Banner

Aulas devem ser suspensas por 15 dias na rede privada

A suspensão das aulas presenciais nas escolas e faculdades da rede privada de São Luís é uma das medidas que está sendo estudada pelo governo do Maranhão por conta do aumento dos casos do novo coronavírus no estado.

A medida se faz necessária, pois várias escolas particulares já tiveram que suspender as aulas presenciais por conta do registro de casos da Covid-19.

O atendimento presencial em órgãos públicos também deverá ser suspenso por 15 dias. As medidas também deverão atingir bares e restaurantes que deverão ficar fechados entre 20h e 5h da manhã, com funcionamento apenas do serviço de delivere. Não sabemos se o decreto de Flávio Dino incluirá as igrejas.

Embora ainda não tenha anunciado as medidas restritivas, na sexta-feira (26), durante entrevista coletiva, Flávio Dino adiantou que já estava discutindo o assunto. O assunto será discutido ainda pelo governo do Maranhão junto aos prefeitos da Grande São Luís e Imperatriz, onde a situação de ocupação de leitos é uma grande preocupação.

Com os números crescentes, os exemplos adotados em estados vizinhos, o Maranhão não poderá mais permanecer de braços cruzados vendo a pandemia avançar. Se os estados vizinhos adotam medidas e nós ficamos parados, a pandemia segue avançando por aqui.

Para se ter a noção da gravidade no momento, ontem, por exemplo, foram registrados 20 óbitos. Esse número não vinha sendo registrado desde agosto do ano passado quando estávamos no pico da pandemia. 5.032 pessoas já morreram por conta da Covid-19, no Maranhão.

Só nos resta aguardar as medidas que serão anunciadas nos próximos dias.

Foto: Reprodução

2 comentários para "Aulas devem ser suspensas por 15 dias na rede privada"

  • Cabeto

    Zeca cadê aquele juiz Douglas Martins não seria a hora dele se posicionar já que os casos estão aumentando assustadoramente

  • Aguiar

    Os shoppings estão lotados e ninguém faz nada a respeito