2 comentários para "Obrigado, Chico…"

  • Tímon.

    Dia de luto nacional, pois não morreu um homem, morreu a inteligência sob forma de um ser feito pouco menor que os anjos. Não morreu um mortal, morreu um imortal, incoerente? Não se atentarmos para o fato de que não morreu a mesmice, morreu o diferente, não morreu o comum, morreu o incomum, que não se contentou com as imposições tal qual torcer para o time da ditaduta militar – a galinha de macumba do Rio de Janeiro que tem filial aqui no Maranhão, mesmas cores. Sim, ele era diferente demais. E nos abandonou simplesmente aos 80 anos, cravando o número oito, o número de vitória segundo a tradição judaica. Vai dar muita saudade. Descance em paz “ó inteligência” até o dia do retorno de Jesus. Espero que sejas por ele chamado e ressuscite do pó porque esta é a verdade e este é o destino da humanidade.

  • ACR Motense

    Que ódio do Moto, Tímon?
    Suas boas palavras a respeito do genial Chico Anysio ficaram manchadas por teu vascainismo e bolivianismo sem medidas!
    Parabéns, Chico!