Braide pede agilidade em obras de USC

EduardoBraidedeputado
Eduardo Braide em pronunciamento na AL

Em pronunciamento na sessão desta quinta-feira (28), na Assembleia Legislativa, o deputado Eduardo Braide (PMN) solicitou que as obras da Unidade de Segurança Comunitária (USC) da Cidade Olímpica sejam finalizadas e entregues à população. Para o parlamentar, a USC possibilitará a redução no índice de violência em toda a região.

“Com cerca de 70% dos trabalhos já concluídos, faço um apelo ao secretário de Segurança, que agilize a entrega da USC à Cidade Olímpica. A unidade precisa ser entregue o mais rápido possível àquela comunidade, que hoje, vive sobressaltada com a onda de violência”, ponderou o parlamentar.

Ainda no discurso, o deputado, que falou do Mapa da Violência – estudo feito pelo Ministério Público que mostra a Cidade Olímpica como o bairro mais violento de São Luís, citou exemplos de comunidades onde com as Unidades os índices de violência diminuíram. “A exemplo de outras já em funcionamento, como na Vila Luizão, os índices diminuíram. É preciso que entendamos que nessas comunidades, em sua maioria, vive gente de bem e é preciso resguardar a todos com boas iniciativas como essa da Unidade de Segurança Comunitária”, disse o deputado Eduardo Braide.

O deputado fez questão de destacar que a obra é uma parceria dos governos estadual e federal, com recursos do BNDES autorizados pela Assembleia Legislativa. “Cabe a nós, além da autorização desses recursos, a fiscalização e cobrança pela obra concluída e entregue. Esperamos que o secretário de Segurança, Jefferson Portela, possa intervir para que a USC da Cidade Olímpica seja entregue o mais rápido possível e em pleno funcionamento”, finalizou Eduardo Braide.

2 comentários para "Braide pede agilidade em obras de USC"

  • Paulo

    Flávio Dino não fez uma obra sequer em quase um ano e meio de governo e ainda atrasou todas as obras que estavam em andamento no governo anterior essa fpi a grande mudança que o Maranhão teve deputado.

  • ROSIFELICIANO

    Agilidade vai ter se contratar mais funcionarios.
    sepha</p