Interesses contrariados?

chaguinhasO que teria levado o vereador Francisco Chaguinhas a ocupar a Tribuna da Câmara para esbravejar contra a mudança dos gestores das escolas municipais? O líder do PRB “denunciou” a exoneração de diretores da rede municipal sem critérios técnicos.

O vereador Chaguinhas é, pelo visto um daqueles que ainda não entendeu a mensagem de renovação do prefeito Edivaldo Holanda Júnior e partiu em defesa de gestores que já estão no cargo há 20 anos. Foi isso que ficou claro na entrevista que o vereador concedeu à Rádio Mirante AM ao tentar sustentar argumentos frágeis demais para justificar o que chamou de “denúncia”.

“Alguns diretores estão sendo exonerados e sem ter uma conversa prévia. Como esses diretores já passaram quatro legislaturas sendo diretores (20 anos) e é só removido, então tem diretores que vem da administração do Jackson, do Tadeu e do próprio Castelo que nunca foram mexidos. De repente tem este grande impacto de serem exonerados sem antes ter uma conversa prévia. Nós sabemos que ficar desempregados em um momento sem ter uma conversa prévia, além de ser um impacto emocional você ainda é arrastado pelo desgaste de ser substituído sem nenhuma conversa. Nós não somos contrários à gestão do prefeito neste sentido, nós somos contrários à forma como se está fazendo este tipo de gestão junto aos diretores desssas escolas. Esses diretores já tem um raio de atuação muito importante na comunidade. Ele faz parte da cultura educacional dessa região onde ele está. Então nós não podemos tirar ele abruptamente porque a educação perde muito na questão da cultura”, argumentou.

É exatamente o que Chaguinhas chama de “cultura” que o secretário Allan Kardec por orientação do prefeito Edivaldo Holanda Júnior quer mudar agora. Não posso generealizar, mas vamos pensar no cenário de manutenção de gestores da gestão caótica de João castelo. Como seria de agora em diante? Manter o modelo fracassado da gestão anterior não seria um erro maior? É claro que os bons gestores deverão ser vistos de forma diferente, pelo menos penso assim.  E cito como exemplo a Saúde. O diretor do Socorrão II, Ademar Bandeira, por exemplo foi mantido no cargo, mesmo tendo participado da gestão de João Castelo.

rosesalesA vereadora Rose Sales (PCdoB) saiu em defesa do prefeito e do secretário Allan Kardec e garantiu que as indicações estão sendo estudadas dentro de critérios estabelecidos pela nova administração.

“O prefeito está mantendo o seu compromisso de campanha em não fazer demissão e não vai demitir nenhum servidor de serviço prestado que esteja efetivamente trabalhando. Ninguém foi demitido e não será demitido. Foi este o compromisso de campanha. A questão dos cargos de gestão das escolas é cargo de confiança é cargo comissionado. Todo e qualquer gestor pode tomar a decisão da permanência ou não. Tudo está sendo feito de forma cuidadosa e criteriosa. O cuidado maior do prefeito Edivaldo Holanda e do secretário Allan Kardec é justamente em preservar realmente a fluência do trabalho, o sucesso realmente escolar. A comunidade escolar está realmente na verdade aprovando esses encaminhamentos. Então isto está tudo sendo dialogado. Toda e qualquer situação o secretário está aberto ao diálogo pois faz uma gestão democrática e participativa”, afirmou.

8 comentários para "Interesses contrariados?"

  • José Carlos Lobato Oliveira MAQUEANO

    Ele tem que saber que existem mudanças… se não estar dando certo tem que mudar, tem que ter pessoas novas, ideia novas. Ele tinha algum parente como diretor de escola certamente.

  • Macabeu

    Esse Vereador Chaguinha é um zero a esquerda, passaou a legislatura do governo Castelo mamando direto nas tetas da Prefeitura. Só ele que não quer mudanças, a começar por ele próprio, com uma politica assistencialista, entra ano e passa ano e ele Chaguinha com suas promessas mirabolantes fica enrolando seus eleitores com promessas e mais promessas que nunca serão cumpridas e os eleitores bestas e analfabetos acreditam, calado ainda estaria errado!!!.

  • Cristina

    Pode ter certeza que o vereador teve seus cabo eleitorais demitidos e por isto está com essa choradeira na Câmara. Quando o prefeito era Castelo ele não viu o caos na Educação? Fala sério vereador.

  • Angela

    ENTÃO QUER DIZER QUE ELE QUER QUE A DIRETORA FIQUE LÁ 25, 30, 40 ANOS?????????????????????????????

  • Riba

    Zeca Soares isto é choro de quem perdeu umas boquinhas e cargos na prefeitura pode esperar que não é outra coisa não. Vereador acorda que é tempo de mudança!!!!!!!!!!!!!

  • Marcelo

    O PREFEITO EDIVALDO HOLANDA ESTÁ CORRETO E TEM QUE PASSAR A VASSOURA NESSES CABOS ELEITORAIS DO PREFEITO QUE SAIU INCLUÍNDO ESTE VEREADOR QUE NÃO ABRIU A BOCA NOS QUATRO ANOS DE CASTELO.

  • Gusmão

    Zeca,

    O(a)s diretores substituídos foram informados, antecipadamente, de que seriam exonerados, ou só tomaram conhecimento quando da chegada dos substituidores. Sinceramente. Prefiro acreditar que eles tenham sido informados de que seriam exonerados. Se assim se deu, não vejo razão para o posicionamento do Chaguinha. O cargo, como sabe o deputado, não vitalício. É de confiança. Não importa que alguns tenham permanecido nele durante a gestão desse ou daquele prefeito. O cargo pertence ao Prefeito Edivaldo Holanda, cabe a ele e ao seu secretário de educação, a decisão de escolher com quem vão trabalhar. A nós, cidadãos e cidadãs ludovicenses, seja deputado ou não, cabe acompanharmos, e reclamarmos todas as vezes que sentirmos que não está funcionando bem, a gestão de cada uma das pastas que compreende a administração municipal da nossa São Luís.

  • FERNANDA

    E COMO FICA A SITUAÇÃO DOS FUNCIONARIOS DA SEMED QUE FORAM EXPULSOS DE DENTRO DAS ESCOLAS, HUMILHADOS…. FUNCIONARIOS QUE PRESTAM SERVIÇOS NAS CRECHES E ESCOLAS MUNICIPAIS A MAIS DE 08 ANOS…