Banner

Sedes entregou mais de 70 equipamentos do Mais Renda

Três municípios do Maranhão já receberam Kits Negócios do Programa Mais Renda, este ano, beneficiando 75 alunos. O Mais Renda foi instituído pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes), com o objetivo de oportunizar a inclusão produtiva de famílias em situação de vulnerabilidade social, através da inserção e da organização dos empreendimentos existentes na informalidade, buscando ampliar a renda desses trabalhadores.

Balsas, Riachão e Loreto, municípios da região Sul do Estado, já receberam os equipamentos. Os Kits Negócios foram entregues a beneficiários capacitados ao longo do segundo semestre de 2020, e, contemplam as categorias de beleza (cabeleireiro e manicure), alimentação (produção e comercialização de cachorro-quente, milho verde, churros, churrasco, crepes, pipoca e salgados).

Para o secretário da Sedes, deputado Márcio Honaiser, a entrega dos equipamentos representa aos beneficiários a possibilidade de conquistar novos rumos para a sua vida e de sua família.

“Nos sentimos felizes e gratos em poder levar aos que mais necessitam meios de mudar a sua vida. Qualificamos as pessoas e, agora, pequenos empreendedores recebem seus kits de alimentação e de beleza. Qualificados e capacitados, os beneficiários recebem uma grande ferramenta que vai auxilia- ló a colocar comida na mesa. O programa vem alcançando avanços significativos no estado, e desde que assumimos a Sedes, o número de municípios e categorias vem sendo ampliadas”, explicou.

O Programa Mais Renda qualificou, em 2020, centenas de pessoas em várias regiões do estado, nas áreas de alimentação, beleza, costuraria e confeitaria. A previsão, para este ano de 2021, é que o programa amplie as categorias de capacitações e os equipamentos a serem ofertados. Mecânico de moto, eletricista e novos segmentos de alimentação, como água de coco e milho verde, somam-se a beleza, churros, churrasquinho, crepe, cachorro quente e outros de alimentação, além de costuraria e confeitaria.

A coordenadora do programa, Serlene Chaves, explica que a chegada de novas modalidades amplia, ainda mais, o leque de oportunidades de qualificação para o público microempreendedor.

“Com a pandemia, a fome tem aumentado. E uma das preocupações do governo é realmente dar oportunidade a quem mais precisa. As novas modalidades foram inclusas no programa pela grande procura nos municípios. O Mais Renda vem proporcionar a esses alunos uma inclusão sócia produtiva. Os microempreendedores passam a ter acesso a informações do ramo que querem trabalhar, além de conhecimentos sobre linhas de financiamento e estratégias de empreendedorismo”.

Foto: Divulgação

Seja o primeiro à comentar em "Sedes entregou mais de 70 equipamentos do Mais Renda"