Flávio Dino diz que não é hora de “liberou geral” no Maranhão

O governador Flávio Dino (PCdoB), anunciou, nesta sexta-feira (30), a manutenção das medidas restritivas em vigor no Maranhão por mais 15 dias. O anúncio foi feito durante a coletiva virtual semanal que o governador realiza para fazer o balanço sobre a pandemia da Covid-19 no estado. Veja aqui a coletiva.

Flávio Dino disse que apesar da tendência de queda no números de casos e de óbitos nos últimos dias, ainda não é hora de “liberou geral” no Maranhão. “Seria uma irresponsabilidade muito grande o liberou geral neste momento”, afirmou.

O governador destacou a melhora do ritmo de vacinação em todo o estado e disse que o percentual de 50% das vacinas entregues aos municípios já foi alcançado.

Segundo Dino, Maranhão já recebeu do Ministério da Saúde 1,58 milhão de doses, o que representa 10% da população maranhense. Ele afirmou que o Maranhão receberá 10 mil doses da vacina Pfizer que serão utilizadas de acordo com o Plano Nacional de Imunização paera vacinação de pessoas com comorbidades e síndrome de down.

Ao final da coletiva, o governador disse acreditar que ao final dos próximos 15 dias possa ser possível anunciar a flexibilização das medidas em vigor, mas tudo vai depender dos números da pandemia no Maranhão.

Foto: Reprodução

Seja o primeiro à comentar em "Flávio Dino diz que não é hora de “liberou geral” no Maranhão"