Edivaldo receberá prefeitura com divida de R$ 500 mi

Diplomado nessa terça-feira (18) como novo prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PTC) elegeu a parte financeira como um de seus grandes desafios a partir de 1º de janeiro. Segundo ele, além da previsão de queda nas receitas do município de R$ 200 mi para o próximo ano, existem R$ 500 mi em restos a pagar.

“Precisaremos de uma gestão eficiente para tirar São Luís desse quadro. Por isso elaboramos um plano que será desenvolvido nos primeiros 100 dias de governo para colocar ‘a casa em ordem’, principalmente na parte financeira porque existem R$ 500 milhões só em restos a pagar”, afirmou o futuro prefeito que anunciou o nome de mais quatro secretários municipais.

Restos a pagar são as despesas empenhadas, mas não pagas até o dia 31 de dezembro distinguindo-se as processadas das não processadas.

Os números, de acordo com Holanda, foram obtidos pela equipe de transição, entre eles o vice-prefeito eleito, Roberto Rocha (PSB). Nos últimos dois meses sete pessoas acompanharam a atual gestão para tomar conhecimento da estrutura do governo municipal até a posse de Edivaldo, programada para 1º de janeiro de 2013.

“Sabemos os problemas que vamos encontrar e a expectativa que há sobre nossa administração. Por isso temos que priorizar a boa gestão para tirar a cidade do caos em que está instalado”, completou o futuro prefeito, que disse ainda que até no máximo até quinta-feira (20) deve anunciar os demais componentes de seu secretariado.

Leia mais

2 comentários para "Edivaldo receberá prefeitura com divida de R$ 500 mi"

  • Mauro

    O buraco vai aer grande demais.

  • joão de deus

    E o decimo terceiro que até agora não saiu…esse castelo é um safado mesmo.