Caiu Allan Kardec…

allankardecA prefeitura de São Luís confirmou na sua página no Facebook, o pedido de demissão do secretário Allan Kardec Duailibe.

A Secretaria de Comunicação encaminhou e-mail no qual confirma o pedido de Kardec. “A Prefeitura de São Luís informa que o professor Allan Kardec Duailibe pediu demissão do cargo de secretário municipal de Educação (Semed) no último sábado (26). A carta e mais informações sobre a mudança na Semed serão divulgadas ainda esta tarde”.

No fim de semana, o site da Prefeitura de São Luís divulgou ampla reportagem onde aponta “avanços” na administração de Allan Kardec à fente da Semed.

A regularização do calendário escolar foi o ponto de partida do programa de avanço na educação implantado pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior logo nos primeiros meses da gestão, que em dez meses imprimiu um novo modelo de Educação em São Luís. Esta semana foi assinado Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para realização de seletivo simplificado para até 1.000 professores da rede municipal de ensino, garantindo a regularidade das aulas e a permanência dos alunos em sala de aula.

Outro avanço na área da Educação foi o anúncio de construção das 12 creches, que beneficiarão mais de 1.800 alunos, nos bairros Cidade Operária, Turu/Chácara Brasil, Bequimão, Sacavém, Recanto dos Vinhais, Recanto Verde, Residencial Paraíso, Sítio Semed Vila Conceição, Jardim América, Anil, Residencial 2000 e Vila Nova República. A construção das creches é uma conquista da Prefeitura de São Luís junto ao Ministério da Educação, com recursos repassados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

“A aprovação dessas novas construções para a rede municipal de ensino é resultado do empenho e determinação do prefeito Edivaldo Holanda Junior em obter melhorias para nossa Educação. Esses novos espaços escolares terão padrão de qualidade estipulado pelo Ministério de Educação e serão adequados ao pleno desenvolvimento das nossas crianças”, destacou o secretário municipal de Educação, Allan Kardec Duailibe.

Leia a matéria completa

Seja o primeiro à comentar em "Caiu Allan Kardec…"