Esporte e inclusão social

semdel

Representantes de diversas entidades que trabalham o paradesporto em São Luís discutiram com a Secretaria Municipal de Desporto e Lazer (Semdel) a realização do 1º Seminário Municipal do Paradesporto, que acontecerá nos dias 29 e 30 de abril. O encontro foi coordenado pelo superintendente de Esportes, Jasson Lago Júnior.

“A Prefeitura por meio da Semdel olha com carinho o paradesporto. Essa é uma questão que nós queremos evoluir e estamos trabalhando forte para isso. Temos dado atenção especial a este assunto. Esperamos que esse evento seja somente o início de um grande trabalho voltado para estes atletas”, disse Jasson.

Na programação do evento estão previstos uma conferência de abertura, mesa redonda e apresentação da política do paradesporto, além de Oficinas de esportes para deficientes e apresentações de grupos culturais e de pessoas com deficiência.

Durante a reunião, a Semdel mostrou como será a política direcionada a esses atletas em 2014. A instalação de academias em praças públicas para cadeirantes e uma escolinha de Futebol 5 para cegos são os carros-chefes. Além disso, os representantes da Secretaria ouviram sugestões e reivindicações dos representantes das entidades.

Nos últimos anos, o paradesporto brasileiro e, consequentemente, o ludovicense estão evoluindo e ganhando espaço. Junto com essa nova modalidade no esporte, aparecem também os profissionais especialistas nessa área, que requer mais atenção e cuidado ao lidar com os pacientes-atletas.

O secretário Municipal de Desporto e Lazer, Raimundo Penha, garantiu total apoio a estes projetos por considerar importantes para a inclusão social e o ingresso na vida saudável e esportiva. Estiveram presentes coordenadores do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência, do Departamento de Educação Física da UFMA, da Escola de Cegos, do Cedemac (time de Futebol 5 do Maranhão) e também da Federação Maranhense de Capoeira.

3 comentários para "Esporte e inclusão social"

  • Maria Leal

    O esporte tem comprovada importância na qualidade de vida de qualquer pessoa e, sem dúvida, é muito mais importante ainda para as pessoas com deficiência. Muito boa essa iniciativa, pois a inclusão da pessoa com deficiência passa, também e necessariamente, pelo acesso a atividades de esportes e de lazer, no processo de reabilitação, na escola e no dia-a-dia de cada cidadão.

  • Mirian

    Que ideia genial de construir academias em praças públicas para cadeirantes. A ideia mostra que a atual gestão está realmente preocupada com todos os cidadão, além de ser a primeira vez que isso acontecerá aqui em São Luís.

  • Maurício José

    A área de esporte carece de investimentos e esses projetos são muito importantes para discutir o setor e identificar formas de aplicar melhor os recursos. Percebo na gestão desse secretario mais avanços do que na anterior, pois acompanho de perto as dificuldades das comunidades em manter os projetos existentes, é preciso que o poder público oriente e trabalhe em parceria a sociedade para quem o esporte é fundamental.