Eliziane Gama critica ‘volta’ da CPMF

A senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) destacou, nas redes sociais que não aceitará a volta da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), extinta em 2007.

Pela proposta de reforma Tributária está sendo elaborada pelo Ministério da Economia, a CPMF pode ser recriada para compensar a desoneração da folha de pagamento em todos os setores da economia. A nova CPMF teria entre 0,5% e 0,6% sobre as movimentações financeiras.

Eliziane reforçou o discurso do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), que também se manifestou contra a volta de mais um imposto. A única certeza que eu tenho é que nós não vamos retomar a CPMF na Câmara em hipótese nenhuma”, disse Maia.

Segundo Eliziane, a reforma Tributária deve servir para simplificar e não para criar mais impostos.

“Não adianta tentar mudar de nome, mexer na isenção do imposto de renda, tentar iludir o contribuinte. A reforma Tributária é para simplificar, gerar competitividade e racionalidade”, disse.

“Não vamos aceitar CPMF de volta. O povo não aguenta pagar mais impostos”, finalizou.

Foto: Divulgação

Seja o primeiro à comentar em "Eliziane Gama critica ‘volta’ da CPMF"