Batendo de frente

AdrianoSarney

O deputado estadual Adriano Sarney (PV) conseguiu, sozinho, tirar do sério as principais lideranças governistas na semana passada.

O motivo foi uma proposta simples: com base em declarações de militantes dos direitos humanos no Maranhão – que acusaram o Governo do Estado de haver firmado um acordo com facções pela paz em Pedrinhas –, ele sugeriu que se abrisse uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar possíveis crimes de corrupção dentro do sistema penitenciário estadual.

O governo agitou-se e “respondeu” por meio de figuras já conhecidas, uma delas o seu líder na Assembleia Legislativa, deputado Rogério Cafeteira (PSC), que afirmou ser a proposta do oposicionista um “tiro no pé”, uma vez que investigação desse porte acabaria por abarcar, também a gestão passada.

Pensavam os governistas que, assim, o fariam recuar. Mas Adriano Sarney manteve-se firme e desmontou o discurso do Palácio dos Leões.

– Apoio CPI de Pedrinhas, hoje e ontem. Por que não? Se a CPI de Pedrinhas envolver também o ano de 2014, vamos finalmente descobrir quem estava por trás das rebeliões – rebateu.

E os governistas emudeceram.

Pelo visto, o assunto deve ser pauta no reinício dos trabalhos no Legislativo.

Foto: Agência Assembleia

Coluna Estado Maior/ O Estado

Uma resposta para "Batendo de frente"

  • Thiago

    Fico muito feliz em saber que temos deputados como o Adriano Sarney, sinal de nada está perdido. Um jovem que apesar de estar a pouco na Assembléia Legislativa tem demonstrado equilíbrio e compromisso com os maranhenses que é respeito pela classe política e por setores governistas, apesar de seu seu destaque como oposição a este governo. Sempre travando debates e discussões em busca de melhores dias para a nossa gente que vivencia um momento complicado por termos um governante que ainda não desceu do palanque, que governa com os olhos para o passado. Frustrando as expectativas de milhares de maranhenses, mas ao nos depararmos com a atuação do deputado Adriano Sarney podemos ainda ter esperança que dias melhores virão. Que a Casa aprove a CPI e apure todas denúncias que envolve este governo. Afinal, quando eram oposição eles adoravam uma utilizar destas prerrogativas que hoje condenam. Não é governo da mudança, da honestidade, da transparência? Quem não deve não teme.