Craques da areia

datinha

Até agora, foram quatro jogos realizados e quatro vitórias conquistadas. A Seleção Brasileira de beach soccer está muito bem na Copa do Mundo da Fifa, competição que está sendo realizada no Taiti. Classificado para as quartas de final com 100% de aproveitamento, o Brasil já está na semifinal.

A esperança brasileira para avança na Copa do Mundo está na ótima fase de Bruno Xavier, artilheiro da equipe. No entanto, a Seleção Brasileira não é composta apenas por Bruno Xavier. Outros jogadores também estão fazendo um Mundial muito bom. É o caso dos maranhenses Datinha e Eudin que já marcaram um gol cada.

Datinha e Eudin são produtos da expansão do Beach Soccer pelo interior do Maranhão. Por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, a Federação Maranhense de Beach Soccer desenvolve um projeto pioneiro e a modalidade a cada dia ganha mais adeptos. Datinha e Eudim foram descobertos dentro do Circuito Maranhense de Beach Soccer que é realizado anualmente.

eudim
A dupla, natural da cidade de Tutoia, ajudou o Brasil a conseguir bons resultados na primeira fase da competição, apesar de ainda não terem balançado as redes adversárias.

Mais experiente na Seleção Brasileira, Datinha ganhou a confiança do técnico Junior Negão e se firmou no time titular. Atuou nos três jogos do Brasil e deu duas assistências para gols brasileiros. Além disso, o maranhense está tendo um papel muito importante na marcação. Já Eudin, tem entrado bem no decorrer nos jogos e está aproveitando as oportunidades.

O fato de Datinha e Eudin estarem na Seleção Brasileira mostra o crescimento do beach soccer no Maranhão. “É importante vermos que o trabalho de crescimento da modalidade no Estado está dando resultados. Fico feliz em poder presenciar a ascensão de dois atletas maranhenses”, declarou o presidente da Federação Maranhense de Beach Soccer, Eurico Pacífico, que foi convidado para integrar a delegação brasileira na Copa do Mundo da Fifa.

Seja o primeiro à comentar em "Craques da areia"