Audiência com concursados

WellingtondoCurso

O deputado estadual Wellington do Curso (PPS) presidiu, na tarde desta sexta-feira  (23), a Audiência que discutiu sobre a convocação para o 2° Curso de Formação dos aprovados no último concurso da Polícia Civil, realizado em 2012.

A reunião aconteceu no Plenarinho da Assembleia Legislativa e contou com a presença do presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Maranhão, Heleudo Moreira; do segundo vice-presidente do Sindicato, João Victor Ramos; dos representantes dos remanescentes, Izana Rubim e Marcos Assunção, além dos candidatos que fizeram o segundo curso de formação e aguardam convocação.

Ao se pronunciarem, os aprovados lamentaram a ausência de representatividades do governo na audiência, pois, segundo informaram, por diversas vezes procuraram os responsáveis para um possível diálogo e até hoje não obtiveram atendimento.

O deputado Wellington do Curso, que desde o início de seu mandato tem se posicionado sensível à causa, reafirmou seu apoio incondicional na busca por aquilo que, segundo ele, é direito do aprovado em concurso público: a legitimidade para exercer o cargo, e afirmou, ainda, que está à disposição da categoria na tentativa de intermediar para a possível solução.

Durante seu discurso, o parlamentar também ressaltou que é da base governista, mas sempre estará ao lado do povo e em defesa das minorias.

Dentre os 173 aprovados que aguardam o 2°curso de formação, estão 13 peritos, 130 investigadores, 9 auxiliares de perícia e 21 escrivães, sendo que dentre os cargos estão disponíveis 304 vagas para investigador de polícia, 44 vagas para auxiliar de perícia, 84 vagas para escrivão e 43 para perito criminal.

Ao final da audiência, ficou marcada uma reunião dos aprovados para a próxima quarta-feira (28) com a Comissão de Segurança da Assembleia Legislativa.

3 comentários para "Audiência com concursados"

  • Glimario Almeida

    O Maranhão precisa urgentemente de aumento de efetivo na polícia civil a situação no interior é caótica, o importante trabalho da polícia civil está sendo prejudicado

  • Alberto

    Uma enorme injustiça, espero que o governador Flavio Dino mude essa situaçao, pois sao muitas ilegalidades.

  • Kelson

    O estado em pânico e o governo faz vistas grossas a nós