceira vez.

Numa manobra da defesa, o do advogado do réu se ausentou da sessão que teve que ser adiada pelo juiz José Ribamar Goulart Heluy Júnior para o dia 30 de junho.

Heluy aplicou multa de 100 salários-mínimos para o advogado de defesa Ricardo Ponzetto.

O réu terá 10 dias para constituir um novo advogado. concedeu. Se isso não ocorrer, seá designado um defensor público para a defesa do empresário.

Mariana Costa era sobrinha-neta do ex-presidente da República, José Sarney. Ela foi morta em 2016 em seu apartamento. Lucas Porto que era casado com a irmã da vítima confessou o crime. 

Foto: Divulgação

Seja o primeiro à comentar em "Caso Mariana: manobra adia julgamento de Lucas Porto"