Jogada política

pereirinha

“A invasão na Câmara de São Luís foi uma clara tentativa de desmoralizar a Casa. Uma jogada política com olhos em 2014″. Essa afirmação é do presidente do Legislativo municipal, Isaías Pereirinha (PSL), sobre a ocupação feita por moradores da Apaco durante o período de recesso dos parlamentares.

Pereirinha quis dizer, na verdade, que a invasão foi orquestrada por um grupo político – sem citar o nome de ninguém “para não ser leviano” – que teme o apoio de mais de 20 vereadores à candidatura do secretário estadual de Infraestrutura, Luis Fernando Silva (PMDB).

“Em 2010, 16 dos 21 vereadores apoiaram e foram às ruas pela candidatura de Roseana Sarney. Para 2014, a previsão é que existam de 22 a 25 vereadores que já conversam com o candidato da governadora. Talvez seja medo”, afirmou o presidente da Câmara a O Estado.

As declarações do presidente foram dadas após visita do secretário municipal de Comunicação, Márcio Jerry, para entregar um documento reafirmando que ele não teve qualquer relação com os manifestantes que invadiram o Legislativo

Na semana passada, membros do próprio grupo invasor chegaram a apontar Jerry como insuflador do movimento.

Mesmo levando o documento para o legislativo, o secretário de Edivaldo Júnior (PTC) poderá ser convocado para explicar no plenário as acusações de que ele idealizou a invasão. A proposta é da vereadora Luciana Mendes (PTdoB). Hoje, os vereadores decidirão se Jerry será convocado ou convidado a se explicar.

Sobre os responsáveis pela idealização do ato de moradores do Apaco, Pereirinha disse apenas que uma investigação está sendo feita e assim que forem identificados os idealizadores, os nomes serão apresentados.Já em relação a uma possível ação judicial, o presidente disse que isso depende da avaliação da assessoria jurídica da Casa, mas se couber acionamento na justiça, isso será feito.

Nota do Blog

No twitter, o secretário de Comunicação, Márcio Jerry confirmou que comparecerá no próximo dia 20 à Câmara Municipal.

“Vereadores aprovaram requerimento me convidando para falar sobre ocupação da Câmara. Irei com todo prazer reafirmar o que já informei por ofício. Há um enredo construído depois das ocupação, segundo o qual eu seria o responsável pelo ato. Sem nada de concreto a justificar a acusação. Jamais fui apontado por qualquer pessoa em qualquer meio como organizador da ocupação da Câmara. Assim mesmo irei prestar esclarecimentos”, afirmou.

marciojerry

3 comentários para "Jogada política"

  • Alex

    Simples!
    Basta a população fazer uma ampla limpeza nessa atual, e por que não famigerada, composição da Câmara Municipal de São Luís.

    Esse Pererinha me enoja.
    Por favor, quando fizer novas matérias não coloque a foto desse …………

    E só pra costar, a família Sarney vai cair, de novo!!!!!

    Que MANDA é o povo e não essa meia dúzia de aproveitadores.

  • Toni

    Esse Márcio Jerry é o próprio prefeito de São Luís e não deixa o Holandinha aparecer e trabalhar porque prefere que a população de São Luís pense sempre que é o Flávio Dino que está na prefeitura por causa da campanha que ele quer ser governador. Essa é a grande verdade.

  • Lucas

    Porque será que a vereadora Luciana Mendes está insistindo tanto na ida do Márcio Jerry napara prestar esclarecimentos na Cãmara Municipal? Porque será hein gente??????