Yglésio minimiza manifestação no Socorrão

socorrao

Parte dos funcionários do Hospital Socorrão I realizaram uma manifestação hoje cedo. Eles estariam insatisfeitos com a gestão do atual diretor-geral da unidade de saúde, Yglésio Moisés.

Segundo o Blog de Daniel Matos, os profissionais reagiram indignados às recentes declarações do gestor, que os teria chamado de “porcos” e afirmado que “o recurso enviado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para complementar a remuneração dos funcionários deveria ser aplicado na compra de novos equipamentos”.

Enfermeiros, técnicos de enfermagem e outros profissionais se concentraram, desde cedo. Segundo eles, Yglésio proferiu palavras ofensivas ao declarar que os servidores “sempre foram acostumados à imundície”.

Por telefone, o diretor do Socorrão minimizou o episódio. “Eu sou funcionário do hospital e jamais poderia trabalhar num ambiente sujo. Foi uma questão localizada e partiu de uns quatro gatos pingados. O que falei foi contra alguns que estavam destruíndo as novas lixeiras e que pelo visto não querem um ambiente limpo, mas eu não vou ficar dando mídia não porque isto é coisa dirigida pelo vereador Fábio Cãmara”, afirmou Yglésio.

Tentamos contato com o vereador Fábio Câmara, mas o telefone celular estava na caixa postal e aguardamos o retorno da ligação.

A direção do Hospital Socorrão I encamina nota ao blog:

O diretor geral do Hospital Municipal Djalma Marques vem por meio desta esclarecer alguns fatos que foram veiculados na mídia local. Em primeiro lugar não houve paralisação de nenhum procedimento interno do Socorrão I, seja ele médico ou administrativo.

Para o bem da verdade também fica claro que em nenhum momento, Yglésio Moyses que também é servidor do Socorrão I, destratou funcionários e muito menos proferiu palavras que menosprezasse o corpo de colaboradores do HMDM.

Pelo contrário, atualmente a direção do Socorrão I mantém uma política de valorização e de manter o dialogo aberto com do corpo de funcionários, promovendo campanhas de prevenção, reajustando benefícios e mantendo em dia o pagamento de todos aqueles que mantêm vínculo com o hospital.

No intuito de encerrar qualquer mal entendido e na tentativa de criar um clima de mal-estar no Socorrão I, o diretor geral Yglésio Moyses realizou uma reunião com todos os servidores do centro de saúde. Durante o encontro, participaram o diretor administrativo Marcelo Rosa e Luís Mariano, presidente do sindicato dos funcionários do município, os quais encerraram qualquer tipo de polêmica.

Durante a conversa, os servidores ainda tiveram a oportunidade de debater e fazer perguntas para o diretor, sanando, portanto, as dúvidas e fazendo as colocações que julgaram necessárias, gerando um saldo positivo do encontro.

Foto: Biaman Prado

11 comentários para "Yglésio minimiza manifestação no Socorrão"

  • Marconi

    Total desrespeito aos funcionários esse cara é um mal educado e pensa que pode humilhar os outros.

    • Barbosa

      Isto é uma armação contra o diretor do Socorrão que é um cara ou melhor um missionário muito competente e corajoso.

  • Flávio

    TEM MUITA GENTE TRABALHANDO NO SERVIÇO PÚBLICO DE FORMA NEGLIGENTE E O DIRETOR DO SOCORRÃO ESTÁ COBERTO DE RAZÃO E ESTAMOS COM ELE PARA O QUE DER E VIER.

  • Mauro

    Que humilhar o quê? Realmente você não conhece o Dr. Yglésio, sem sombra de dúvidas o melhor Diretor de Hospital que já passou por essas bandas. Agora bastou o cara tentar disciplinar a bagunça que tinha nesse hospital, que a turma da preguiça se incomoda. É isso aí, Dr. Yglésio, continue assim! Isso tudo é recalque!

  • Mônica

    Muito bom Yglésio confiamos em vicê

  • Fábio Câmara

    Fico contente em saber que quando a administração pública municipal de São Luís pensa em ter os seus atos fiscalizados, avaliados e acompanhados de perto, tomam como referência o meu nome – VEREADOR FÁBIO CÂMARA. Só para constar: Diretor Yglésio, eu não dirigi nenhuma ação de mobilização dos funcionários do hospital Djalma Marques contra a sua administração. Entretanto, também para que conste, se houver a necessidade de defender os interesses dos servidores desta ou de qualquer outra unidade municipal, saibam todos que o meu mandato e o poder a ele conferido estão e sempre estarão à disposição de tantos quantos dele necessitem. Da fala do Diretor do HMDM fica fácil concluir que a mesma boca que se refere aos dedicados e abnegados trabalhadores daquela unidade de saúde como “UNS QUATRO GATOS PINGADOS” é a mesma que os rotula de “porcos”. Mudou de “BICHO” mas não foi capaz de vê-los evoluídos para além de “MEROS ANIMAIS”. O diretor do HMDM e não o vereador foi quem atraiu para si o repúdio desses trabalhadores e trabalhadoras que se sentiram diminuídos enquanto pessoas, enquanto gente e enquanto profissionais. Desviar ou cogitar o desvio de finalidade de determinado recurso destinado ao pagamento de remunerações merecidas de pais e mães de famílias é atitude mais do que digna de REPÚDIO VEEMENTE. Quando o diretor Yglésio afirma a sua INDISPOSIÇÃO para “DAR MÍDIA” a outrem, ELE ACABA POR CONFESSAR MESMO É A SUA ÚNICA E MAIS DESTACADA FIXAÇÃO, a saber, “TER PARA SI, ÚNICA E EXCLUSIVAMENTE, TODA A MÍDIA POSSÍVEL E IMPOSSÍVEL”.Cuidado Dr., a mesma luz que atrai as mariposas também as pode queimar!

  • Lucas

    O DR. YGLÉSIO SÓ PODE SER CANDIDATO A DEPUTADO PORQUE NUNCA VI ALGUÉM QUE GOSTA DE APARECER TANTO NA MÍDIA E QUE ADORA UMA CONFUSÃOZINHA.

  • Fátima

    ESSE AÍ COMEÇOU MUITO MAL AO FALAR MAL DOS PRÓPRIOS FUNCIONÁRIOS DO HOSPITAL.

  • Toni

    Esse rapaz está toda hora se envolvendo em confusão será que não tem secretário de saúde e nem prefeito para dar um basta nisso não, manda ele trabalhar que é bom.

  • Ribamar

    DÁ-LHE YGLÉSIO CONFUSÃO….. HEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHE.

  • Funcionário

    SO QUEM SABE O QUE PASSA SÃO AS PESSOAS QUE LÁ TRABALHAM, POIA NAQUELE
    LUGAR EXISTE MUITA GENTE COMPROMETIDO, PRINCIPALMENTE OS FUNCIONARIOS MAIS ANTIGOS, É UM SERVIÇO ESCRAVO, SEM A MINÍMA CONDIÇÕES DE TRABALHO, SEM LENÇÕIS, CAMISOLAS, ALÉM DOS CORREDORES LOTADOS, SABEMOS QUE ESTA REALIDADE NÃO MUDA, MAS PELO MENOS CONDIÇÕES DE TRABALHO, COMO MATERIAIS, É INDISPENSÁVEIS, SABEMOS QUE NAO É FÁCIL TRABALHAR COM SERES HUMANOS, POREM RESPEITO, CONSIDERAÇÕES É O MINIMO NÉ, O DIRETOR REALMENTE NÃO TEM RESPEITADO O FUNCIONÁRIO, TEM MANIA DE PERSEGUIÇÃO, PARA ELE TODO MUNDO FALA MAL DELE, AGORA SE ISTO ACONTECE ELE DÁ RAZÃO. NÃO TEMOS , COMO EXISTE DEUS NO CEU NENHUMA CONDIÇÃO DE TRABALHO, TEM QUE VÊ PARA CRÊ. COLOCOU MAIS SUA NAMORADINHA BONITINHA, MAS NÃO SABE DE NADA, COMO COORDENADORA DE UM POSTO CIRURGICO, DE GRANDE COMPLEXIDADE, NA QUAL VAI O DIa QUE PODE, POIS TRABALHA EM OUTRO LUGAR, E NÃO DÁ A ASSISTÊN CIA DEVIDA HÁ GENTE É MUITA COISA ERRADA, CADÊ NOSSO PREFEITO QUE VOTAMOS ACHANDO QUE TERIAMOS DIAS MELHORES. TROUXE UMA enfa do h. são domingo, para coordenação geral, QUE SÓ PODE IR PELA TARDE, POIS NÃO É LIBERADA DO SAO DOMINGO PELA MANHA E A DA MANHA QUE RECEBEU A PORTARIA COMO DIRETORA DE ENFERMAGEM, ELE NÃO GOSTA, DISCRIMINA, SERÁ PORQUE? DESCUBRAM. PROIBIU ELA DE TRABALHAR COM ALUNOS DA FACULDADE PÍTAGPRAS, PORQUE QUERIA QUE ELA PEDISSE EXONERAÇÃO DO SEU CARGO PARA DAR PARA A DA PARA Á DA TARDE, QUE SÓ VAI ASSINAR PAPEL. PEDIMOS AO PREFEITO UMA EMERGENCIAL RESPOSTA AOS FUNCIONARIOS. INFELIZMENTE, O CARA É DESPREPARADO. TEM MAIS AS CONDIÇÕES DE TRABALHO SÃO PÉSSIMOS, MAS TEM DINHEIRO PARA SKAY, PROMOTORIA, PROCURADORIA^, SEC. DE SAÚDE, PRES, DA CÂMARA, CADE VOCÊS.