Chuva atinge Hospital Carlos Macieira

carlosmacieira

As fortes chuvas ocorridas em São Luís, desde a madrugada da última quarta-feira (13), provocaram abalos na estrutura física de unidades hospitalares públicas e privadas na capital, principalmente provocando infiltração nas salas do setor administrativo e na área do laboratório de análises clínicas no térreo do Hospital de Alta Complexidade Carlos Macieira. A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Segundo a SES, as áreas afetadas estão em andar com estrutura antiga, ainda não reformada, e que serão submetidas às medidas de engenharia necessárias para evitar que novos alagamentos voltem a ocorrer.

O setor administrativo e parte dos equipamentos do laboratório foram removidos para outras áreas do próprio hospital. O processamento dos exames laboratoriais dos pacientes internados no Carlos Macieira está sendo feito na Maternidade Marly Sarney, sendo que o tomógrafo e os demais equipamentos que realizam exames de imagem continuam funcionando normalmente no próprio hospital.

Os elevadores passam por manutenção permanente e não foi registrado nenhum incidente com pacientes, e estes não sofreram qualquer prejuízo em decorrência dos danos causados pelas chuvas.

Foto: Diego Chaves

6 comentários para "Chuva atinge Hospital Carlos Macieira"

  • Macabeu

    Antes do incendio o Carlos Macieira estava em reforma, depois do incendio recebeu dinheiro para cobrir os prejuizo, agora já apareceu defeito?. Haja dinheiro para, agora reparar estrago de chuvas, assim não tem dinheiro que chegue. Esse Hospital que era dos Trabalhadores hoje pertence a empresa privada, é um sumidor de dinheiro.

    • Zeca Soares

      Vejo como ponto positivo que a própria Secretaria de Saúde veio a público informar o que houve com o hospital. Acho que as coisas precisam realmente funcionar assim em todas as esferas.

  • Marcelo

    Quem conhece o secretário Ricardo Murad sabe que ele gosta das coisas transparentes e não se poderia esperar outra coisa dele é isso que a oposição não engole porque ele não esconde os fatos e está sempre aberto ao debate.

  • Selma

    essa nota que a Secretária de Saúde explica à respeito do desabamento do teto do HCM com a última chuva não retrata com exatidão a realidade dos fatos. Todos esses últimos acontecimentos (Fogo no hospital Carlos Macieira, A queda do forro com a última chuva, a queda do elevador que ocorreu semana passada que feriram algumas pessoas e que não foi divulgada pela imprensa, os furtos de medicamentos na ala da farmácia) dizem respeito a um problema chamado GESTÃO. Gestão ineficiente da Diretoria administrativa do Hospital. Por exemplo, todo o setor administrativo e laboratório (setores atingidos pelas chuvas) embora estruturalmente antigos, teriam como ser evitados esses acidentes, já que esse último acidente (inundação do setor administrativo e queda do Forro) já tinha ocorrido 01 ano e meio atrás e a atual diretora sabia que isso poderia ocorrer novamente como ocorreu nessa quarta feira. A atual diretora administrativa que se chama Silvana Helena sabendo desses problemas estruturais e que isso poderia acontecer ficou inerte e omissa frente aos problemas do hospital. Um outro caso recente de ineficiência administrativa e sabedor de todos foi o FOGO que ocorreu no 1º andar, onde fica localizada a farmácia do hospital, a diretora atual sabendo que aquela região da farmácia que continha produtos inflamáveis poderia ocorrer explosões e incêndios, ela não tomou as medidas básicas de proteção para que isso ocorresse, como por exemplo, verificar a validade dos extintores de incêndio que no momento do fogo não funcionaram por estarem vencidos, ou seja, aquele incêndio todo poderia ser contido com um único extintor de incêndio logo que começou os primeiros focos de incêndios. Outro exemplo foi o caso do elevador que desabou do 2º andar para o 1º andar na semana passada com pessoas se ferindo dentro dele e que não foi divulgado por vocês, um caso mais sério ainda e que com certeza o Secretário de Saúde Ricardo Murad desconhece, que é o furto de medicamentos dos pacientes na ala da farmácia e que a diretora Silvana omite da secretária de Saúde, ou seja, isso são problemas de incapacidade administrativa e que com certeza estão prejudicando todos do hospital, inclusive pacientes e acompanhantes que transitam pelas dependências do Hospital Carlos Macieira.

  • claudio

    COMENTÁRIO MODERADO

  • claudio

    COMENTÁRIO MODERADO