O prefeito que eu quero

Por Joaquim Haickel

Resolvi fazer, antes mesmo que se inicie a campanha eleitoral para prefeito, minha declaração de voto. Não vou apenas designar o nome do candidato no qual votarei, mas estabelecer parâmetros que devem ser minimamente cumpridos por ele.

O voto é uma aposta, e ninguém aposta para perder. O voto é antes de qualquer coisa um ato emocional. Votamos movidos por alguma emoção, seja ela a esperança, a confiança, o respeito, a amizade, a gratidão e até mesmo a dúvida, o desespero, o medo e o interesse. O só voto não deve, nem pode jamais, ser motivado por algum sentimento de venalidade, pois se assim o for ele vai custar muito caro para o eleitor, para o eleito e para toda a gente.

É indispensável que o candidato que escolhermos para prefeito de nossa amada São Luís tenha uma agenda que coincida com as nossas necessidades, não apenas as pessoais e individuais, mas também as coletivas e abrangentes.

Em que pese eu já ter escolhido em quem vou votar e trabalhar para eleger, ele precisa demonstrar atitudes e disposição que me permita pedir para minha mãe, minha mulher e minha filha também votarem nele. Ele precisa fazer com que eu e as pessoas que o apoiam, sintamos orgulho em fazer isso.

O prefeito que eu quero, precisa ser corajoso e enfrentar com altruísmo e pragmatismo as dificuldades que certamente se apresentarão à sua frente, não apenas na campanha eleitoral, mas, se vitorioso nela, aja assim durante todo o tempo que desempenhar seu mandato. Ele precisa ser coerente, não sendo jamais nem de forma alguma hipócrita. Deverá cercar-se de pessoas competentes, dinâmicas e honestas.

Ele precisa dar o dobro de valor aos seus ouvidos e metade à sua língua. Ele deve ouvir as pessoas, mesmo que não possa atender às suas reinvindicações, e deve dizer isso a elas clara e diretamente, com carinho, respeito e elegância.

Ele precisa ser inteligente e sábio, leal e nobre. Não pode ser arrogante ou prepotente, nem agir de forma sectária e maniqueísta. Sua campanha eleitoral deve acabar no dia do anúncio do resultado da eleição.

Eu quero um prefeito que faça coisas simples, mas importantes, como por exemplo, enfrentar a Procuradoria do Meio Ambiente e retirar o excesso de areia acumulada na Avenida Litorânea. Areia que só está ali pelo fato de administrações anteriores não terem agido corretamente quanto à limpeza de nossas praias.

Quero um prefeito que enfrente os vândalos que depredam o patrimônio público e particular, que regularize a situação dos ambulantes e dos flanelinhas, que estabeleça regras factíveis, efetivas, eficientes e eficazes para o melhor uso das diversas áreas da cidade.

Quero um prefeito que enfrente os políticos, adversários e correligionários, que não estejam alinhados com os melhores interesses de nossa cidade e de seu povo, e que se junte a quem o possa ajudá-lo a bem gerir o município.

Precisamos de um prefeito que não aja pensando na próxima eleição, mas consciente de que se ele fizer uma boa administração, coisa que não é uma tarefa fácil, ele não precisará fazer muito para ter sucesso na próxima disputa eleitoral.

Eu votarei em Eduardo Braide e tenho fé que ele possa fazer tudo isso e ser um bom prefeito.

Foto: Divulgação

Uma resposta para "O prefeito que eu quero"

  • Reynaldo aragão

    Amigos, vocês já notaram que a nossa cidade é maravilhosa,com praias belas e bem localizadas ,um centro histórico lindo e aí por diante. Contudo ,os gestores que passaram pela prefeitura e o atual também, tiveram a capacidade de deixa-la feia, suja e cheia de problemas. Então, precisamos mudar tudo isso que esta aí .Esse grupo político que está no comando,enganou o povo com asfalto sonrisal ,aproveitou-se do IPHAN , vai deixar um rombo de mais de 150milhões, comprou mascaras para ser usada contra covid super faturada e teve secretário barrado na porta da secretaria pela PF ,escolas inacabadas e muitas caindo, suspensão do leite que era distribuído as crianças ,hospital da criança inacabado e muito mosquito quando desligam o ar ,pacientes do Socorrão na Santa casa desassistido ,o mercado central imundo e cheio de ratos, mercado da Cidade Operaria está caindo, cheios de ratos e urubus , avenidas 1 e 2 da cidade Olímpica abandonadas e etc… então mudança já. Agora, ouvir duas pessoas falando a muito tempo da vitória do Eduardo Braid,um é Luis Alfredo Pinto ,da Associação de aposentados da Cemar e o outro que sempre olha na frente de muitos por experiência e convivência em politica ,é o Joaquim Haickel,acho que acertaram o pensamento do povo.