Carlos Brandão defende agenda Maranhão

O vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão (Republicanos), vem cumprindo uma movimentada agenda de inaugurações em várias regiões do estado. Apontado por alguns com sucessor natural de Flávio Dino (PCdoB), foi citado pelo próprio governador, no palanque de uma inauguração, como um vice que não traz problemas.

A movimentação já foi avaliada por analistas políticos como a pavimentação de sua eleição ao governo do Estado, em 2022. Brandão, porém, pontua que a agenda de ações deve se impor diante de eventuais prognósticos sobre as eleições de 2022. “O debate eleitoral não pode ser mais importante do que o trabalho em prol das urgências do estado. A agenda Maranhão é a prioridade do governo”, explica.

Vice-presidente nacional do Republicanos, ex-chefe da Casa Civil, deputado federal por dois mandatos consecutivos e ex-presidente do PSDB no estado, viabilizou sua candidatura a vice-governador em duas eleições com vitória no primeiro turno. Em uma conjuntura política de divisões e extremismos ideológicos, Brandão abre uma brecha na esquerda que comanda o poder estadual, filiado a uma legenda de centro e sendo um exímio articulador nas alianças políticas que dão sustentação ao governo.

Caso Flávio Dino consolide seu projeto rumo à Presidência da República, Brandão assume com a possibilidade concreta de ser eleito, sem levantar da cadeira de governador. Cauteloso quanto às especulações em torno de seu futuro, ele responde: “A política brasileira passou por profundas transformações nos últimos anos. São outros critérios, ainda pouco estudados, que definem hoje uma vitória eleitoral. A confiança e a reputação do político continuam sendo fatores importantes”.

Foto: Divulgação

Seja o primeiro à comentar em "Carlos Brandão defende agenda Maranhão"