As metas de Edivaldo

edivaldo_holanda_junior_coletiva_a_imprensa_sobre_as_acoes_prioritaris_1Oitenta metas e 314 ações das secretarias municipais para serem executadas em 120 dias. Essa é a proposta do plano emergencial para a cidade anunciado pelo prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, durante entrevista coletiva realizada no final da tarde desta quarta-feira (9).

O anúncio foi precedido de uma reunião iniciada no período da manhã, com as presenças de todo o primeiro escalão de governo. Boa parte das ações estão entre as propostas apresentadas pelo novo gestor de São Luí durante o período de campanha eleitoral.

Do que foi estipulado, 24% das ações serão cumpridas em janeiro; 30% em fevereiro; 25% em março e 22% em abril. “Nos primeiros quatro meses de gestão a população com certeza vai sentir a diferença. Promessas como escola em tempo integral, por exemplo, serão logo cumpridas. Vamos iniciar o ano letivo já com essas escolas”, afirmou o prefeito.

De acordo com Holanda Júnior, o plano foi elaborado com critérios de relevância, urgência e impacto, com foco na manutenção dos serviços públicos essenciais; o cumprimento de repasses e aportes de recursos externos relevantes e a possibilidade real de execução até o final dos primeiros quatro meses de gestão, com os recursos disponíveis ou mobilizáveis neste espaço de tempo.

“Nós temos que dar respostas à sociedade. É isso que esse plano de metas contempla. São ações e metas que serão cumpridas devido ao estado em que a cidade se encontra”, disse Holanda Júnior, que também informou que nesses 120 dias serão feitas avaliações nos dias 5 de fevereiro, 5 de março, 4 de abril e 9 de maio.

 

Comissões
Dentre estas ações, será montada uma comissão com o objetivo de avaliar o projeto do Veículo Leve sobre Trilhos, projeto anunciado pela gestão anterior e que gerou muita polêmica na cidade durante o período de campanha eleitoral. A comissão terá 90 dias para anunciar a viabilidade do projeto e possíveis adequações para que seja efetivamente colocado em prática.

Outras sete comissões técnicas de trabalho terão o mesmo prazo para apresentar soluções e alternativas para propostas como o corredor urbano de São Luís, os elevados da Forquia e Calhau; limpeza urbana; saneamento; o Hospital de Emergência Jackson Lago; parcerias público-privadas (PPP) e o Centro Histórico.

Clique e saiba mais sobre a agenda estratégica elaborada pela Prefeitura de São Luís para os próximos 120 dias.

Leia mais

 

3 comentários para "As metas de Edivaldo"

  • Magno

    O prefeito Edivaldo precisar deixar de blá, blã, blá e começar a anunciar coisas concretas e pagar o nosso salário de dezembro completo pois parcelar é um desrespeito com os servidores.

  • Adriano

    Tem suf. Pagar é o nosso sslátio de dezembro seu prefeito.

  • flavio espindola

    começou a agir a bandidagem!!!