Torcida pode fazer a diferença

Globoesporte

O Sampaio Corrêa enfrenta neste domingo o Crac pela segunda partida da final do Campeonato Brasileiro da Série D. A equipe Tricolor joga com o apoio de sua torcida no Estádio Castelão, em São Luís (MA), onde são esperados 40 mil torcedores. Quando se fala em estádio lotado, muito se chama atenção para o apoio verdadeiro dos torcedores. Aquele tal máxima de torcedor que joga com o time, que é o décimo segundo jogador.

Sabendo do comparecimento da torcida Tricolor, o capitão do Sampaio Corrêa, Arlindo Maracanã, aproveitou para fazer um pedido. O jogador quer a participação efetiva dos torcedores no diante do Crac.

– É final, tem que apoiar do início ao fim. A gente pode encontrar um jogo fácil ou difícil. A partida deve ser muita pegada, truncada e às vezes você erra um dois passes ou nosso jogador perde um gol. Mas a torcida tem que confiar no time – disse.
saiba mais

Arlindo Maracanã comentou também sobre a qualidade da equipe do Crac. Segundo ele, o Sampaio deve ter bastante cuidado coma equipe goiana.

– Eles têm uma equipe qualificada. Não foi do nada que chegaram à decisão e também subiram à Série C. Temos que entrar concentrado para conquistar esse título para a nossa torcida – afirmou.

A partida entre Sampaio Corrêa e Crac será realizada no Estádio Castelão, em São Luís (MA). O confronto está marcado para este domingo às 17h (horário de São Luís).

2 comentários para "Torcida pode fazer a diferença"

  • hailton cruz sa

    quem É esse coroa so bucho?

  • Papão

    Master é ,Ano que vem cai com certeza , nao vai ter essa moleza cavalos sem dente ! E nao sera umcampeonato de 5 jogos !
    Bota ele que jogou 10 ano no Vovo , e veio pra ca encerrar sua carreira no Banan de Pijama !
    Essa Alegria noa dura muito !