A nova cara do Socorrão

socorrao

Ações emergenciais foram realizadas no fim de semana para normalizar o atendimento e desafogar os hospitais municipais de urgência e emergência em São Luís. Com o apoio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), o Município iniciou neste domingo a transferência de 103 pacientes que estavam nos corredores dos hospitais Djalma Marques (Socorrão I) e Clementino Moura (Socorrão II) para outras unidades de saúde, municipais e estaduais. Quinze deles começam a ser operados, nesta segunda-feira (24), no mutirão de cirurgias ortopédicas que será realizado pelo Hospital Estadual Tarquínio Lopes Filho (Geral).

A SES continua encaminhando para os dois Socorrões e para o Hospital da Criança medicamentos, material cirúrgico, rouparia e alimentação, além de enviar equipes de limpeza para o trabalho de higienização hospitalar.

No Socorrão II, macas foram substituídas por camas, que receberam rouparia hospitalar. O mesmo trabalho foi estendido às unidades mistas do Bequimão, Itaqui-Bacanga e Hospital da Mulher, para onde estão sendo transferidos 88 pacientes clínicos e cirúrgicos que estavam em macas e corredores dos hospitais de urgência e emergência.

Para o Hospital Tarquínio Lopes Filho (Geral) foram transferidos no fim de semana 15 pacientes que aguardavam por cirurgias ortopédicas no Socorrão II, onde 80% das pessoas que estão internadas foram vítimas de acidentes de moto. Para agilizar o atendimento, foi disponibilizado para a equipe médica do Socorrão II todo o material necessário para a retomada das cirurgias naquele hospital municipal, e paralelamente será realizado, a partir desta segunda-feira, um mutirão de cirurgias ortopédicas no Hospital Geral.

Ainda com o objetivo de dar às unidades municipais todas as condições para que o atendimento de urgência e emergência volte à normalidade, a SES está providenciando o material necessário para a reativação do centro cirúrgico do Hospital da Mulher, onde serão atendidos, prioritariamente, os pacientes diabéticos com complicações nos pés. Ambulâncias da SES e o tomógrafo do Hospital de Alta Complexidade Carlos Macieira também estão dando suporte aos hospitais municipais.

10 comentários para "A nova cara do Socorrão"

  • maria

    Não está fazendo favor,está fazendo o que não fizeram durante muito tempo!

  • Macabeu

    Até que enfim, criaram vergonha na cara, agora estão levando as coisa a sério, tenho certeza que não fizeram isto espontâneamente, foi pressão de alguém poderoso, talvez a Dilma, com quase um bi, de recursos federais e o Maranhão neste estado caótico, insuportável mesmo, inadmissível que depois de tanto tempo, somente agora resolveram fazer parceria, para quem vivia governo e município trocando farpas, se insultando, de repente resolveram trabalhar juntos, alguma coisa séria aconteceu para somente agora aparecer os milhões enviado pelo governo federal. Até outro dia Ricardo Murad proibiu as UPAS receber paciente do SAMU, agora de repente, está bondade toda, e as vida que se perderam por caisa desta ordem insana, quem vai pagar porisso?, alguém vai ter que pagar!?

  • Vicente Jr.

    Ninguém tirava foto quando as ambulâncias do SAMU eram proibidas de entrar nas UPAs, né?

    • Zeca Soares

      FALAR O QUÊ VICENTE? OLHE PARA FRENTE NINGUÉM ESTÁ FAZENDO FAVOR NÃO. A RELAÇÃO DEVE SER SEMPRE ASSIM.

  • Lima

    Muito boa a iniciativa.

  • José Carlos Pereira Martins

    NÃO É FAVOR, É OBRIGAÇÃO DO ESTADO CUIDAR DO SEU POVO!

    Enfim, compreenderam que trabalham com vidas humana. Essa parceria era para ser priorizada a muito tempo. O Governo do Estado estava brincando com a saúde do maranhense. Que daqui para frente as coisas continuem assim.

    • Zeca Soares

      NÃO CONCORDO. O MUNICÍPIO DE SÃO LUÍS QUE NUNCA QUIS PARCERIA. VOCÊ LEMBRA QUE A SECRETÁRIA E VICE HELENA DUAILIBE FOI DEMITIDA POR TENTAR UMA PARCERIA NO INÍCIO DO GOVERNO DE CASTELO?

  • simone

    Como eu ja havia comentado em outra reportagem: tudo é valido quando é para o bem da população. So queria deixar uma obs sobre a foto de um corredor vazio, nele nunca foi de haver macas, somente nas ocasioes em que alguma parte das enfermarias da ortopedia ou da emergência estavam em reforma. Estou muito feliz com a atitude da SES . O SUS tem jeito basta ter boa vontade pq dinheiro tem.

    • Zeca Soares

      PERFEITO, SIMONE. PARABÉNS PELO COMENTÁRIO LÚCIDO.

  • claudio

    ISSO NÃO É FAVOR É UMA OBRIGAÇÃO, OS COMENDADORES DA MIRANTE ESTÃO DEMAIS AGORA VAMOS PARAR UM POUCO DE PUXA SACO.