Homenagem à professora Ieda Batista

Prêmio Jose Augusto Mochel presta homenagem póstuma à professora Ieda Batista
Prêmio José Augusto Mochel presta homenagem póstuma à professora Ieda Batista

O vereador Honorato Fernandes (PT) participou, na noite desta quarta-feira (14), da cerimônia de entrega da 10ª edição do Prêmio José Augusto Mochel, que este ano dedicou homenagem póstuma à professora e militante de esquerda, Ieda Batista, mãe do parlamentar.

O prêmio foi instituído em 2007 pelo então deputado federal Flávio Dino, como forma de prestar homenagem permanente ao líder comunista e um dos reorganizadores do PCdoB no Maranhão, José Augusto Mochel.

Realizada pelo PCdoB-MA, no Grand São Luís Hotel, a premiação que já se tornou um evento emblemático para a esquerda maranhense é uma homenagem em reconhecimento às lideranças políticas, militantes e entidades que dedicaram suas vidas às causas democráticas no Maranhão.

Acompanhado do irmão, o advogado Ney Batista, Honorato recebeu o prêmio das mãos do advogado Sálvio Dino Júnior, amigo de infância de ambos, e do prefeito eleito Domingos Dutra, companheiro de luta da professora Ieda Batista.

“Lembro claramente da minha mãe colocando eu e meus irmãos, ainda meninos, para lavar os banheiros da casa e de dividir com eles também as demais tarefas domésticas, porque limpeza de casa é obrigação tanto da mulher, quanto do homem, dizia ela. De ver Domingos Dutra ao lado da minha mãe indo para o interior do estado conversar com as quebradeiras de côco, fazendo política e lutando por uma sociedade mais justa e igualitária. São estes pequenos gestos que marcaram a minha história e que me serviram de incentivo quando decidi me colocar à disposição da cidade de São Luís para me tornar vereador de primeiro mandato e, agora, com a graça de Deus, reeleito”, afirmou Honorato.

Dirigindo-se ao governador Flávio Dino, Honorato o agradeceu pela homenagem dedicada a sua mãe.

“Agradeço ao PCdoB, ao governador Flávio Dino, e ao Mochel, por emprestar o seu nome para uma justa homenagem, não só a quem recebe, mas também ao próprio, que representa a luta pela democracia, pelo direito a igualdade, pela cultura da paz e pela justiça”, declarou o vereador.

Além da professora Ieda Batista, Prêmio José Augusto Mochel 2016 também rendeu homenagens ao Laborarte, grupo artístico independente, referência em arte, cultura e engajamento político, à presidenta nacional do PCdoB, a deputada federal Luciana Santos, ao militante do PDT, empresário, poeta e produtor cultural Renato Dionísio, ao médico, professor universitário e ativista social, professor Luizão, ao educador Roberto Mauro Gurgel, importante referência na educação maranhense, ao jornalista e ex-deputado Luiz Pedro, e a professora, bibliotecária e militante do feminismo, Mary Ferreira.

Foto: Divulgação/ PCdoB

Seja o primeiro à comentar em "Homenagem à professora Ieda Batista"