Candidatos se manifestam após aglomerações em convenções

A maioria dos candidatos a prefeito de São Luís se manifestaram acerca das cenas de aglomerações que foram protagonizadas em várias convenções partidárias.

Todos os candidatos ouvidos garantem que cumpriram as normas sanitárias. Veja o que disseram os candidatos:

Rubens Jr – PCdoB

“A Convenção “É Pra Vencer” seguiu protocolos sanitários para garantir que a participação popular se desse com segurança. Os participantes passaram por medição de temperatura e por cabines de desinfecção. Além de máscaras, foi distribuído álcool em gel durante o evento. Por fim, a organização garantiu distanciamento das cadeiras na parte interna com o mínimo recomendado pelas autoridades de saúde”.

Hertz Dias – PSTU

“Indignate pessoal que esses candidatos que concorrem à Prefeitura Municipal de São Luís pelos partidos burgueses, o partido dos ricos fizeram nos últimos dias. Nós não podemos caracterizar isso como convenções eleitorais. Aquilo ali é festa da Covid-19, festa do genocídio, a começar pelo candidato do PcdoB que deveria dar o exemplo já que é quem governa o estado do Maranhão, Rubens Júnior, vergonhosa aglomeração que vocês proporcionaram, Neto Evangelista, Braide, Duarte Jr, você são todos irresponsáveis, vocês não tem o direito de arrastar a nossa gente para o abatedouro dessas aglomerações. Deveriam sim estar defendendo renda para quem vive na periferia para garantir o isolamento social e não se aproveitar da situação de desespero de quem está sem renda para provavelmente deslocar essas pessoas em ônibus lotados para esses espaços porque se vocês forem infectados vocês serão tratados em hospitais particulares muito bem equipados. Quem mora na periferia está morrendo em casa. A irresponsabilidade de vocês é do tamanho da hipocrisia que sai da boca de cada um de vocês quando dizem que vão cuidar da saúde e da vida das pessoas de São Luís”.

Adriano Sarney – PV

“Eu queria aqui manifestar um desconforto que estou tendo após ter visto algumas fotos e vídeos de algumas convenções partidárias nos últimos dias. Todos sabem que o Partido Verde foi o primeiro a organizar sua convenção e fiz questão de atender aos protocolos, chamei apenas os pré-candidatos da chapa e investi em tecnologia para que outros correligionários pudessem acompanhar e participar do evento por videoconferência. Mas não falo aqui somente como pré- candidato, mas como deputado estadual. Como é possível que estejamos discutindo formas de volta às aulas seguras que é a coisa mais importante para as crianças e no deparamos com verdadeiras festas pirotécnicas com milhares de pessoas presentes num total descaso com a sociedade que vem sofrendo desde o início da pandemia com todo tipo de restrição?! Como pode o poder público ser tão rígido com os trabalhadores e contribuintes que passaram meses sem poder produzir e nada fazer ou questionar os partidos e pré-candidatos sobre essas convenções feitas para exaltar o quê? A classe política? Os partidos políticos? Ora, é muita hipocrisia no meu ver. Uma vergonha”.

Eduardo Braide – Podemos

“O Podemos, partido do candidato a prefeito de São Luís Eduardo Braide, tomou todas as medidas recomendadas pelas autoridades sanitárias para realizar a convenção “Pra Frente São Luís” aos filiados: instalou cabine de desinfecção no acesso ao local do evento, totens com álcool em gel em diversos pontos, além de fazer a aferição de temperatura e oferecer máscaras, com uso obrigatório. Destaca ainda a instalação de telões fora do auditório central, para que as pessoas pudessem acompanhar o evento e manter, dessa forma, o distanciamento adequado”.

Yglésio Moises – PROS

“A gente não tem como dizer para um músico hoje que não pode ter uma aglomeração com 100 pessoas, 150 pessoas em um show, porque a classe política, ontem, na semana passada vem desmoralizando sistematicamente o controle da covid-19. Nós não podemos falar para a sociedade ficar em casa se para mostrar a força dos eventos de convenção que não são lançamentos de campanha, mas são tratados como se fossem, as pessoas estão querendo demonstrar força, mas a força que deve ser demonstrada numa situação como essas é a força de querer cuidar da saúde das pessoas, é a força de quem quer ser gestor de qualquer uma das 217 cidades do Maranhão e mostrar que tem uma real preocupação com a saúde no Maranhão e não mostrar que é melhor do que o seu oponente, melhor do que o seu adversário, capaz de colocar mais pessoas em um estádio, num ginásio, num parque temático, num parque folclórico, num clube, onde quer que seja. Chegou a hora de todos os postulantes do cargo de prefeito, no Maranhão todo, não trato apenas de São Luís demonstrarem real preocupação. Será que vai ser feito dessa forma durante a campanha? Será que nós vamos ter eventos de caminhada com 500, 600 pessoas pelas ruas, abraços em todas as pessoas, aglomerações nas concentrações? Será que é isso que a gente vai dar de exemplo no ano que vem para a sociedade com uma nova onda de doença quando a gente começou a reduzir de maneira sustentável a velocidade de transmissão?”.

Bira do Pindaré – PSB

“Nossa convenção seguiu as normas sanitárias que estabelecem em São Luís, eventos com no máximo 100 pessoas em razão da pandemia. Nós reipeitamos isso, infelizmente não foi a atitude constatada em outras convenções de outros candidatos que precisam se explicar, porque que já que se propõem a ser prefeitos da cidade a primeira coisa que tem que fazer é servir de exemplo e respeitar as normas. Se o candidato não respeita as normas no momento em que está se propondo a dirigir a cidade imagine quando ele chegar ao comando da administração municipal, então é lamentável que a gente viu. eu espero que a sociedade possa ter discernimento e saberquem tem compromisso e quem não tem com a vida humana”.

Franklin Douglas – Psol

“Nossa convenção não teve aglomeração.Seguiu as orientações sanitárias. Foi acompanhada por uma das profissionais mais qualificadas nessa luta contra o Covid, a Profesora Sirliane Paiva, da Enfermagem/UFMA. Se quiser, já dá pra comparar quando for escolher em quem votar. Fui o primeiro a escrever artigos em jornais apresentando um Plano Emergencial de Combate à Covid em São Luís; o primeiro a defender a distribuição gratuita de máscaras e um hospital de campanha. Seria uma incoerência incentivar as pessoas agora a se aglomerar, quando, sabemos que não tem vacina. E pior a Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde, um leão para tirar santinhos e papel jornal dos candidatos sem poder econômico, e um gatinho para as convenções com aglomeração…”.

Jeisael Marx – Rede

“Um político que desrespeita a saúde e a vida das pessoas, e que descumpre a Lei e as regras durante o processo eleitoral, merece ser eleito? Se ele acha que vale tudo pelo poder, o que você qcha que ele será capaz de fazer se for eleito?”.

Duarte Jr – Republicanos

Para garantir a vida, saúde e segurança de todos, nossa convenção foi realizada em um espaço aberto, com ventilação natural. Todas as medidas recomendadas pelas organizações de saúde também foram cumpridas, como disponibilização de álcool em gel, organização das cadeiras com distanciamento, a exigência do uso de máscaras, aferição de temperatura e cabines de sanitização. Mas, infelizmente, em alguns momentos a empolgação de algumas pessoas que ali estavam fez com que ocorressem situações não desejadas por nós. Vamos levar isso em conta nos próximos passos de nossa campanha, como a possibilidade de limitar a quantidade de pessoas, dependendo do local, pois o nosso intuito é zelar pelo bem-estar de todos os que se fizerem presentes em diálogos que realizamos pela cidade.

Neto Evangelista – Democratas

A assessoria de Neto Evangelista não respondeu.

Carlos Madeira – Solidariedade

O pré-candidato Carlos Madeira, do Solidariedade realiza convenção partidária hoje (16). A assessoria informou que a orientação é que todas as medidas sanitárias sejam respeitadas com a limitação do número de pessoas, uso de álcool em gel, distanciamento, presença de brigadistas do Corpo de Bombeiros, uso de medidores de temperatura e inclusive distribuição de máscaras.

Fotos: Divulgação

4 comentários para "Candidatos se manifestam após aglomerações em convenções"

  • Prof Jean Magno

    Foi um verdadeiro absurdo o que ocorreu nessas “convenções do covid”. Uma irresponsabilidade por parte de quem deveria dar o exemplo. A doença não é uma gripezinha. Vários trabalhadores/as da saúde perderam suas vidas no combate a essa doença. Já são mais de 120 mil mortos no Brasil e algumas “autoridades” públicas ou que pretendem sê-lo continuam a tratar com descaso a situação. As desculpas esfarrapadas não condizem com as imagens registradas. Contra fatos não há argumentos. Enquanto isso, nosso povo segue morrendo. Lamentável.

  • Wilson Leite

    A “festa da covid-19”, como bem caracterizou Hertz Dias pré-candidato do PSTU, reflete bem a atenção e os cuidados que os partidos dos ricos dispensam aos seus eleitores/partidários. Lota a convenção para dizer que têm mais apoio e depois justificar com notas dizendo que seguiram todos as normas sanitárias. As imagens e fotos devem ser FAKE NEWS né?

  • Glebio Oliviera

    Covid 19! PADEMIA nas convenções partidárias pré-candidatos reforçam o liberou geral para sacrificar seus rebanhos de correligionários.

  • Cabeto

    Quando é que a mirante am vai pra frenquência fm ? essa rádio deveria voltar a ser CBN mil vezes melhor do que essa programação local zeca e bom pensar nisso substituir esses locutores antigos botar gente nova