Justiça bloqueia recursos de Ribamar

GilCutrim
Bloqueio atendeu ação cautelar movida pelo prefeito eleito, Luis Fernando Moura da Silva

O município de São José de Ribamar teve bloqueados, nesta sexta-feira (30), os recursos da multa de repatriação, no valor previsto de R$ 4.041.989,58, e da transferência do Fundeb, no valor previsto de R$ 593.835,59.

O bloqueio foi determinado pelo juiz federal José Carlos do Vale Madeira, que atendeu ação cautelar movida pelo prefeito eleito, Luis Fernando Moura da Silva.

Segundo nota assinada pela secretaria Municipal de Planejamento, Administração e Finanças de São José de Ribamar (SEMPAF) Raimunda Sipaúba Silva dos Santos, os recursos da repatriação seriam utilizados pela atual gestão para cumprir obrigações do município com fornecedores e complementação da folha de pessoal; sendo que parte deles ficaria em caixa para o próximo prefeito – assim como ficarão outros recursos provenientes da receita própria e do FPM, por exemplo – já que a administração pública é impessoal e contínua, não havendo, no entendimento da atual gestão, razões legais para uma intervenção desta natureza.

Ainda segundo a nota, mesmo diante de tal fato, a atual gestão está cumprindo rigorosamente com seu calendário de pagamento e outros compromissos.

Foto: Divulgação

Uma resposta para "Justiça bloqueia recursos de Ribamar"

  • José Reinaldo H C Rodrigues

    Só isso! Nada que puna o prefeito! Que vergonha! Quanta impunidade pelo descaso com o município……