Dom Belisário fala sobre perfil do novo Papa

dombelisarioO Arcebispo de São Luís, Dom José Belisário, afirmou, nesta segunda-feira (11), que a renúncia do Papa Bento XVI “foi um gesto concreto de humildade”.  Ao mesmo tempo, o chefe da Igreja Católica da capital, disse o que deseja do novo Papa: “Espero que o novo Papa seja um homem do nosso tempo e responda a questões do nosso tempo. Que haja diálogo”.

Ainda assim, o arcebispo, que é vice-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), viu o anúncio da renúncia com a mesma surpresa. “Embora tenhamos sido tomados de muita surpresa, entendemos o posicionamento do Papa e somos muito gratos a ele. O próprio Papa já tinha sinalizado que poderia haver a renúncia, principalmente ao declarar a quase dois anos que teria o direito e a obrigação de renunciar se não se sentisse mais apto para exercer o papado”, explicou.

Dom Belisário também adiantou que o momento não é para especulações sobre quem sucederá Bento XVI. “Atualmente são cinco cardeais brasileiros que participam do Concílio e, automaticamente, todos são candidatos. Mas o momento é outro. Terão que fazer uma análise de toda a igreja, embora, particularmente, eu ache que o novo papa será novamente europeu”, avaliou o arcebispo.

Ao final da conversa com o G1, José Belisário aproveitou para agradecer a Bento XVI. “Ele é um homem notável; tem peso. Por isso mesmo, agiu com coerência e coragem. Só temos a agradecer por tudo, principalmente pela contribuição à igreja católica”, finalizou.

G1 Maranhão

2 comentários para "Dom Belisário fala sobre perfil do novo Papa"

  • CESAR FM

    “Espero que o novo Papa seja um homem do nosso tempo e responda a questões do nosso tempo. Que haja diálogo”. É! DIFICILMENTE HAVERÁ UM OUTRO PAPA PARA ZELAR PELA MORAL E BONS COSTUMES COM ÊNFASE, COMBATENTE DA HOMOFOBIA NAS IGREJAS ETC COMO FAZIA O BENTO XVI, MAIS INFELIZMENTE O MUNDO ESTÁ ASSIM TODOS TEM QUE SE RENDEREM AOS “PODEROSOS” UM EXEMPLO SÃO OS GAYS QUE VENCERAM UMA BATALHA COM A DESISTÊNCIA, MAIS COM CERTEZA NÃO GANHARAM A GUERRA AINDA. E NUNCA GANHARÃO.

  • Verdade solene.

    César amigo…
    A bem da verdade a Igreja Romana (já que católicos e apostólicos todas as igrejas cristãs o são) há muito se rendeu aos modismos contrariando a orientação do mestre: “Não vos conformei com este mundo mas transformai-o”… Ora, desde o terceiro século certas mudanças cosnpiraram contra a mais pura fé. As alterações no decálogo, e a adoção gradual de práticas pagãs fulminaram a Igreja. Certas práticas são hoje tidas como normais, adotadas pela apostasia e ratiicada por autoridades pgãs como Constantino – o grande adorador mitraico, tendo como seu principal Deus, o sol com todas as suas implicações, inclusive na transposição do dia sagrado de adoração do sábado para o domingo. Seguiu-se uma série de outras atrocidades como o batismo de deuses pagãos como santos cristãos (A estátua de Júpiter-saturno é a mesma, absolutamente a mesma dedicada a Pedro na entrada da capela sistina. Só trocaram-lhe a cabeça). Ou seja, se a Igreja continuar adotando as suas práticas de conformismo com o mundo vai de mal a pior.