Proposta do Dr. Pádua abre polêmica na Região Tocantina

O projeto que o deputado Dr. Pádua (PSD) pretende apresentar em 2012 na Assembleia Legislativa caiu como uma bomba na Região Tocantina. Nem duvido que, mediante à repercussão negativa, o deputado venha a desistir de levar o assunto adiante.

O deputado defende a mudança da capital do Maranhão para o município de Grajaú e se posicionou em entrevista a O Estado contrário à divisão do estado.

“Não sou muito a favor desses projetos que desintegram o Maranhão. Acho que temos de melhorar nosso interior. Como São Luís vai crescer independente de ser capital ou não, estou pensando que nem Juscelino Kubistchek. Nossa perspectiva é que essa mudança dinamize a economia do estado”, pregou Doutor Pádua.

Foi o suficiente para o assunto virar um dos dos mais comentados nas redes sociais. No facebook, a discussão no grupo aberto Queremos o Maranhão do Sul não poderia ser outra. O tema também é bastante comentado no twitter.

O que chama atenção não é o fato da mudança da capital, mas a posição contrária do deputado em relação á divisão do Maranhão. Este é o “x” da questão para aqueles que defendem com unhas e dentes a criação do Maranhão do Sul.

A polêmica está no ar. Se a discussão em torno da divisão do Maranhão já acirrava os ânimos, imaginem agora, quando um deputado da própria Região Tocantina se prosiciona contrário à ideia. As críticas só tendem a aumentar.

E você o que acha? O deputado está certo ou errado? Ele deve levar essa sua proposta adiante?

2 comentários para "Proposta do Dr. Pádua abre polêmica na Região Tocantina"

  • Paulo da Cohama

    Não tem esse negócio de MA do Sul ou do Norte, capital em Imperatriz ou em Grajaú, o que falta é um governador (a) com a capacidade de criar projetos, com ações que desenvolva o Estado nos vários pontos fortes que aqui nós temos, como por exemplo melhorar a agricultura, pecuária e produzir as riquezas para o mercado interno e externo, aproveitando o porto de itaqui, que está mais próximo da Europa e dos Estados Unidos, mercados de grande potencial consumidor, essa é a munha humilde opinião, só para finalizar Grajaú precisa também de um prefeito competente, que não deixe as pessoas sem água potável, tendo um rio que passe no meio da cidade.

  • Paulo SJR

    Paulo da Cohama você está certissímo, o que falta é Governador e Prefeito honesto e no meio de campo os “honestos” Deputados, Se eles recebem 1 milhão para desenvolver projetos gastam só 100 mil e embolsam 900 como é que esse Estado vai pra frente!!
    Meu amigos é muito dinheiro saindo pelo ralo!!!
    fui!!