Braide ouve demandas e discute rumos da Cultura em SL

“A cultura é uma das mais fortes características do DNA de São Luís. Nada mais justo e democrático do que ouvir os anseios e necessidades para essa área, partindo de quem mais entende de cultura na cidade. Só apoia a Cultura, só trabalha pela Cultura, quem gosta da Cultura. Quem não gosta, não tem jeito. Pode até apresentar sugestão, mas não vai ter a dedicação e a capacidade de realmente trabalhar para a que a Cultura possa ser olhada como ela pode ser vista”, destacou o pré-candidato a prefeito Eduardo Braide.

O encontro reuniu dirigentes de diversas manifestações culturais, como Bumba-Meu-Boi, Tambor de Crioula, Escolas de Samba, Blocos Tradicionais, entre outros.

De maneira unânime, dirigentes e produtores culturais manifestaram o descontentamento com a atenção dispensada ao setor da Cultura em São Luís nos últimos anos.  “O setor cultural ficou órfão do poder público”, afirmou  Leila Naiva, diretora-presidente do Boi de Axixá, que sugeriu ainda a criação de um circuito turístico que inclua visitas aos espaços das brincadeiras, como forma de fortalecer a renda de quem viva da cultura em São Luís.

“A classe artística, como um todo, deseja mudança. Passamos oito anos sem políticas públicas efetivas para o setor. Não pode continuar do jeito que está”, ressaltou William Correa, produtor cultural e dirigente do Bloco Tradicional Os Foliões.

“Este encontro, no Dia do Folclore, representa um momento ímpar para os fazedores de cultura, onde tivemos a oportunidade de ouvir uma pessoa que respeita a Cultura, que a tem como prioridade de gestão, e, que sabe a importância da Cultura para a cidade e para o Estado”, comentou o produtor cultural Toinho Piaçaba, responsável pela da Madre Deus. 

Propostas para o setor – Dentre as muitas propostas para incrementar o setor cultural da capital maranhense, discutidas no encontro, está a criação de um calendário permanente de atrações.

“São Luís precisa oferecer Cultura o ano inteiro e não se restringir apenas a períodos como o Carnaval, São João e alguns eventos isolados. Outras capitais brasileiras que, respeitosamente, não possuem a metade da riqueza cultural que São Luís tem, conseguem oferecer atrações culturais para moradores e turistas durante, praticamente, o ano inteiro”, ressaltou Braide. É essa realidade que pretendemos implantar para valer em São Luís, a partir de janeiro”, finalizou o pré-candidato a prefeito de São Luís, Eduardo Braide.  

Foto: Divulgação

Seja o primeiro à comentar em "Braide ouve demandas e discute rumos da Cultura em SL"