Todos na mesma casa

A alemã Erika, de 53 anos, divide a casa perto de Hanover, na Alemanha, com o marido Ewald, de 60, seu filho, Elmar, de 20 anos, fruto de seu primeiro casamento, além do namorado do marido, Gotthard, de 60, segundo reportagem do jornal “Bild”.

Erika descobriu que o marido era gay depois de 17 anos juntos. Em vez de se separar, o casal optou por continuar junto e ainda convidar Gotthard para morar com eles em Wunstorf, perto de Hanover.

Quando o marido revelou que era gay, Erika disse que não ficou chocada, mas de certa forma aliviada. Segundo ela, o marido sofria de depressão e tinha dificuldades para se abrir com ela.

Apesar de continuar a amar a mulher, Ewald dorme com Gotthard na casa.

Erika diz aceitar a opção do marido. “Eu não quero perdê-lo. Ele é confiável e sensível”, disse.

G1 SP

Uma resposta para "Todos na mesma casa"

  • Paulo da Cohama

    Ainda dizem que lá as pessoas moram é um país de 1º mundo. Isso é muita safadeza, faltou o pai desse pederasta lhe dá umas bolachas quando ele era mais novo, a fim de que ele se tornasse homem de verdade.