Coisas que complicam o trânsito em São Luís

transito

Existem situações no trânsito de São Luís que a Secretaria de Trânsito e Transportes precisa estudar melhor os seus resultados. São intervenções da SMTT com a colocação de cones e agentes de trânsito em determinados locais considerados “críticos”. Será que de fato as intervenções ajudam a melhorar o trânsito? Ou será que elas só atrapalham?

De segunda a sexta-feira, por exemplo, entre 7h e 9h da manhã, agentes de trânsito fecham o retorno do Marcus Center. Os motoristas que vão levar as crianças à escola ou quem vai ao Uniceuma e precisa ir ao São Francisco ou Ponta D’Areia tem que andar bastante. O primeiro retorno fica no Elevado do Trabalhador. A outra opção é pegar o caminho do Jaracati.

O problema que o motorista enfrenta é que, ao fazer o retorno no Elevado do Trabalhador para retomar o caminho do São Francisco vai enfrentar grande fluxo de veículos no finalzinho da Jerônimo de Albuquerque e início da Colares Moreira.

Isto ocorre também porque no mesmo horário, agentes da SMTT fecham o retorno do Quartel em duas vias. Quem vem pela avenida dos Holandeses em direção às escolas precisa seguir pela Carlos Cunha até alcançar a Jerônimo de Albuquerque.

transito2
Para piorar a situação que circula pela Ponta D’Areia e quer seguir pela avenida dos Holandeses fica impedido na rotatória do Quartel com a colocação de cones. Precisa seguir na Carlos Cunha, fazer o retorno para retomar a avenida. Uma ginástica, perda de tempo e de combustível para o motorista.

Se o destino do motorista é a Ponta D’Areia, a alternativa é pegar a Via Expressa e em seguida cruzar a avenida Carlos Cunha quando, se não houvesse a intervenção da SMTT seguriam normalmente na avenida ao lado do Quartel da PM.

Os motoristas que circulam no local sabem que não existe congestionamento ou trânsito louco. É fato que o volume de veículos aumenta sim entre 6h50 e 7h15, mas a intervenção só serve para aumentar o percusso, irritar quem está no volante e aumentar o gasto com combustível. No máximo por volta de 7h30 o trânsito volta à normalidade, mas a intervenção segue até 9h.

Se o argumento utilizado para a intervenção é o fluxo de veículos em função das escolas pergunto à SMTT: o que acontece por volta de meio-dia? Não há cones e muito menos agentes de trânsito e o volume de veículos é ainda maior, senão vejamos. Entre 12h e 12h30, estão circulando os motoristas que foram levar os filhos à escola pela manhã e aqueles que estudam à tarde. Além disso, é grande a movimentação de quem vai e vem para o trabalho. Sem falar no funcionamento dos shoppings desde às 10h. A situação se repete à noite, a partir de 18h e também não há necessidade de tal intervenção.

transito1
Outro detalhe importante: os agentes de trânsito não fazem nada durante este período apenas colocam os cones no local e ficam batendo um papinho dentro da viatura ou não. Enquanto isto, esta viatura que poderia estar resolvendo outras situações em nosso complicado trânsito fica parada. e como motorista que circula pelo local em todos este horários reafirmo que o problema está basicamente na intervenção que considero completamente desnecessária.

E finalmente lembrar que a intervenção vem desde à época do ex-prefeito João Castelo. Agora, mesmo com pouco mais de um mês, a nova administração agora com o prefeito Edivaldo Holanda Júnior já teve tempo suficiente para começar a corrigir o que está errado.

São coisas como essas, além do excesso de semáforos e retornos mal localizados que complicam o nosso trânsito.

Seria muito interessante que a secretária Miriam Aguiar fizesse todo esse percusso bem cedinho.

Fica a sugestão e o espaço para a SMTT para qualquer esclarecimento que achar necessário. O nosso único objetivo é contribuir com a melhoria do nosso trânsito caótico.

Fotos: Zeca Soares

8 comentários para "Coisas que complicam o trânsito em São Luís"

  • Olívia Sampaio

    É verdade Zeca, os agentes de trânsito são um terror quando tentam organizar o fluxo de veículos em qualquer lugar desse país, infelizmente.

  • Arilene C. M. Rego

    Muito apropriada sua observação. Aproveito para complementar que: também na ponte do Caratatíua no sentido alemanha Ipase, Cohama etc…os agentes também colocan seus cones sobre a ponte e pra quem quer chegar em casa tanto no horário de 12h quanto no do fim do dia 18h ficando somente uma via de acesso, tornando inssuportável o engarrafamento na rotatória sob o elevado Alcione Nazaré, assim como, na rotatória de acesso ao campus bacanga, eles usam os cones tornando somente uma via para quem entra ou sai daquele setor. É necessário rever e modificar; melhor seria, se eles ao invés de ficarem no bate papo, controlassem pessoalmente o tráfego dos veículos, excluindo naturalmente os mauditos cones… mas, será que eles estão capacitados para tanto? tenho minhas dúvidas…

  • Vanessa

    Realmente é completamente desnecessária a colocação desses cones que só servem para atrapalhar a nossa vida e aumentar o percusso para que se possa chegar ao serviço quem fez isso não deve andar pelo local e não conhece absolutamente nada de trânsito.

  • Mauro

    Sugiro a você Zeca Soares que faça um levantamento de outras áreas ondem ocorrem essas intervenções que não servem para nada. Você estará fazendo um grande serviços para os motoristas e SMTT que não vê nada disso.

    • Zeca Soares

      Vamos fazer sim, Mauro. espero contar com a ajuda de vocês internautas que poderão enviar as fotos.

  • Gojoba

    Porque voce nao fala da obra de avenida litorãnea que leva nada a lugar nenhum sendo que a mesma nao foi nem acabada e so desviou um fluxo de carros para um bairro residencial de um lado para outro nao indo até a rua são geraldo no olho dágua

  • LEONCIO LIMA

    Caro Zeca, boa tarde!
    decisões devem ser tratadas com fatos e dados. É necessário realizar medições e observar MUITO BEM o local que iremos realizar a mudança. Temos no mercado, uma ferramenta excepcional, chamada de SIMULAÇÃO EM MODELO MATEMÁTICO. Infelizmente essas ações básicas não foram tomadas; ou por desconhecimento ou por incompetência. Nosssa cidade precisa de decisões técnicas e muitos bem fundamentadas; principalmente em relação ao trânsito. Espero que a nova direção da SMTT tenha humildade para tomar ações estratégicas e operacionais, utilizando bem as ferramentas de decisão e ouvindo mais a comunidade.
    Parabéns pelo artigo.

  • jersica

    Quantos agentes de trânsito tem na cidade de São Luís do Maranhão???