Prefeitura propõe pagar dezembro em três parcelas

suelibedeA Prefeitura de São Luís confirmou ontem que propôs o pagamento dos salários do mês de dezembro de todo o funcionalismo municipal em três parcelas. A primeira delas, referente a 50% dos vencimentos de cada servidor, será creditada em conta dia 11 de janeiro. As demais, nos meses de fevereiro e março, também no dia 11 de cada um dos meses. O salário de janeiro será pago normalmente, no fim do mês, ou até o quinto dia útil de fevereiro.

A reunião que possibilitou o acordo ocorreu na noite de ontem, entre representantes dos trabalhadores e a secretária municipal da Fazenda, Sueli Bedê, na sede da Semfaz. Pelo que ficou acertado, os sindicalistas realizarão assembleia geral hoje, para que os funcionários públicos decidam se aceitam essa forma de pagamento.

Ainda durante o encontro, a secretária da Fazenda antecipou que, no caso da parcela do mês de março, pode haver adiantamento da data, dependendo da arrecadação municipal. O 13° salário também deve ser antecipado. A primeira parcela seria paga em maio. Todas as datas devem ser detalhadas em calendário de pagamento do servidor, a ser instituído nas próximas semanas.

O encontro contou com a participação de membros dos sindicatos dos Funcionários e Servidores Públicos Municipais de São Luis (Sinfuspsl); dos Profissionais do Ensino Público Municipal de São Luís (Sindeducação); dos Auditores Fiscais do Município (Sindfisma); dos Agentes Comunitários de Saúde de São Luís (Sindacs); dos Guardas Municipais (Sigmema) e dos Agentes Fiscais de Trânsito (Sindtrânsito), além da Associação dos Servidores da Ilha (Asismu).

Diálogo – Em contato com O Estado, o secretário de Comunicação, Márcio Jerry, destacou os estudos para a implantação do calendário do servidor e criticou a situação financeira do Município deixada pela administração do ex-prefeito João Castelo (PSDB).

“A nossa proposta foi muito bem aceita pelos líderes, mas ainda depende de aprovação da assembleia. De qualquer forma, já tivemos muitos avanços, e o primeiro deles deve ser a organização de um calendário de pagamento dos servidores. O que houve é que o Castelo deixou um calote, para o qual Edivaldo Holanda Júnior está antecipando uma solução”, declarou.

Segundo ele, a forma como a Prefeitura debateu o problema com os funcionários é mostra de que a nova gestão inaugura novas práticas. “O prefeito Edivaldo Holanda Júnior inaugurou hoje [ontem] uma nova forma de tratamento com a sociedade, não se escondendo, mas discutindo com transparência formas de solucionar os graves problemas que teremos pela frente”, completou.

A folha de pagamento da Prefeitura de São Luís gira em torno de R$ 55 milhões. Levantamentos preliminares da Semfaz mostram que a gestão passada deixou em caixa apenas R$ 18 milhões, o que forçou a negociação de uma forma alternativa para pagamento dos salários de dezembro.

O Estado

2 comentários para "Prefeitura propõe pagar dezembro em três parcelas"

  • Paulo rogerio

    QUER DIZER Q O CARA SAI DANDO CALOTE ENTODO MUNDO… DEIXA SERVIÇOS ESSENCIAIS NUM CAOS… E NÃO AOCNTECE NADA COM ELE?…. justiça. MInisterio público…defesa do consumidor… NINGUEM VAI FAZER NADA?!

  • carlos

    Por favor gente, dê algumas noticia do salario dos servidores contratados já estão à 5 meses sem receber e nem o décimo terceiro foi pago. Tem muita gente com contas atrasadas, aluguel atrasado, sem água, sem energia elétrica.