Rota das Emoções

barreirinhas

A Rota das Emoções, roteiro turístico que envolve 14 municípios dos Estados do Ceará, Piauí e Maranhão, ganhará um plano de estruturação turística em 2014. O Ministério do Turismo, em convênio com o BID (Banco Interamericano de desenvolvimento), dará R$ 1 milhão para a formulação do projeto, que inclui um plano de marketing e de infraestrutura.

Segundo Ítalo Mendes, diretor de Estruturação, Articulação e Ordenamentos Turísticos do MTur, 23 empresas do Brasil, da Espanha e de Portugal já apresentaram propostas ao ministério. O vencedor será conhecido em julho, e o plano deverá ser finalizado em um ano. Outro termo de referência no mesmo valor foi elaborado para a Serra Gaúcha.

Segundo o ministro do Turismo, Gastão Vieira, o convênio vai ao encontro das diretrizes do Programa de Regionalização do Turismo, cuja nova fase foi lançada nesta semana. O objetivo do programa é fazer um grande diagnóstico do turismo em cada município do país, para produzir em seguida uma categorização – com o estado de desenvolvimento da atividade em cada um – que permita direcionar as políticas públicas de acordo com as necessidades dos destinos.

“Este foi um dos roteiros integrados do país, que envolve vários Estados e tem um enorme potencial de atração de turistas do Brasil e do exterior”, afirmou o ministro. “Esperamos que esse planejamento seja uma ferramenta não apenas para o ministério, mas para governadores e prefeitos da região.”

Uma pesquisa do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa) mostrou que, no ano passado, o número de empresas que operam a rota cresceu 73%.

2 comentários para "Rota das Emoções"

  • Toni

    LINDO OS LENÇÓIS MARANHENSES.

  • Paulo Fernando

    Zeca oque deveria ser feito era a estrada de Barreirinhas para Parnaíba, que só se passa de 4×4. Desse blá, blá, blá eu tou cansado.Se isso for feito, facilitaria muito a viagem do Cearense ao Maranhão e do Maranhense ao Ceará, aumentaria a economia, circulariam mais turistas, só por causa de uma estradinha de merda que o Governo do Maranhão não se preocupa em fazer, prefere dificultar o acesso ao Piaui, Ceará.