SES realizará campanha de prevenção no Carnaval

Com o tema “A vida é melhor sem AIDS: proteja-se, use sempre camisinha”, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) realizará a campanha educativa para o Carnaval 2013. Este ano, as ações serão realizadas no município de Axixá, de 7 e 9 de fevereiro, semana que antecede a folia momesca.

Tendo como público alvo a população com idade entre 15 e 49 anos, a SES distribuirá, este ano, três milhões de preservativos para as ações locais de prevenção. De acordo com a coordenadora do Departamento de DST/AIDS da SES, Osvaldina Mota, a campanha, no período do Carnaval, reforça a importância do uso do preservativo nas relações sexuais, desconstruindo o mito de que fazer sexo sem camisinha é melhor.

Ela explica que os demais municípios do Maranhão também receberão os preservativos, embora as ações educativas sejam realizadas apenas em Axixá. “Já providenciamos a escala dos municípios com a quantidade de preservativos definidas de acordo com suas populações e os gestores já podem se dirigir ao almoxarifado central da SES (na Vila Palmeira) para fazerem a retirada destes preservativos”, informou Osvaldina Mota.

Durante os três dias de campanha em Axixá, a SES fará uma programação – com apoio da Prefeitura Municipal e Gerencia Regional – que contempla palestras educativas para grupos específicos; blitz com distribuição de folderes e de camisinhas em locais como bares, postos de combustível e outros; sensibilização do uso da camisinha masculina e feminina (uso correto, demonstração, onde receber preservativos gratuitamente no seu município); visitas aos segmentos mais vulneráveis do município com orientações de práticas sexuais seguras com homens que fazem sexo com homens, profissionais do sexo, travestis, gays, caminhoneiros etc.

Dados da SES apontam que, dos 217 municípios do estado, 182 apresentaram pelo menos um caso notificado de AIDS. Em números absolutos, São Luís, Imperatriz, Açailândia, Caxias, Bacabal, Codó, Itapecuru Mirim, Santa Inês, Rosário e Barra do Corda são os que mais têm notificações, concentrando 91,1% do total de casos.

Números

Foram notificados ao Programa Estadual de DST/AIDS do Maranhão (Sinan), 6.505 casos de AIDS de 1985 até setembro de 2012, sendo 2.328 (36%) do sexo feminino e 4.177 (64%) no sexo masculino. Em ambos os sexos, a maioria dos casos ocorreu em indivíduos na faixa etária de 25 aos 49 anos apresentando um percentual de 75,6%. A faixa etária de 13 a 19 anos apresenta 10,8% do total de casos. “Daí a importância de trabalharmos com o público alvo entre 15 e 49 anos, pois embora usem a camisinha, esse uso não é sistemático como deveria”, afirmou Osvaldina Mota.

Dados do Ministério da Saúde apontam que, nos últimos anos, o uso da camisinha vem caindo em todas as faixas etárias. “Os jovens estão entre os que mais usam preservativos, apesar de ter havido, neste segmento, uma ligeira queda no uso”, destacou Osvaldina Mota.

Pesquisas demonstram que as relações casuais na população de 15 a 49 anos têm apresentado aumento e que 25,3% da população tiveram mais de 10 parceiros no último ano (PCAP 2008). Em 2012, 14,6% dos jovens tiveram mais de cinco parceiros eventuais. No mesmo período, o índice foi proporcionalmente a metade (7,2%) entre a população de 24 a 49 anos de idade.

Do total de pessoas sexualmente ativas no país (78 milhões), 85,5% tiveram relações sexuais nos últimos 12 meses. Apesar do elevado conhecimento da população sobre o uso do preservativo como sendo o método mais eficaz para a prevenção ao HIV e outras DST, os dados apontam que depois da primeira relação sexual, o uso da camisinha cai.

Quanto às categorias de exposição em indivíduos com 13 anos ou mais, a transmissão sexual responde por 90,3% das notificações em ambos os sexos. No sexo masculino, na categoria de exposição sexual, a heterossexual é responsável pela maior transmissão, que é de 53.2%. No sexo feminino a maioria dos casos também ocorreu por transmissão heterossexual (94,4%). Na categoria de exposição em menores de 13 anos, em 2011, 100% dos casos ocorreram por transmissão vertical.

De 1985 a 2011 foram declarados pelo Sinan Estadual 2.300 mortes por AIDS no Estado. Em 2012, 3.600 pessoas realizam tratamento com antirretrovirais e 2.600 estão em acompanhamento.

2 comentários para "SES realizará campanha de prevenção no Carnaval"

  • Seu Arnaldo

    contanto que no Oscar Frota noa se use tudo bem , la é so no coro ! papai !!!!!!!!!!!!!

  • Verdade solene.

    Sr. ZECA SOARES..
    APROVEITE PARA FAZER UMA MATÉRIA SOBRE AS BOITES DO CENTRO HISTÓRICO, NO REVIVER, PRINCIPALMENTE AS GLBT, COMO A OBSERVATÓRIO, POIS FICAM EM RUAS TÃO ESTREITAS QUE NÃO POSSIBILITAM UMA AMBULÂNCIA ENTRAR. A TRAGÉDIA DE SANTA MARIA PODE SE REPETIR EM SÃO LUÍS, SOBRETUDO PORQUE OS CASARÕES ANTIGOS ESTÃO EM PÉSSIMO ESTADO DE CONSERVAÇÃO.