Mical diz que é fruto da força da Assembleia de Deus

A deputada estadual Mical Damasceno (PTB) foi a entrevistada desta quarta-feira (28), no Abrindo o Verbo, com Geraldo Castro, na Rádio Mirante AM. Eleita com 30.693 votos, Mical disse que a sua candidatura fez parte do projeto político e social da Assembleia de Deus.

“Eu nasci em Anajatuba e aos 6 anos fomos morar em Magalhães de Almeida, no Baixo Parnaíba com toda a minha família. Aos 11 anos de idade, a nossa família se mudou para Viana e por isso eu me considero uma vianense. O povo evangélico dessa vez entendeu que havia a necessidade de uma representatividade evangélica e nós conseguimos essa grande vitória. Houve uma organização das Assembleias de Deus e eu faço parte do projeto político e social de todas as congregações da Assembleia de Deus. Eu participei das prévias internas e juntamente com mais três candidatos e nós ficamos em primeiro. Tinha ainda o Pastor Bel como candidato, mas depois ele desistiu e eu fui a única candidata”.

Filha do pastor Pedro Aldi Damasceno, presidente da Convenção Estadual da Igreja Assembleia de Deus no Maranhão, Mical disse que já foi candidata três vezes. Nas duas primeiras, em 2008 para vereadora de Viana e em 2014, para deputada federal não obteve sucesso.  “Meu pai nunca me motivou a entrar para a política. Eu fui a primeira vez candidata, a segunda e ele não aprovou, mas na terceira ele disse que se eu realmente queria ele iria me ajudar e agora deu tudo certo. Dessa vez eu entendi que nem tudo é do jeito que a gente quer. Eu ouvi os conselhos das lideranças e segui o caminho certo. Eu sou fruto da força política da Assembleia de Deus. Agora a igreja acordou. A convenção aprovou a candidatura da senador Eliziane Gama e apoiou o Pastor Gildenemyr”, explicou.

Mical Damasceno disse que não contou com apoio da classe política para a sua eleição. “Nós não tivemos apoio de político algum. Não tivemos nenhum vereador, nenhum prefeito nos apoiando. Tivemos apenas o apoio dos irmãos. Para eu chegar aqui no teu programa Geraldo eu já lavei roupa, eu já cozinhei, já varri casa. Eu sou uma pessoa assim”.

Mical falou sobre o apoio a Flávio Dino a nível estadual e a Bolsonaro na eleição presidencial. “A minha equipe trabalhou com o projeto de reeleição do nosso governador, o meu pai trabalhou também e ele [Flávio Dino] soube respeitar a nossa posição e sabe que nós não iríamos apoiar o candidato dele (Haddad) e que nós estávamos com Bolsonaro”.

A deputada eleita disse que gostaria de ser chamada de “missionária parlamentar”. “Eu fico mais feliz em ser chamada de missionária parlamentar do que de deputada estadual, mas sei que lá na Asssembleia eu tenho que respeitar e ser chamada de deputada estadual”, finalizou.

Foto: Zeca Soares

2 comentários para "Mical diz que é fruto da força da Assembleia de Deus"

  • Eliene Nascimento

    Creio que a missionária Mical vai fazer a diferença na assembleia legislativa porque é fruto de oração creio que todos os irmãos em Cristo e sua família orou para o Senhor Jesus fazer sua vontade, nós evangélicos estamos precisando de alguém que faça a diferença.

  • Pastor Raimundo Nonato

    A missionária parlamentar Mical Damasceno representará todos quantos acreditaram nesse projeto politico da igreja Assembléia de Deus no Estado do Maranhão, levando todos os seus valores cristãos e contribuindo assim para o desenvolvimento em todas as áreas do nosso Estado, vamos em frente que o Brasil tem pressa em sair da situação que está.